Desejo: Boas Festas...

quarta-feira, 18 de maio de 2016

A pausa do JBox - um dos sites mais antigos de animies


Queridos navegantes...
Sim, vocês leram certo... Segundo este comunicado e o vídeo acima, o JBox News dará uma pausa. A verdade? É isso mesmo. Não temos empresas japonesas de entretenimento no Brasil. São poucas... Consequentemente, não há quem patrocinar... Nosso mercado também sempre foi pífio.... Algumas pessoas de sites de animes foram para editoras.. Mas, a verdade é que trabalham feito o cão, mas não ganham lá estas coisas...
Dez anos atrás eu recebi um convite, que hoje eu realmente NÃO me arrependo em nada em ter recusado. Também passei por esta crise existencial no meu site... E percebi que existem outros assuntos os quais julgo serem mais importantes do que falar só de anime e mangá. Eu entendi que eu tive meu papel, mesmo que "troll" muitas vezes, e que já fiz minha parte neste universo. Agora, meu papel é outro. A pergunta que fica: qual é o papel destes sites? E como cada um se enxerga neste contexto?
Sonho de juventude é para a vida toda?
←  Anterior Proxima  → Inicio

9 comentários:

The Fool disse...

Ah, cara... x(
Sabe o que eu acho? Sério mesmo? É por isso que tem uma monte de sitezinho por aí que só faz falar de anime fansubado, de pirataria, dessas porcarias todas que não nos fazem ter mercado aqui.
Vê se lá fora tem essas coisas! Não tem, e tem site de mangá e anime a rodo, tem resenhas de mangás, de anime, divulgação de eventos, artistas famosos...
O Jbox ter dado pausa é porque eles sacaram que não adianta.
Na real, NADA ADIANTA!
Tudo porque nossos empresários são uns...Não, não vou falar palavrão no teu blog Sandra! ><
Quantos sites fidedignos e com compromisso com o mercado brasileiro vão precisar fechar / entrar em pausa / etc pras coisas mudarem?
Sério, quantos mais?
Até mais Sandra!

Dood disse...

Sandra.

É com uma certa tristeza que recebo essa notícia, mas pensando aqui realmente que mercado é esse de animes e mangás que temos aqui? Onde os representantes das editoras se importam mais em aparecer pro seu nicho do que ampliar o mercado? Um mercado onde o país de origem entrega produções que poderiam ser sucesso a qualquer um que pague o valor que eles querem?

Fico triste porque foi um site que acompanhei com frequência chegue a colaborar com umas notas lá na época do Larc e do Cloud. Foi bacana essa época, até foi um dos incentivos a continuar com meu blog e tudo. Cheguei a ajudar a moderar o fórum do site por conta do excesso de bots que postavam propagandas, apesar de ser um espaço pouco frequentado ao menos tinham pessoa que valiam a pena.

Anderson disse...

Eu sei que pretendo ver animes pelo resto da vida, enquanto houverem
meios oficiais e opções mais dignas que um Diabolik Lovers da vida.
Não se trata de sonho ou fase,eu simplesmente tenho empatia natural
pelo gênero,e dizer que esse gosto não é normal é como dizer que duas
moças namorando não são normais, ou não gostar de futebol é anormal.

hanzowh disse...

Infelizmente otakus de verdade estão começando a ser extintos do Brasil, a maioria desistiu de ir em eventos onde também fugiram totalmente do foco tanto que existe evento 100% geek mas 100% otaku não tem mais, e agora essa tendência ridícula começou a se alastrar até mesmo nos sites como este aqui e devemos culpar os malditos filmes de heróis por isso, ou vocês acham mesmo que esse povo fã de filmes de heróis leu alguma HQ na vida?

Cláudio Roberto disse...

Sendo franco: Ouvir esta notícia em pleno ano de 2016 é como um hippie de 1976 ouvir de uma forma nua e crua que "o sonho acabou". Se a 40 anos atrás a contra-cultura de "paz e amor" 'caia na real' com o fim de uma utopia que perdia o seu lugar para o glamour da disco dance, 40 anos depois não temos Donna Summer, Sylvester ou Gloria Gaynor fazendo a cabeça da juventude. E sim Coccielo, Cellbits, Rato Borrachudo e similares que fazem a cabeça dos jovens. Tirando de vez o trono (e o "reino") dos animes junto a esta turma.

Animes passavam na Manchete de 1994 a 1999? Sim. Mas o que foi feito de relevante? Nada! Somente a partir de 2001 (com DBZ e o pacote de animes da Fox Kids na TV Globinho), até acreditei em um "novo boom".

Mas... Apesar de ter visto eventos "apoiarem" fanzineiros... O lucro destas grandes convencoes serviu para bancar uma obra expressiva de um artidra nacional?

NÃO.

Apesar de termos tido animes lançados de forma oficial no país... O próprio público VALORIZOU?

Não.

Eu vejo programas de pesca, de caminhoneiros, de animais rurais na TV... E ALGUÉM pensou em pegar toda esta gente "de fora" das editoras (que fazia um trabalho 'amador' porém imparcial na web) para um programa de TV dedicado ao gênero (ou uma publicacão em bancas que fosse um compendio editorial serio - jamais uma 'fogueira de vaidades')?

Não. O oportunidade para alguns nunca chegou. E o momento passou. "O SONHO ACABOU". Triste saber que a motivacão que era pulsante lááá atrás (nos tempos do "Mangá Xplosion"), tenha cessado de vez. A realidade cobra um recibo. E o feijão superou o sonho.

Sandra Monte disse...

"hanzowh",
A culpa não é dos filmes de heróis.

Inclusive, a culpa, como sempre falei, foi dos otakus, que nunca valorizaram o próprio produto. Como disse o Cláudio Roberto acima... o público no valorizou, ferrou-se.

E, quanto a este site... Estou escrevendo pouco sobre animes porque a minha missão, como eu já disse várias vezes, já acabou. Agora, acho mais importante mostrar para esta galera livros legais, do que falar de anime que personagem é pedófilo...

Anderson disse...

Sinto muito mas falar isso dá a impressão de estar generalizando o gênero em si.
Youkai Watch vai estrear em horário nobre no Disney XD sem polêmica e ainda é um
anime legítimo apesar dos otakus negarem por adaptações mínimos.Eu costumo doar
mangás "seguros" como Pokemon BW e Kimgdom Hearts para bibliotecas e costumo
imaginar histórias no estilo mangá para todas as idades que provavelmente não
colocarei no papel, mas continuo acreditando que o gênero é bom para qualquer
tipo de história e o aumento de otakus bradando que "anime de verdade tem que
ter gore e sexo" ou de "justiceiros sociais " exigindo censura a mangá-anime em
geral não vão mudar meu coração.

The Fool disse...

@ Anderson: Seria tão bom se todo mundo tivesse uma atitude pelo menos parecida com a tua. Falando por mim, já dei os mangás que eu tinha antes e daria de novo os que tenho hoje em dia. Acerca de animes em TV aberta ou fechada, veja que o SBT fechou contrato com a Disney, passou longe de animes de formas geral.
O que tamos vivendo hoje em dia em matéria de anime é a "borra do café", usando um termo antigo de revista informativa de anime.

Unknown disse...

È triste, mas é verdade, os verdadeiros otakus se afastaram, os modismos como filmes de super-heróis,etc tomaram conta...Só é uma pena que sites como an*, ou tat* (obs *=não é palavrão), omeleca,etc vão continuar se espalhando...Off.: Se o Jbox desaparecer, vai ser uma pena, mas enfim ,obrigado por estes anos divertidos, mais um ícone que desaparece, ao lado da Tv Globinho, Band Kids, etc e sites como kotakubrasil, 100grana,etc..Off.: Em último caso, vamos ter que apelar para sites gringos como Jefusion, io9, Herotaku,etc..