Desejo: Boas Festas...

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Curiosidades budeguísticas: sutiã

Os sutiãs tornaram-se ao longo das três últimas décadas, uma vestimenta feminina odiada por algumas feministas. Tanto que nos anos 60 foi o símbolo do movimento, com a "queima" simbólica dos mesmos. E o termo está entre aspas porque, diferente da ideia atual, não houve uma "queima formal" de sutiãs. O que é um objeto repressor para algumas, é libertador para outras, moldando seu corpo.
Mas, afinal, como surgiram os sutiãs? Nos séculos passados, as mulheres usavam corpetes para moldam toda o local do "colo": região do abdómen e seios. Porém, o sutiã como conhecemos hoje foi uma criação de Mary Phelps Jacob. Sim, uma mulher criou a peça apresentada em 1913, mas ela patenteou a obra em 1914.
De acordo com o Brasil Escola, "apesar de patentear a invenção, não obteve sucesso nas tentativas de venda para empresas têxteis. Mary Jacob vendeu sua criação para a Warner Bros por pouco mais de 1500 dólares. A empresa faturou posteriormente mais de 15 milhões com o produto adquirido." Com o desenvolvimento da indústria têxtil, o sutiã ganhou força mercadológica.
Hoje, a roupa íntima já está incorporada ao armário feminino, tendo vários estilos, tecidos. Faz parte de representações "mundanas" e também chiques, como a vista na propaganda de 1987. No final, gostemos ou não, toda mulher acaba usando.

←  Anterior Proxima  → Inicio

4 comentários:

FR disse...

Bah! Se eu fosse mulher com toda certeza eu teria um sutiã como o da foto...

Marco antonio de carvalho Bomtorin disse...

Este sutiã ficaria bem em VOCÊ Sandra!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!(riso)

Hikki Shinozaki disse...

Super interessante!
Mas fiquei mesmo me perguntando se essa foto fo sutiã foi tirada pela equipe do Papo de Budega ( :v ) ou é da internet...
Super interessante...

Sandra Monte disse...

hahaha hhahahahah

Eu retirei da internet, Hikki...