Desejo: Boas Festas...

domingo, 30 de março de 2014

FROZEN e o Japão, Elsa mandando beijinho no ombro, ovo de Páscoa...

Queridos e amados navegantes,
Vocês que visitam este blog constantemente, já devem ter percebido o quanto adorei a animação FROZEN (#disneyfrozen). Basta escrever na "busca" a palavra que vocês vão encontrar vários posts sobre desenho. E hoje, enfim, veio uma notícia que eu muito esperava: FROZEN passou Toy Story 3 e se tornou a maior bilheteria de animação da História do cinema.
Segundo a medição oficial do Box Office Mojo, a animação passou inclusive Piratas do Caribe: o Baú da Morte. Neste artigo do MovieWeb, diz-se que o Elsa, Anna e Cia fizeram sucesso no Brasil, com 21 milhões arrecadados. Particularmente, acho que poderia ter feito mais sucesso. Infelizmente, vendo os comentários tupiniquins, dá para entender porque Frozen não teve tanto êxito aqui: os brasileiros não estão acostumados com histórias com fundo familiar e fraternal...
No link acima, é possível ver números avassaladores de vendas DVDs, Blu-rays e afins nos Estados Unidos. E como eu disse dias atrás, quem está levando o desenho ao topo, agora, é o Japão. Mesmo com a história absurda de que Frozen teria plagiado a saga de Odin de Cavaleiros do Zodíaco (você saberá desta idiotice com detalhes em breve aqui). Até a maioria deles deve ter dado risada desta teoria absurdamente babaca... Em três semanas, o desenho já arrecadou 50 milhões no Japão. Neste ritmo, pode ser tornar a 8ª bilheteria da História.
O que chama a atenção em todos os números de Frozen é que o título não teve um plano de marketing tão feroz quanto outros filmes recentes da Disney, como Os Vingadores por exemplo. Creio que o motivo foi a baixa bilheteria de Enrolados. Certamente, deve ter se tornado um verdadeiro espanto interno para eles. Sem contar um outro fator: a pirataria. Sim, talvez hoje seja mais difícil para um filme fazer sucesso do que em anos atrás. As pessoas têm ido menos ao cinema e visto tudo por downloads piratas.
Ou seja, é um mérito gigantesco para um filme hoje em dia, tamanho sucesso nos meios legais... Tamanho sucesso oriundo, principalmente, do boca a boca, que ainda hoje é o principal fator de marketing para qualquer produto... Para fechar... Quem é fã, mas fã de verdade... Há ovos de Páscoa nas Lojas Americanas. É Elsa... pode mandar beijinho no ombro para todo mundo. Você merece!! Let it go, do you want to build a snowman? E que venha o DVD e Blu-ray agora em abril no Brasil...
←  Anterior Proxima  → Inicio

14 comentários:

Isabelle Almeida disse...

Me desculpe, mas essa explicação de que "os brasileiros não estão acostumados com histórias com fundo familiar e fraternal" é de uma pobreza, ignorância e preconceito sem igual.
Não sei percebeu mas a dublagem brasileira foi uma porcaria, o que é uma pena pois as dublagens de animação aqui eram excelentes. Só comecei a gostar do filme depois de ver a versão original, ai sim vale a pena.
Apesar de que concordo que a disney já fez animações bem melhores, só que esse teve um investimento de publicidade muito maior. Por exemplo, há uma animação que se chama Vidas ao Vento que não teve tantos investimento nem resposta tão positiva do público ocidental, mas infinitamente melhor que frozen

Havokdan disse...

Vejo que essa animação acertou de jeito o seu coração, um detalhe interessante é que ele ultrapassou a bilheteria do Toy Story 3 e já chegou 1.7 bilhões de dólares nos cinemas, se tornado a maior bilheteria em animação nos cinemas.

Sandra Monte disse...

Não é nem ignorância e nem preconceito.

Eu poderia explicar que grande parte de nossa cultura está, sim, gostem as pessoas ou não, atrelada ao que é exibido na TV.

Ou seja, novelas, BBB, Casos de Família. Tudo "muito" fraternal...

Segundo, a dublagem de Frozen não foi a melhor. Mas, ruim também não foi.

E por fim, Frozen teve um investimento baixo em relação aos filmes da Disney. Muito melhor em relação aos Vingadores ou Alice (de Tim Burton), por exemplo...

Pegar Vidas ao Vento é "ignorância", já que o título não tem nada a ver com a Disney.

E Havokdan, se você clicar no link que postei, verá que citei a bilheteria nas entrelinhas... OK?

Diego Paes Cuter disse...

Definitivamente os japoneses amaram o filme, ficou em 1º lugar por 3 semanas consecutivas (até agora) chutando o traseiro de Doraemon, Pretty Cure All Star New Stage 3 e Kamen Rider x Kamen Rider; Showa VS Heisei, e todos os citados anteriormente são japoneses.
E Bonus para as fanarts no site pixiv sobre o filme, principalmente a tag "Elsanna".

Diego Paes Cuter disse...

Só mais um comentário, recomendaria você assistir "Tinker Bell: O segredo das fadas" (Tinker Bell and Secret of the Wings) eu considero esse filme um "beta" de Frozen, mas gosto de ambos os filmes.
Sim, esse filme ja tem em DVD no Brasil, mas se quiser baixar aí é por sua conta ^^


Bonus: A voz da Tinker Bell no Brasil é pela Julie que faz a voz da Vanessa Doofenshmirtz de Phineas e Ferb.

http:--allfreenext.blogspot.com disse...

Isabelle, sua linda, acho que pobreza, ignorância e preconceito são coisas que transbordam no seu ponto de vista unicamente. Falar que a dublagem do Frozen é ruim chega a só não chega a ser mais "adolescente" que tentar resumir o filme em si a apenas o áudio: roteiro, continuidade, trama, personagens ficam onde, meu amor? Particularmente adorei a dublagem da animação. Vozes muito bem escolhidas, por sinal. Não esperava menos. É óbvio que como geralmente temos um nível alto na dublagem, vez ou outra alguma voz pode causar estranhamento, mas isso é natural. Quanta à bilheteria brasuca, acho que rendeu o que tinha que render. Ótimos números! Talvez se a história tivesse mais "testosterona" tivesse vendido mais! Sigo aqui cantando "LIVRE ESTOU e VOCÊ QUER BRINCAR NA NEVE". Paixão à primeira escutada! Salve Taryn Szpilman, canta mais pra gente! *.*

http:--allfreenext.blogspot.com disse...

Isabelle, sua linda, acho que pobreza, ignorância e preconceito são coisas que transbordam no seu ponto de vista unicamente. Falar que a dublagem do Frozen é ruim chega a só não chega a ser mais "adolescente" que tentar resumir o filme em si a apenas o áudio: roteiro, continuidade, trama, personagens ficam onde, meu amor? Particularmente adorei a dublagem da animação. Vozes muito bem escolhidas, por sinal. Não esperava menos. É óbvio que como geralmente temos um nível alto na dublagem, vez ou outra alguma voz pode causar estranhamento, mas isso é natural. Quanta à bilheteria brasuca, acho que rendeu o que tinha que render. Ótimos números! Talvez se a história tivesse mais "testosterona" tivesse vendido mais! Sigo aqui cantando "LIVRE ESTOU e VOCÊ QUER BRINCAR NA NEVE". Paixão à primeira escutada! Salve Taryn Szpilman, canta mais pra gente! *.*

Anônimo disse...

Cara...
Queria ver esse filme, mas PERDI!!!!!

EU TENHO DE VER ESSA FÁBULA!!!

Ass: Camilo

Renato Urameshi disse...

Discordo em dois pontos do texto Sandra.

1. Os brasileiros estão acostumados com animação familiar sim. Se você for agora em casas que residem crianças menores de 8 anos vai ver que a mãe coloca DVDs repetidamente de Era do Gelo, Shrek, Madagascar, e Frozen para rodar e ditrair a criança por horas e dias. Isso acontece com meus sobrinhos e com muitos filhos de gente que conheço.

2. "Sem contar um outro fator: a pirataria". Acho que hoje em dia o download não está mais em alta. Com TV Paga, Netflix, NOW e Crackle masi acessiveis, cada vez mais os brasileiros estão entendendo que pirataria não leva a nada. Pode pesquisar, vai ver que a venda de DVDs pirata estão abaixando, e sites de compartilhamento AVI estão fechando suas portas com raiva dos streams.

Sem mais, Frozen merece ter chegado onde chegou. Eu sou otaku, mas quado vi Frozen deu vontade de fazer uma maratona de Disney e Pixar na minha sala kkkkk! Abraço!

Anônimo disse...

Oi, Sandra, como está?

Eu ainda não pude assistir ao filme Frozen, o farei nesse fim de semana com minhas irmãs... E pelo que pude ver e ouvir das músicas, o filme é realmente muito bom e merecedor da alta bilheteria que obteve.

Só não concordei com o que você colocou sobre brasileiros não estarem acostumados com filmes de fundo familiar... Sinto muito, mas discordo e com força dessa tese.

Quanto a "inventarem" na net de que Frozen teria copiado a Saga de Odin de Saint Seiya... Quando li a matéria, pensei: é brincadeira, né? Invenção mais estpafúrdia essa!! Eu, heim?

No mais, muito bom post.

Ingrid Santos - Ilhéus/BA.

Fabiola disse...

Bom, com toda a educação possível, eu achei errôneo seu texto.

Um, porque foi preconceituoso. Dois porque o motivo de Frozen ser grande não tem muito a ver com valores.

Explicarei:
O pré-conceito, como chamamos na área de educação é um conceito originado antes do conhecimento exato. Portanto, quando alguém diz que o brasileiro não gostou de Frozen porque não gosta muito de filmes familiares, se mostra preconceituoso. Uma vez que deveria, por estatística, conhecer cada brasileiro e saber dos mesmos seus critérios, causas e razões para tal situação.

Eu, particularmente, gostei de Frozen. Mas acho que está bem longe de ser a maior animação da história. Pode ser a mais rentável, por motivos que explicarei agora.
Desde o começo, Frozen foi programado para ser grande. A Disney distribui Os Vingadores com a marca "Avengers Assemble", portanto, Frozen teve sim um enfoque bem gigantesco, por muito tempo, na divulgação. Principalmente em comerciais de TV por aqui nos EUA.
O trabalho de divulgação foi magnífico, e o filme conta com a magia dos filmes da Disney antiga, com princesas e reinos, com neve... e o principal.
Meninas:
Frozen foi lançado no final do ano, quando a neve se inicia aqui e antes mesmo de seu lançamento podiamos ver Elsas, Annas e Olafs nas prateleiras daqui.
Marketing pesado.
Frozen é um filme para meninas, não há como negar e graças a elas que viram, reviram, reviram - incluso com suas bonecas nas mãos - o filme.

Toy Story é um filme para pessoas com coração mesmo. Fala de nostalgia. Todos nós, pelo menos da minha idade, nos sentimos tão donos do Woody como o Andy, choramos em Toy Story 3 porque já fazíamos parte daquela história.
Frozen render mais não quer dizer que seja melhor. O Rotten Tomatoes deixa bem claro, quando TS3 recebeu apenas 3 notas abaixo da média e 99% de aprovação.

A Disney faz filmes para vender bonecas/bonecos. A Pixar faz filmes para partilhar com o mundo. Uma nova forma de contar histórias.
Frozen foi um bom filme, mas muito superestimado. Garotas compram o marketing, com tantas heroínas nas telas hoje em dia, não seria difícil.

P.s: A inflação dos ticketes de 2010 (ano de TS3) para cá subiu em 10% Se Frozen tivesse sido lançado em 2010 ou TS3 em 2014, as coisas seriam diferentes.

Sandra Monte disse...

De todo o seu comentário Fabiola...
Eu fiquei intrigada com uma coisa: porque você escreve como se estivesse os nos Estados Unidos, se você está no Brasil, segundo meu contador de acessos?

É só curiosidade...

Fabiola disse...

Ou seu contador de acessos está "defeituoso", ou eu estou mentindo. Como saber?

Hahaha, o que a falta de argumento não faz.

E sim, eu moro nos EUA 6 meses por ano e 6 meses no Brasil. Mas, quem sabe, eu posso estar mentindo, é claro.

Sandra Monte disse...

Não Fabiola, não é falta de argumento.

Eu só costumo não dar trela para quem eu acho que está mentindo. Pois, novamente, o contador me mostra que sua entrada aqui é via Brasil, mais especificamente de São Paulo.

Ainda mostra seu município e sua operadora. E, que você entrou em alguns posts relacionados a Frozen... Mas, meu contador "não deve ser bom"...

Quanto a argumentos... é simples, é só o pessoal ver sites americanos de animação que a maioria diz que o marketing de Frozen foi bem falho por lá. Tenho que dar atenção a sites e pessoas com alguma credibilidade. Não sei quem é você a ponto de acreditar em sua pessoa.
A, daqui do Brasil, digo o mesmo. O marketing foi bem falho aqui também.

E, leia novamente o que escrevi. Não disse que brasileiro não "gostou". Disse que não está "acostumado", que seria equivalente a não estar habituado.

Como você "vive" metade do seu tempo lá e outra metade cá, talvez não conheça tão bem mais os costumes dos brasileiros...

Também não disse que Frozen fez mais sucesso por ser melhor que Toy 3. Eu disse que fez e ponto.

Você inferiu isto pelo o meu gosto. Entenda, são duas coisas diferentes.

E, agora, faço das suas as minhas palavras. "Todos nós" quem? Sempre achei Toy Story uma animação mediana.
Toy 3 meio que mostrou que, para crescer, é necessário se desfazer daquilo que é parte de nossa infância. No caso, os brinquedos...

Toy 3 sim teve um plano de marketing em cima. Com um monte de brinquedos e inclusive, estive no McLanche Feliz. Ao menos, aqui no Brasil.

Quanto ao seu PS: sinto dizer... se pegarmos os tais 10% de inflação a bilheteria de Toy 3 seria:

Hoje - 1063 bilhão
Hoje com 10% - 1169 bilhão
Frozen hoje: 1190 bilhão


E, nossos amigos japoneses hão de fazer Frozen a quinta maior bilheteria da história. A animação há de passar Homem de Ferro 3, título que a Disney fez um mega trabalho de marketing...


Sandra Monte