Desejo: Boas Festas...

terça-feira, 24 de junho de 2014

Uma verdade dolorosa, Cavaleiros do Zodíaco - Lenda do Santuário

Editado dia 25/06/2014: às 11h00: Eu gostaria de lançar um questionamento que todos têm falado e que o Leonardo Menzani comentou comigo. O que afinal, a Toei esperava? Foi esta a pergunta. Daí, o ponto mais importante: Se a Toei esperava muito dos mercados internacionais, porque não lançou simultaneamente no mundo? Tipo, eles estavam planejando desde o ano passado quando lançaram o site, já naquela época poderiam ter negociado para este mês no mercado internacional, sem dar uma brecha tão longa... Porém, sabemos que houve uma demora razoável na escolha das distribuidoras, em especial aqui na América Latina... Ou seja, será que não estavam esperando "demais" no mercado interno e deu nisso? São devaneios...
EDITADO 2, dia 25/-6/2014 às 23h35: O Box Office Mojo atualizou sua página. Lenda do Santuário ficou em 5º lugar na bilheteria.
Sim queridos e amados navegantes,
Certas verdades são difíceis de aceitar, talvez difíceis de encarar como verdades. Mas, apesar de muitos sites não terem divulgado - uma omissão proposital ou não - o fato está aí. Os Cavaleiros do Zodíaco — A Lenda do Santuário 映画『聖闘士星矢 Legend of Sanctuary estreou mal no Japão. Normalmente pego a informação no Box Office Mojo, que ainda não foi atualizado. Assim, os dados são do kogyotsushin.com. Muitos de vocês vão falar: "mas pô Sandra, você vai falar mal de novo dos animes?" Não é falar mal. Mas, dizer fatos...
Apesar de tanto auê, no final das contas, nem mesmo no Japão a obra de Masami Kurumada é tão representativa quanto gostaríamos. Uma incrível badalação aqui em terras tupiniquins, mas já com pedidos de downloads... Mas, sem a menor expressão nos EUA - que nem mencionaram nada da estreia. Muitos vão dizer: é daí? E daí que o fato mostra ao mundo que talvez não valha a pena lançar cadernos, mochilas e demais brindes lançado por lá e cobiçados por nós. Se por motivos diversos os animes sofrem preconceitos, o que dirá de um título que nem fez o sucesso esperado faz em seu país?
E, começar em 6º lugar nas "paradas" no país de origem é realmente muito ruim, porque não existe uma tendência de subir e uma desconfiança do mercado internacional para possíveis lançamentos de produtos. Todos sabem o quanto gosto de Frozen (アナと雪の女王). Mas, até mesmo a mim é espantoso o sucesso no Japão, em suas 15 semanas consecutivas em primeiro lugar nas bilheterias. E, ao longo deste período, sempre ganhando bem dos segundos lugares.
Este sucesso todo já valeria um estudo sociológico por lá. Pois afinal, o que acontece com uma sociedade que tem amado demais uma história de duas irmãs? Daqui de longe, tecemos uma série de teorias, mas é muito difícil dizer realmente... E não adianta falar que é por causa de investimento de marketing, porque os japoneses investem muito no marketing de seus próprios produtos (vide animes, games, etc). E a Toei, vendo por sites e animes, investiu muito em CDZ.
Enfim, uma pena. Pelo visto, é uma "vibe" muito nossa, latino-americana... Se serve como consolo, Os Cavaleiros do Zodíaco — A Lenda do Santuário 映画『聖闘士星矢 Legend of Sanctuary é o único anime da lista atual de bilheteria. É... se anime vai realmente mal das pernas em seu próprio país, quem dirá no restante do mundo... Esperemos que ao menos no Brasil, os fãs realmente façam a diferença, assim como os fãs de Drago Ball sagas fizeram em A Batalha dos Deuses...
←  Anterior Proxima  → Inicio

19 comentários:

Unknown disse...

CDZ nunca foi uma explosão de sucesso no Japão. Pra mim foi uma surpresa terem investido numa animação desse porte. Eles sabem o que tem em mãos e acho que eles não esperariam ser top 1 nas bilheterias. O 6.lugar não me parece, olhando de longe, ruim. Tudo bem, tem as continuações no mangá, omega, lost canvas, etc, etc. Mas CDZ nunca chegou perto de One Piece ou Dragon Ball. Acredito - a Sandra pode falar com muito mais propriedade - que CDZ deve ter um público mais ou menos fiel, e é nesse público que eles apostam. E deve ser o suficiente pra eles fazerem uma animacao dessa e term um bom lucro.

Sandra Monte disse...

Então... Mas eu digo que sim, eu esperava mais.
Por ver que teve uma boa campanha de marketing, eu esperava mais. Pela Toei ter feito tudo certinho. Lançou no verão, lançou em uma época com pouca estreias lá.

Eu achava que CDZ poderia figurar em segundo lugar, quiçá em primeiro mesmo. Pô, desbancar o filme que nem mesmo Capitão América, X-Men, Homem-Aranha conseguiram...

Mas, aparecer em 6º? Sei lá... acho que fiquei meio decepcionada...
O que me espanta é ver uma vibe (no caso de Frozen) durar 15 semanas lá...

Rafael Sousa disse...

Acho que o filme fora do Japão poderá sim dar um resultado mais positivo.

Eu não estava mesmo otimista pela a estreia do filme no Japão.

Depois da estreias nos outros países, quero ver a toei fazer a analise completa. mas eu temo o que ela vai dizer brevemente o que achou da estreia no Japão. Talvez o futuro de CDZ com novas sagas animadas ficaram tudo arquivadas na gaveta.

HilarioH Rick disse...

Saint Seiya nunca foi grande coisa no japão, seu maior público é do lado de cá e acho que a Toei sabe disso, e como o colega disse aqui nos comentários...Sexto lugar n é ruin n, ainda aposto no filme, vamos esperar pra ver o resultado em outros países !!!

Anônimo disse...

Se dados forem corretos, o filme atingiu Y$71.491.000,00 em 1160 sessões (145 cinemas- 2 dias). Deu Y$61.630,00 ou 603 dólares em cada sessão. Apesar do filme ter sido uma merda, veja as resenhas no Yahoo Japão, ou a análise no Jbox, ele rendeu bem para o número de salas. Fora isso, cada sessão teve itens à venda. O artbook do filme vendeu 50 mil cópias em dois dias nestas exibições. Então, foi um bom início. O segredo no Japão não é a estreia, mas a continuidade, as semanas que se seguem deveriam manter o ritmo. Como o filme foi uma merda na avaliação dos usuários, provavelmente vai cair. Todavia, a Itália já garantiu o filme que estreará por lá em 200 salas de cinema, devido ao sucesso de Capitão Harlock quando o mesmo foi lançado lá. No Japão, a obra do Kurumada é respeitada porque vendeu quase 40 milhões de mangás (série original) em todo o mundo. A estratégia é apostar nas rendas mundiais aliadas à japonesa. O sucesso do filme se firmará nestes pontos: venda de ingressos mundialmente, venda de produtos relacionados e venda de marketing.

Unknown disse...

Eu gostaria que essa animação de CDZ tivesse arrebentado lá no Japão - aí eles se animavam e, quem sabe, faziam uma série-continuação de Hades, rsrsrsrs.

Cinema tem essas coisas: às vezes algo inesperado faz um sucessão, e outras coisas já com nome nem tanto.

Mas esse sucesso de Frozen no Japão é mesmo surpreendente!

Arthur Ferreira disse...

Olha, eu acredito que eles realmente investiram no Marketing, como sempre o fazem, que no prório país a animação ou a série em si não é a mais badalada, mas também acho que o que levou a o filme a ficar sem seus onus foi a drástica mudança. Para alguns, incrível, uma renovação, um passo para o futuro da série, etc, para outros, principalmente os acostumados com o clássico, torceram um pouco o nariz, independente do visual bonito e efeitos excepcionais.
Acho que devemos estar abertos a tudo, mas essa "renovação" poderia ser uma evolução dentro do próprio filme, e não pegar algo conhecido e transformar logo de uma vez.
Aqui, no nosso país, pode acabar sendo uma nova "explosão", já que de certo modo, somos fissurados no anime. E eles se surpreendam, já que, verdade seja dita, muuuitas vezes, muuuitas vezes, somos subestimados pelos japonese, que SEMPRE visam nossos amiguinhos, mais ao norte do continente.

Anônimo disse...

Me desculpa se soar grosseira, mas... Já que se trata de opinar, então vamos a isso.
De verdade mesmo, você achou que o filme lá no Japão seria um estouro de bilheteria a ponto de ficar em segundo lugar? Pois eu, humildemente, nunca achei. Uma sexta posição no Japão, mesmo com o retorno não tão grande quanto Dragon Ball ou One Piece por lá tá até bom.

No Japão Saint Seiya nunca foi um sucesso astronômico, mesmo... Não é um grande fracasso, como alguns dizem, mas sucesso grande por lá (como Dragon Ball ou One Piece) nunca foi. Não seria agora que isso iria mudar por lá. Até aí, nenhuma verdade que não se soubesse quanto a isso, pelo menos não pra mim.

E, mesmo com um filme considerado perfeito para cdz, o retorno seria praticamente o mesmo.

Que eu saiba, cavaleiros sempre fez mais sucesso fora do Japão, como China, França, Itália, Brasil e América Latina em geral. Mas... O fato de uma série não ser fenômeno no país de origem, não signifique ele não venha a ter bilheteria ou passe vergonha.

Frozen é uma prova disso também. No Japão, o filme fez tanto quanto no país de origem, talvez até mais, em virtude de estar há quinze semanas em cartaz, enquanto aqui no ocidente se foi há algum tempo. Se essa informação não proceder, pode me corrigir, sem problemas.

E um outro ponto que gostaria de apontar, pois acompanho o blog há tempos, e de uns posts pra cá, tenho percebido isso: por que razão, tudo o que sai de animação você tem que comparar a Frozen? Será que um filme de animação esse ano só terá sucesso ou será bem sucedido se superar esse filme em termos de bilheteria? Daqui a pouco, vai postar que não se pode lançar animação japonesa nenhuma em 2014, por causa desse filme.

Não estou desmerecendo o filme da Disney, de forma alguma... É fantástico. Mas acho exagero da sua parte comparar tudo quanto é animação lançada em cinema à esse filme quando o mesmo quebrou recordes e estimativas da própria empresa (Disney). E, afinal, é um dos maiores recordes de bilheteria em termos de animação, talvez o maior. Além de ter sido produzido por uma empresa que é praticamente hegemônica em animação no mundo todo, muito mais que a Toei. Portanto, acho humildemente, que não é preciso superar um campeão de bilheteria pra ser considerado sucesso. Basta fazer por si só.

Se Saint Seiya fosse fracasso no Japão, seria sem sentido então investir numa série fracasso, com tanto spin off, games e novas séries e reboots focados numa série de mediana pra baixo.
Afinal, uma empresa quer dinheiro, e sempre investe em produtos com garantia de retorno. Se um produto dá retorno de investimento, ele continua a ser produzido. Caso contrário, se produz outro, e assim segue...

Mais uma vez: desculpe se soei grossa, mas verdades não podem ser contestadas. Opiniões, sim. Mas enfim, né? Cada um pode opinar o que quiser... Eu prefiro esperar pra ver, e ver como será a recepção do filme no mundo. Sem altas expectativas, sem altas pretensões nem nada disso.

Ingrid - BA.


Dood disse...

Era esperado realmente uma recepção ruim. Agora aqui no Brasil você sabe como é que é: o pessoal assiste mais na ilegalidade do que outra coisa. Vai ser algo que nem Dragon Ball Z será passado sem divulgação pra massa, no mais pegando o público que ainda vai ao cinema.

Anônimo disse...

Sobre os questionamentos. A forma dos empresários japoneses decidirem é lenta, com diversas mesas de debate e rodas de análises. E eles não se preocupam com isso. Capitão Harlock mal deu 500 mil dólares e eles festejam, pois o filme deu destaque internacional à Toei. Qualquer empresa faz planejamentos e os colocam em execução, mas atrasos acontecem em toda obra. No caso, por conta da Copa, o filme foi postergado para depois do evento. Erro gerencial, sim! Erraram feio na data de lançamento! Como disse, vendas no mercado internacional + vendas internas + vendas de produtos + marketing + visibilidade da empresa- tudo está em igual patamar. Tudo vai contar quando o relatório final for entregue para o presidente da Toei. Sobre o sucesso no Japão, eles sabiam que ia dar nisso, estava dentro da previsão de lucro.

O ritmo no Japão é mais fundamental que estreia, porque eles não possuem muitas salas de cinema. Frozen iniciou com 7,5 milhões de dólares e manteve o ritmo até agora, acumulando mais de 220 milhões. Cavaleiros nem vai chegar a 7 milhões, porque o filme está sendo mal avaliado e deve perder ritmo.

Pedro Di Azzola disse...

Análise muito superficial.
Pegou os números e baseou sua opinião nisso e só nisso.

Não sei se viu o filme: se viu, a análise eh pior do que imaginei. Se não viu, nem deveria ter feito uma análise.

Sandra Monte disse...

Mas, falando sério... Eu esperava muito deste filme de CDZ. Com tanto produto, com tanto mistério no site, com o marketing que pareceu bom... Eu esperava um segundo lugar... Esperava um primeiro também.. porque não. Seria uma glória ver CDZ tirar Frozen do primeiro lugar. Mas, um sexto lugar me frustrou e muito... No mesmo passo que as 15 semanas de Frozen me enchem de espanto e admiração...

Existe uma guerra de 1000 dias em mim, XD
Sério...

Não esqueçam de uma coisa: sou fã de Frozen, mas sou fã de CDZ. Sou da primeira geração de fãs. Tenho os DVDs clássicos, Lost Canvas, Hades... Só não comprei Omega por falta de grana...

Frustra-me ver que a Toei pode ter cometido o mesmo erro de Prólogo do Céu, em que todos bradam que o mercado internacional é fundamental, mas que na hora que o mercado internacional deve se fazer presente, a empresa patina na hora de lançar para além de terras nipônicas.

"Simbora" tentar salvarmos este filme do fiasco de bilheteria?


Sandra Monte
http://www.papodebudega.com/2014/06/uma-verdade-dolorosa-cavaleiros-do.html

Anônimo disse...

Vou dar um puxão de orelha em mim mesmo. Dados revistos pelo Box Office Mojo indicam que o filme ficou acima do que previ em meu primeiro texto. Com Y$81.775.762,75 o filme fez 5.500 dólares por sala. Foi uma estreia melhor que havia dito, visto que o filme está em 145 salas, e ele estreou em quinto lugar, de acordo com o site. Foi muito bem. Também retiro o que disse sobre o filme não estar agradando. Olhei o Yahoo Movies Japan e ele teve um aumento considerável na sua avaliação, olhando cada crítica individualmente. Por exemplo, as três mais recentes dão ao filme boa avaliação.

Como disse, para chegar aos 30 milhões, agora basta manter o ritmo. Não acredito que aconteça, mas a vida nunca é do jeito que a gente espera, então, quem sabe, algum milagre aconteça. No mais, se o filme chegar próximo a 5 milhões já é uma bilheteria boa. Poucas produções no Japão conseguem chegar a esse nível.

Yahoo Movies- http://info.movies.yahoo.co.jp/detail/tymv/id348304/

Box Office Mojo
http://boxofficemojo.com/intl/japan/?yr=2014&wk=25&p=new

Então, fica aqui um puxão de orelha para mim mesmo. O filme foi muito bem por lá! Fora os artbooks que ultrapassaram a venda de 50 mil unidade e Lost Canvas que foi lançado por lá esta semana e fez mais de 40 mil unidades (Lost Canvas e Lost Canvas spinoff). Kurumada ganhou muito dinheiro essa semana.

Sandra Monte disse...

Fica um puxão também Anônimo, pegando os dados que vocês mesmo citou.

Clássico que é clássico deveria estrear em mais cinemas, não somente em 145. E, consequentemente, ter arrecadado mais.

SÓ 145 quer dizer que os distribuidores japoneses NÃO apostam que vão ganhar grana com CDZ. Que preferem MANTER um filme de "princesinha" que está há 15 SEMANAS em cartaz.

Fica o puxão no "clássico"...

Sanurandre disse...

Mara do MD8M poderia voltar e fazer uma pequena resenha - daquele jeito - sobre essa maravilha de filme. E nada mais justo do que estreiar essa bagaça por aqui em um 11 de setembro...A BOMBA VEM!!!

Eder disse...

Pois é, cadê a Mara para falar dessa BOMBA(!!!) que é o filme dos Cavs? xD

Anônimo disse...

Até lá não terá bluray japonês pra legendarem então obviamente terá bilheteria maior que DBZ BOG.

Rei Kon disse...

Acho que não ia dar certo lançar simultaneamente, por causa da copa.

dashxi disse...

Agora tá em 2º lugar atrás de Hércules.