Desejo: Boas Festas...

quinta-feira, 12 de março de 2015

Império: como de costume, Aguinaldo Silva viaja na maionese

Império realmente tinha tudo para ser uma novela muito legal até o final. Tanto ela como a penúltima de Aguinaldo Silva. Mas, alguns pontos foram um tanto quão incoerentes. Não que novela deva ser coerente, mas pergunto-me se vai se tornar um padrão vilões não serem punidos, como a Cora, que matou e morreu sem punição.
Ok, o comendador é o "herói" da história. Mas, ele fez tanta coisa errada na vida, que pergunto-me também porque raios ele não foi mais punido como deveria. Houve um relacionamento insosso de Cristina e cozinheiro lá, o Vicente. Fora que todo mundo passa a viver muito bem. Eurico mudar pelo pai até concordo, mas tão radicalmente? Ficou forçado. As coisas não funcionam assim e fica realmente tudo muito fake.
O grande ponto deste folhetim televisivo foi, certamente, a atuação de Lilian Cabral - sempre muito boa em suas interpretações -, mas principalmente por Marjorie Estiano, que já havia mostrado ser uma grande atriz em papéis anteriores, mas desta vez realmente se superou. Ótimo trabalho. Só não foi mais valorizado porque a personagem desandou...
Todo mundo sabe que gosto de novelas. Mas, creio que João Emanuel Carneiro deixou todo mundo meio que exigente demais depois de Avenida Brasil. Bem que Aguinaldo Silva poderia viajar menos na maionese. Agora, resta-nos o último episódio...Será que teremos "aqui para você, oh", como foi em Fila Estampa?
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários: