Desejo: Boas Festas...

sexta-feira, 3 de abril de 2015

Frozen - Febre Congelante, curta-metragem para manter o sucesso

Uma semana após o lançamento no Brasil e quase há um mês nos Estados Unidos, é possível dizer que Frozen - Febre Congelante (Frozen Fever) não decepciona os fãs da maior animação da História do cinema em bilheteria. Por causa do release totalmente entregue que a própria Disney colocou disponível, desde antes da estreia era possível fazer o argumento de Febre Congelante.
No aniversário da Anna, Elsa quer compensar toda uma vida de portas fechadas fazendo uma festa inesquecível para sua irmã caçula. Ela tem o bolo, alguns presentes e um plano inteligente para fazer a festa — mas a poderosa Rainha de Arendelle também tem outra coisa que pode simplesmente acabar com tudo. A rainha está determinada, porém, um resfriado quase coloca tudo a perder. Há magia nos espirros de Elsa. Uma criaturinhas fofas (Snowgies), "irmãos" caçulas de Olaf.
A produção técnica é muito boa. nas novas roupas de Elsa e Anna encantam e prometem a impulsionar nas vendas de produtos diversos. Fora isso, os "Snowgies" também tem tudo para ajudar nos números positivos da franquia. Vale ressaltar que a versão original da música é fantástica, com uma Idina Menzel (Elsa) e Kristen Bell (Anna) inspiradas. Na versão nacional, apesar de ter uma voz totalmente diferente de Idina, Taryn Szpilman consegue dar um tom único, quase que inusitado. Frozen - Febre Congelante ajudará na manutenção do encanto que uma geração inteira tem pelas rainha e princesa de Arendelle, já que ambas mostram-se muito humanas. Só assistindo para entender. Mas, para isso, é necessário assistir a Cinderela, já que Febre Congelante antecede o longa-metragem.
←  Anterior Proxima  → Inicio

1 comentários:

The Fool disse...

Vi alguns comentários na internet e o povo parece que curtiu o curta (??).
Plus, vi por essas bandas bonecas pirateadas da Elza e Anna, quer dizer, Frozen pegou MESMO.
Senão os pirateiros nem mexiam com isso.