Desejo: Boas Festas...

domingo, 17 de junho de 2007

ANIMA INFO 285 - Special/ Especial


I N T E R V I E W


Min Woo-Hyung is one of the manhwa authors (comics korean) more well-known currently. He´s author of Priest, manhwa arrived at American market for the Tokyopop and Brazil for the Lumus Publishing company. He spoke to Papo de Budega of his well-known title and others projects.

Please, tell us a little about you. What do you like to make, to read, etc.
Movie, manwha, friends, girls.(haha) I don’t read much. My hobbies change time to time so it’s not easy to tell only one thing. But I like male, boyish things mostly.

Who are your favorite authors?
I like Ashley Wood, Mike Mignola (Hell Boy).

Which one of your projects did you most like?
Priest.

Do you know any young artist that you think is very good?
Well, I’m sorry to mention that I don’t know recent new authors yet…

What is your biggest inspiration when you do a terror story?
Mostly games and movies. They are simple and easy but affect greatly.

The theme of Priest is very adult and mature. Have you ever thought about making something for children?
I’m doing right now. The title is The Battle of God of War and it’s a fantastic manwha targeting young boys. I started this suddenly because I thought I should do this before I become older.

Did you believe that your history would arrive in other countries as U.S.A., France, Germany or Brazil?
I’d never imagined that. If I had, I wouldn’t have showed my personal hobbies and taste so openly. I could be more nervous and become rigid so it would rather give bad effect to my manwha.

What do you wait of the cinematographic version of Priest?
Officially, I hope it can be great, terrific and high level of movie that everyone likes. Unofficially, a big economical profit is what I want.

Do you know any Brazilian or Latin artists?
I’m sorry but I know none.

Would you like to come to events or lectures in Brazil? Or you aren't a parties adictive?
I love to be with many people. Brazil is the place that I really want to go one day.

Which is your (or other) current project? Any future project?
“The battle of the God of War” that I mentioned earlier. It’s a fantasy for young boys.

What advice would you give for young artists?
Don’t hesitate or hurt your pride when you get something from others. Try to accept what you don’t have. It will help you to find your own ones easily, speedy and effectively that you can’t find by yourself.

Thank you for the interview!!!
My special thanks to Mr. Kim Tae-Hyung, Renato Torelli, Lumus Editora, Daiwon C.I. Inc., Hong Jeong Hyun and Fernando Ventura


E N T R E V I S T A


Min Woo-Hyung é um dos autores de manwhas (comics coreanos) mais conhecidos no mundo atualmente. Ele é autor de Planet Blood, manwha que chegou ao mercado americano pela Tokyopop e no Brasil pela Lumus Editora. Ele falou ao Papo de Budega de seu título mais conhecido e outros projetos.

Fale um pouco de você. Do que gosta de fazer , ler, etc.
Gosto de filmes, manwhas, meus amigos, garotas (hahah). Eu não leio muito, não. Meus passatempos mudam demais e não é fácil falar de uma coisa que eu goste. Eu gosto de fazer coisas de homem.

Quais são seus autores preferidos?
Gosto de Ashley Wood, Mike Mignola (Hell Boy).

Qual seu trabalho que você mais gosta?
Priest.

Você conhece algum jovem artista que você acredita ser muito bom?
Bem, peço desculpas, mas eu não conheço nenhum novo autor...

Qual sua grande inspiração para fazer uma história de terror?
Acho que games e filmes. São trabalhos simples e fáceis, mas atraem bastante...

Priest é uma história bem adulta. Você já pensou em fazer algo para crianças?
Eu estou fazendo uma agora. O título é A Batalha do Deus da Guerra e é um manwha fantástico para os jovens garotos. Comecei este trabalho porque pensei que eu devo fazê-lo antes de ficar mais velho...

Você achou que sua história chegaria a outros países como Estados Unidos, França, Alemanha ou Brasil?
Eu nunca tinha imaginado isso. Se eu tivesse, eu não mostraria meus passatempos e gostos pessoais tão abertamente. Eu posso ficar mais nervoso e mais "rígido" e isso pode causar um mal efeito no meu quadrinho.

O que você espera da versão cinematográfica de Priest?
Oficialmente, eu espero que seja o ótimo filme, “terrível” e bom para que todos gostem. E claro, que tenha muito lucro... é o que eu espero.

Você conhece algum artista brasileiro?
Desculpe-me, mas não conheço nenhum...

Você gostaria de vir em eventos ou palestras no Brasil? Ou você não curte eventos?
Eu adoro o povo brasileiro. O Brasil é um lugar que eu realmente gostaria de visitar um dia!

Qual seu trabalho atual? Ou trabalho futuro?
A Batalha do Deus da Guerra que eu mencionei antes. É uma fantasia para garotos.

Que conselho você daria para os novos artistas?
Não hesite e nem se machuque quando você começar algo. Não leve as críticas para o lado pessoal quando você está começando. Você evoluirá mais rápido e com mais facilidade do que se ficar batendo a cabeça sozinho.

OBRIGADA PELA ENTREVISTA

Meus agradecimentos especiais para to Mr. Kim Tae-Hyung, Renato Torelli, Lumus Editora, Daiwon C.I. Inc., Hong Jeong Hyun e Fernando Ventura

←  Anterior Proxima  → Inicio

6 comentários:

Guilherme Neto disse...

A pergunta mais importante e mais requisitada por todos foi ignorada: porque ele ainda não terminou Priest? Ele acabou (acabou?) a série sem um fim.

sandra monte disse...

Mas que eu saiba, Priest acaba no volume 16.

Se não me engano...

Guilherme Neto disse...

Priest acaba sem um fim... a série não acabou na Coréia ainda.
Pelo visto, há uma certa maldição nos manhwas...
Pelo menos todos que saíram por aqui não têm um fim.

Anônimo disse...

Erm... essa entrevista não tinha sido postada já? Tenho certeza de que já li antes. ._.

Saouri disse...

Felicidades Sandra.
Muy buena entrevista.
Creo que buscaré ese manwha para leerlo.

Saludos desde Venezuela

sandra monte disse...

Olá Anônimo.
Não, não foi.
Você pode ver as entrevistas clicando em "entrevista" no Label.

Acredito que vc está confundindo com a entrevista com o autor do Planet Blood.