Desejo: Boas Festas...

terça-feira, 28 de abril de 2015

OUTROS ESCRITOS – OPINIÃO: Adaptações de clássicos literários... Quero não!

(...) como o inferno são mesmo os outros, há quem ache que os clássicos literários de nosso Brasil varonil precisam ser adaptados para uma “linguagem mais fácil” a fim de que as crianças e jovens possam entendê-los. Em outras palavras, os defensores das adaptações, mesmo não afirmando isso, acreditam que a meninada não tem inteligência suficiente para compreender a ironia, a sutileza e o estilo de Machado de Assis.
Como se os resumos da internet já não fizessem estrago suficiente, os caras lá do alto encomendam uma adaptação de “O Alienista” para chamar a atenção do público jovem, que ultimamente anda bebendo na fonte das produções estrangeiras. Pela minha experiência com adaptações de clássicos – “Os três mosqueteiros”, “Romeu e Julieta”, até “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, também de Machado – eu posso atestar, com toda a certeza, de que esse povo está dando um tiro no próprio pé.
Veja resenha completa neste link.
←  Anterior Proxima  → Inicio

1 comentários:

L.Karina disse...

Detesto essa mania de ''gente progressista'' de julgar que o restante das pessoas são idiotas e que precisam deles para pensar, mas também pode ser uma forma de censura. Por exemplo podem suprimir dos texto coisa que sejam racistas, machistas e sei lá mais o que.
Não contra aquelas adaptações que fazem para crianças de alguns clássicos, porque o meu primeiro contato com ''O Morro dos Ventos Uivantes'', ''A revolução dos bichos'' e algumas história de Edgar Allan Poe, foram por essas adaptações. Mas não tinha uma linguagem infantilizada de mais. E mais tarde eu comprei todos esse livros em texto integral.