Desejo: Boas Festas...

terça-feira, 18 de agosto de 2015

Otaku: os filhos do virtual

Otaku é sempre um tema muito polêmico. Nas, diversas ocasiões que mencionamos sobre o assunto, ocorre uma grande comoção. Isso porque entendemos a palavra como algo realmente pejorativo. Os japoneses veem otakus de uma forma não muito positiva. Nós, idem. E um dos motivos foram descritos anteriormente neste link.
Além de análises do "oktau brasileiro", artigos e outas informações, o estudo Otaku: os filhos do virtual de Etienne Barral mostra bem quem são e os problemas de sociabilidade que os otakus têm. Apesar da grande resistência que os mesmos têm para com o termo, vale uma leitura atenta para esta publicação. Algumas das considerações acerca da obra podem ser vistas no link acima.
←  Anterior Proxima  → Inicio

1 comentários:

Hikki Shinozaki disse...

Li sua matéria de novembro de 2014, e li essa, quero muito ler esse livro.
Agora, sobre toda a questão das "ninfas" e cosplayers e tudo mais... Acho que tenho que analisar melhor antes de comentar.

Mas um fato curioso, no meu primeiro evento, o Anime Dreams 2012, estava eu deslumbrado por tudo e todos, enfim... Eu estava na área do "Animekê" e uma garota com um Cosplay que não consigo identificar sentou do meu lado e começou a alisar minha perna, e eu não sabia que atitude tomar, só fiquei parado tempo o bastante pra ela se cansar e ir embora.
Tente pensar nessa cena invertendo o meu gênero e o dela. Talvez eu pudesse ser expulso do evento, mas como eu sou o rapaz só é "engraçado" e ou "curioso".