Desejo: Boas Festas...

terça-feira, 2 de junho de 2015

Boicote à Boticário realmente é para quem não tem o que fazer...


Atenção o texto abaixo pode ter impropérios, termos chulos, também conhecidos como palavrões.
Queridos navegantes...
Já faz algum tempo que não teço comentários acerca de assuntos sérios. Mas, definitivamente, não dá para ficar quieta quanto ao que está ocorrendo com a campanha atual de O Boticário. Já teci alguns comentários no meu Facebook... Mas, meus comentários são "meio" que oficiais quando os posto aqui. O motivo é simples: aqui, os sites de busca acham facilmente, lá no Face a coisa se perde na nuvem de forma muito mais rápida..
A campanha de O Boticário está no vídeo acima. Se você pensa em fazer boicotes, então saiba... Saia do Facebook e Twitter. Pare de usar tênis Nike e tomar Coca-Cola. Ver filmes e seriados da Disney, Paramount, Nickelodeon, etc... Há uma listinha completa de empresas neste link. Se você pensa em levar para frente a ideia do boicote, então é para ser completo.
Basicamente, a campanha televisiva atual traz casais de namorados. Há pares heterossexuais e homossexuais. Por causa do segundo grupo, há pessoas querendo fazer boicotes. Para mim, gente que realmente não tem o que fazer. A propaganda é bem elegante. Em 15 segundos é bela, daí quando se formam os casais passa a ser feia? Sério isso? Na boa, as pessoas precisam ir a psicólogos.
A homossexualidade não é influenciável. A pessoa nasce gay, nasce hetero. Quem diz que é influenciável, não percebe que está dizendo nas entrelinhas que a própria pessoa poderia mudar sua sexualidade se tivesse tido referências diferentes. Para mim, quem nasce homo ou hetero, nasce. Fim. Não é uma campanha que fará alguém gay.
Se for assim, ver filmes de terror deixam pessoas psicopatas, ver filmes de corrida deixam as pessoas agressivas no trânsito, jogar games deixam as pessoas violentas e por aí vai. Por favor, parem com isso. Parem de usar a Bíblia contra as pessoas. Vão fazer mais amor, transar, dar o rabo, sei lá. Preocupem-se mais com suas próprias vidas.
Preocupem-se mais com os maus-tratos de animais, idosos, crianças, com os pedófilos, com a falta de aumento de salário dos professores, com a corrupção, com a fome... Enfim, com coisas que realmente importam. Em entendimentos errados, eu era meio radical com ao assunto. Mas, daí eu comecei a pensar: o que eu tenho a ver com o cu alheio? Nada. As pessoas estão se estressando com as coisas erradas... E eu? estou no momento, mais preocupada em pagar minhas contas. E me encontrar verdadeiramente com D´us Eterno e Único.
←  Anterior Proxima  → Inicio

1 comentários:

Hikki Shinozaki disse...

Adorei o texto Sandra, é bom ver pessoas como você, que são sensatas, não precisam atacar uma empresa por conta de uma propaganda mostrando pessoas se abraçando.
A propaganda é linda e sutil. Esse estardalhaço que estão fazendo em nome da família tradicional brasileira é tão besta, que chega a revoltar.

O mundo precisa de mais pessoas como você, que continuam seguindo o caminho de Deus, sem querer passar por cima de terceiros.

Parabéns pela atitude e pelo caráter.