Desejo: Boas Festas...

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Os Cavaleiros do Zodíaco — A Lenda do Santuário 映画『聖闘士星矢 Legend of Sanctuary

Os Cavaleiros do Zodíaco — A Lenda do Santuário 映画『聖闘士星矢 Legend of Sanctuary tem estreia programada para o dia 11 de setembro, apesar de - estranhamente - já aparecer na lista de bilheteria brasileira do BOX OFFICE MOJO. Tornou-se um filme um tanto quanto "legendário" por tudo o que representa, especialmente no Brasil. Desde seu anúncio oficial em 2013 até o momento, discutiu-se de tudo: desde a produção técnica até questões de bilheteria.
A base da história é o mangá e não o anime. Tanto que o mestre do Hyoga é o Camus. A passagem por algumas das 12 casas foram eliminadas, dando mais agilidade ao longa-metragem. A Saori não é inútil, o que é muito bom. O autor atualizou um pouco o conceito da personagem. A figura que mudou bastante, mas que ficou engraçada - beirando o ridículo - foi Máscara da Morte, que canta uma musiquinha tosca e parece Jack Sparrow de Piratas do Caribe ao gesticular.
Apesar de ter se tornado controverso por ser mulher - e no original é homem - , a amazona Miro é muito bonita. Um ponto comum da história é que o Seiya continua Seiya - tonto em alguns momentos. Porém, também não há mais um "Seiya e os outros". Todos os quatro: Seiya, Hyoga, Shiryu e Shun são relativamente iguais. Inclusive, o Shun do filme não é andrógeno, beirando ser até mesmo galante.
O anime poderia ter sido, perfeitamente, exibido em 3D no Japão. O visual é deslumbrante, um tanto diferente das imagens veiculadas inicialmente. Cenas inteiras teriam ficado geniais com este tipo de exibição. Porém, como é possível ver nos comentários do produtor Yosuke Asama 浅間 陽介, questões financeiras determinaram a não exibição neste formado. Os Cavaleiros do Zodíaco — A Lenda do Santuário 映画『聖闘士星矢 Legend of Sanctuary é um dos melhores, quiçá melhor filme da obra até o momento. Os furos foram bem amarrados e mesmo com as alterações, continua a ser Saint Seiya.
Chega a ser curioso a bilheteria tão pífia no Japão. Pois, o argumento ficou bom - em relação a diversos outros animes - e a produção técnica agradável. O que teria desagradado tanto aos fãs no país de origem chega a ser um mistério. Quem sabe, os efeitos de Cavaleiros do Zodíaco Omega - cuja 1ª temporada é boa, mas a 2ª é terrível - possam ter deixado rastros irremediáveis a este filme. Pois, aos apreciadores da história de Masami Kurumada, não há o que reclamar. Porque no final, a essência continua lá, como há 20 anos, quando o anime estreou na televisão brasileira.
←  Anterior Proxima  → Inicio

4 comentários:

Anônimo disse...

Hikki Shinozaki:

O filme é muito bom, embora a morte de Camus ter sido um pouco rapida demais pra uma disputa de execuções aurora, e nosso Afrodite de peixes ter tido uma morte também meio (wtf) afinal nossos queridos Hyoga e Shun receberam o "outra dimensão" e estão ai até hoje, enfim, o filme realmente é incrível, eu vou adorar ver ele novamente! Dia 11 chegue logo que quero lhe usar! Aiiiiiiii amei o filme!!!

Helio Mendes Jr ou Kamen Homer disse...

sabe, eu vou falar um opinião polemica aqui, por favor levem na esportiva, e prometo não sacanear ninguem por causa disso, mas devido a colocar os MESMOS dubladores da epoca da manchete e do cartoon num filme que é tipo um reboot e versão alternativa da serie, serio, eu vou dizer uma heresia aqui, o brasil não merece ter um mercado de animes e mangas aqui.

Anônimo disse...

apesar de ser curto tem um roteiro melhor que inuyasha.

Sandra Monte disse...

Que fofo...
Entrou às 4h da matina para mostrar que visita meu site constantemente.

Obrigada, Anônimo.