Desejo: Boas Festas...

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

O final de Naruto ナルト, e daí?

Queridos navegantes...
Alguns fãs entraram em pequena depressão esta semana, com o anúncio do fim do mangá Naruto ナルト. Este foi o mangá de maior sucesso fora do Japão nos últimos anos. Vendeu muito em todo lugar, inclusive no Brasil. Qual o importância deste final para mim? Não tem importância alguma. Naruto ナルト não é o tipo de HQ que me agrade. Nunca comprei, devo ter folheado umas duas vezes e só. Meu primo até tentou me convencer o quanto a história é legal, isso e aquilo. Não adianta... até tive uma certa vontade de saber mais uma vez... Mas não rolou.
Contudo, o final deste mangá talvez marque algo muito importante para o mercado de mangás, começando pelo Japão... Talvez já não venda tanto, em verdade, ou o autor já está realmente de saco cheio... É um mega hit que sim, tinha que acabar. O mercado não pode viver de um único título. Dos grande mangás conhecidos em terras tupiniquins, falta agora One Piece terminar. Qual será o rumo que o mercado de quadrinhos japoneses é algo a se pensar. Mas, este final é melhor do que sua manutenção pura e simplesmente para dizer que existe...
←  Anterior Proxima  → Inicio

7 comentários:

César Filho disse...

Pra mim também, Naruto nunca fez diferença, Sandra. Não que eu chegue a dizer que não gosto. Já tentei ver alguns episódio seguidos, mas nada que me prendesse tanta atenção quanto Cavaleiros e Dragon Ball. Pode ser que eu dê uma chance no futuro, mas a série não é minha prioridade ainda.

Rodrigo Adamuz Machado disse...

Para mim também não faz diferença se vai acabar, não é o tipo de leitura que aprecio. Mas pelo tanto que vendeu não só no Japão e no mundo, com certeza tem sua importância na história.

Deve ser complicado sustentar um título por tanto tempo, desses mangás inacabáveis, gosto de Dragon Ball, não li inteiro até hoje, mas estou acompanhando a publicação da Panini. E me agrada muito, embora essa fase em que está é bem mais chata que a fase em que o Goku é pequeno.

Enfim, que dê lugar a novas publicações. Mangás muito longos as vezes acabam cansando...

João Paulo disse...

Fiquei até feliz quando soube a data certa do fim de Naruto. Acompanho o mangá e o anime há 8 anos, é uma vida, e estou meio que de saco cheio dele. Hoje,talvez pela idade, são raros os momentos em que me empolgo ao ler o mangá. A qualidade das tramas caiu muito. Espero que seja um final digno, porque apesar dos pesares, é o mangá que mais me marcou.

Ligeirinho disse...

Nâo acompanho Naruto, apesar de quando começou a série, pensei em colecionar. Acho que fiz bem em não tomar a cabo, pois a história é longa, e pelo que sei, recheada de fillers e contos longos. Não teria tanta paciência e dinheiro.

Mas ao que noto, Naruto não é diferente de Dragon Ball no quesito roteiro (protagonista é acompanhado desde criança sobre sua história, que contém algum segredo que o ajudará no futuro da mesma.)

Ao que entendi, Naruto começa como "jovem ninja aprendiz", depois vira um adolescente ninja profissional e com seu talento, acaba representando sua aldeia na defesa da mesma e ajudando a inibir guerras que poderiam destruir a mesma.

Acho que o sucesso e a longevidade se deu pois aproveitaram o máximo que puderam do roteiro e das possibilidades. Além também de o personagem ser jovem e simpático, que ajudou muitos a se identificarem com ele.

No caso de One Piece, não conheço a história por completo, mas se rendeu até hoje alguma coisa, é porque aproveitaram o máximo do roteiro também. Só que pelo que vi, o roteiro não tem progressão (como Naruto), é mais livre e as histórias são diversas.

Detalhe extra: Naruto encerra e One Piece continua, mas há muitas histórias por aí que precisam também de final e não finalizam. Acho que Hunter x Hunter é uma delas, Berserk, etc... Pelo pouco que sei de mangás, o que muito vejo são histórias que entram em hiato e demoram para serem concluídas. Evangelion concluiu o mangá há uns dois anos. Initial D, que vinha acho que desde 2000, concluiu neste ano a produção.

Vamos que vamos

Anônimo disse...

Já eu fico sim, triste pelo fim do mangá que me apresentou o mundo dos animes, admito q a história estava bem arrastada, e que sim, o fim era necessário. Naruto já foi minha série japonesa preferida, hoje sou mais cavaleiros do Zodiaco, mas vou sim sentir falta de Naruto pq representa muito pra mim, mesmo sabendo q já está a muito tempo enrolando, mas sim sentirei falta. Se não fosse Naruto talvez eu não estaria lendo esse post neste site, e minha foto de perfil seria qualquer outra q não fosse Shino Aburame e Hyoga de Aquário (feita à anos atrás na época do Orkut kkk).
Mas enfim, foi bom enquanto durou.

Anônimo disse...

Ah só quero deixar claro q não acho Naruto a melhor série Japonesa e talz, mas tem um valor sentimental pra mim.

Renato Urameshi disse...

Não acompanho Naruto, mas sei qual a diferença que vai fazer no meio da cultura pop. O fim de fãs de animes que só acompanham Naruto e dizem que entendem de animes! O fim de pessoas que teimam em exaltar o anime sendo que não passa de uma animação comum como tantas outras. Nosso pequeno mundo de animes e mangás vai retornar um pouco ao que era antes, com séries não-modinhas. O Brasil já mostrou que pode se sustentar no mercado de mangás sem apelar para séries assim, e agora ta na hora dos fansub's mostrarem que também podem.