Desejo: Boas Festas...

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Falar de anime não é o problema...

Caros navegantes,
Vocês sabem que estabeleci que às sextas-feiras eu faria resenhas de animes. Pois bem... Hoje não a farei porque estou com alguns problemas no meu computador. Ou seja, a questão não é com os animes, mas com meu Windows Vista que, de tempos em tempos, faz com que este computador seja formatado.
Parte do meu texto estava em um arquivo Word, que... por acaso... não está abrindo. Terei mesmo que formatar este "computer". Espero que vocês tenham um pouco de paciência... A paciência que nem sempre eu tenho. Há horas que dá vontade de jogar este "teco-teco" pela janela... Buá. Ah, sim... algumas pessoas têm me perguntado o que penso acerca do retorno dos animes no Brasil. Pretendo escrever um texto em breve sobre isso. Beleza? Abraços!

terça-feira, 26 de novembro de 2013

O Pequeno Príncipe: leitura obrigatória para a vida...

O Pequeno Príncipe é um livro que talvez não necessitasse de muitas apresentações. É daquelas obras que tem-se a obrigação de ler, ao menos uma vez na vida. Afinal, a simplicidade com que o autor coloca certos acontecimentos, coisas que acontecem em nossas vidas e não percebemos é de uma genialidade inacreditável.
A história traz um princepezinho loiro - que vem de um planeta distante - e encontra um piloto no meio do deserto. Os dois travam uma conversa muitíssimo interessante, em que o menino menciona momentos em que conheceu muitas figuras curiosas em suas viagens.
São nas histórias do pequeno príncipe viajante que temos importantes lições de vida. O que chega a ser fabuloso, pois a obra é tanto para crianças como para adultos. As primeiras veem a história de uma maneira que, certamente, muda quando crescem. Talvez, porque certas circunstâncias só têm sentido depois de se viver um pouco mais.
Tanto os fatos, como algumas frases fazem um sentido gigantesco depois de uma certa idade. Cada pessoa, ao ler O Pequeno Príncipe, tem uma frase que impacta de alguma forma em seu coração. Para esta resenhista, duas são as mais verdadeiras: "tu és responsável por aquilo que tu cativas", e a mais clara e filosófica de todas: "O essencial é invisível aos olhos".
Este título escrito pelo francês Antoine de Saint-Exupéry já ganhou diversas adaptações. Desde filmes, desenho animado recente em computação gráfica e, inclusive, um anime. Porém, nenhuma de suas adaptações conseguem transcender o que a obra realmente é. Vale lembrar as ilustrações também foram feitos pelo autor. E, a editora que o lança no Brasil é a AGIR, já por muitas décadas. Leitura obrigatória para a vida.

ANIMA INFO 1628

Filmes de Rurouni Kenshin e Ultraman chegam ao Netflix

Os fãs dos animes têm uma grata surpresa. Logo após seu lançamento em DVD, o site Netflix terá com exclusividade em seu catálogo o filme live-action de Rurouni Kenshin るろうに剣心, também conhecido no Brasil como Samurai X. A produção estreia dia 6 de dezembro. Baseado no famoso anime, o longa-metragem foi sucesso de público no Japão e já tem duas continuações confirmadas. Aqui no Brasil, o filme, que não passou pelos cinemas e nem pela TV, chega ao catálogo da Netflix para os assinantes assistirem quando, onde e quantas vezes desejarem.
Publicado pela primeira vez em 1994, e criado por Nobuhiro Watsuki, o mangá que deu origem ao anime conta a história de Kenshin Himura, um habilidoso samurai que busca redenção pelos seus assassinatos do passado, quando trabalhava a serviço da organização Ishin Shishi. Arrependido pelas inúmeras vidas que tirou, Kenshin promete a si mesmo que nunca mais iria matar, mas se vê obrigado a brandir novamente sua perigosa espada ao se deparar com velhos e novos inimigos. Estrelado pelos atores japoneses Takeru Sato, como Kenshin e Emi Takei, como Kaoru Kamyia, o filme dirigido por Keishi Otomo e produzido pela Warner Bros.
Além deste filme - que segundo o Netflix Brasil deve ter as versões dublada e legendada - outra atração para quem gosta de produções japonesas é o filme Ultraman: The Next, baseado na histórica série japonesa Ultraman e que entra no catálogo brasileiro no dia 5 de dezembro. No longa, o piloto de caça Shunichi Maki precisa largar a carreira para ficar mais perto de seu filho pequeno, que sofre de uma doença rara. Após chocar-se com um objeto misterioso em uma última missão, ele sobrevive milagrosamente. Mais tarde, Shunichi descobre que o objeto misterioso na verdade era um alienígena, o que acarretará muitas mudanças na vida do piloto.

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

ANIMA INFO 1627

Flash Mob do Pica-Pau acontece neste domingo na Av. Paulista



No próximo domingo, das 14h30 (chegada), 15h30 (ação) até às 16h, acontece na Av. Paulista a 10a. edição do Flash Mob do Pica-Pau. É um encontro comemorativo referente ao episódio Vamos às Cataratas. Para participar, é necessário estar no pontualmente no horário no local com uma capa de chuva amarela. Logo após, o participantes caminharão pela avenida.
"Flash Mob" é um tipo de encontro rápido que as pessoas fazem em determinado local já pré-difinido. Normalmente, estes encontros são agendados pelas redes sociais e acontecem muito rapidamente. Por isso, aos interessados em participar do chiste, é só chegar no horário agendado. ConfIrme sua presença no grupo do Facebook.

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Hakuoki Reimeiroku 薄桜鬼 黎明録, nem só com Rurouni Kenshin se conhece a História do Japão...

Hakuoki Reimeiroku 薄桜鬼 黎明録 é, certamente, um dos títulos mais interessantes da grade de animações do Crunchyroll. Não somente por sua parte plástica, deslumbrante. Mas, especialmente pelo seu argumento e roteiros. Em 1863, as longas disputas políticas do Japão explodem em violentas ondas de assassinato e revoltas populares.
Para auxiliar as forças de Aizu na proteção de Kyoto, o xogum Tokugawa decide enviar o Shinsengumi (também conhecido como "Lobos de Mibu"), um grupo de samurais. Mas também há rixas internas entre os membros, e suas diferentes filosofias o separam em duas facções opostas. A mais poderosa é liderada pelo brutal Kamo Serizawa. E a mais honrada, ainda que mais fraca, é liderada pelo firme e confiante Kondo Isami. É nesse grupo de lobos que Ibuki Ryunosuke vai parar. Apesar de sua origem nobre - vide de samurai - o rapaz não tem muito jeito com a espada.
E assim a história continua. Hakuoki Reimeiroku 薄桜鬼 黎明録 foi lançado em 2012, é um prequel - título feito depois, porém, com história passada antes de outra - de Hakuoki 薄桜鬼 lançado em 2010. Possui um site oficial com diversas informações (em japonês) e imagens. O ponto positivo mais importante deste anime é seu argumento.
Traz a História do Japão do mesmo período que Rurouni Kenshin se passa. Tanto que há a presença de um Hajime Sitou - muito mais bonito que o apresentado em Kenshin - , que fora realmente uma figura real da História. Também há uma demonstração interessante do relacionamento entre os homens do grupo. Em alguns momentos, percebe-se que beira a algo mais afetivo, difícil de nossa sociedade judaico-cristã entender, confundindo-se com uma relação quase homossexual..
A animação é bem feita e bem fluída. Os personagens são visualmente bonitos. O protagonista, Ibuki Ryunosuke, foi interpretado por Tomokazu Seki 関 智一, dublador de Kyo Soma de Fruits Basket, Chichiri de Fushigi Yuugi, Hattori de One Piece, Fudou de Saint Seiya Omega, entre outros. Hakuoki Reimeiroku 薄桜鬼 黎明録 é um bom anime para se conhecer um dos períodos da História do Japão. Se não pela própria animação - que pode um exagero ou outro - , pela curiosidade em incute no espectador em procurar informações sobre o assunto.

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Senhora: um típico livro romântico brasileiro...

Senhora de José de Alencar é um dos mais célebres livros do nosso romantismo. Foi publicado originalmente em 1875. A história desta obra é simples de ser compreendida. As duas figuras principais são Aurélia e Fernando. Na juventude, os dois foram comprometidos. Porém, o rapaz deixou Aurélia, basicamente, por ela ser pobre.
Porém, o destino prega peças. A jovem recebera uma herança e tornou-se uma "Senhora" muito rica, que tinha um objetivo: vingar-se de Fernando. Aurélia faz uma proposta de casamento por meio de um procurador. Fernando se casa - pelo dinheiro - sem saber quem seria sua esposa.
No casamento, Aurélia revela-se. O rapaz fica feliz porque era apaixonado por ela. Porém, a moça inicia seu plano de vingança. A humilhação total de Fernando, em que tudo depende de Aurélia para viver e fazer: comprar roupas, ir a festas com ela, etc. Tudo de faixada.
O texto parece até tolo nos dias atuais. Porém, é importante frisar que no século XIX, os homens eram mais orgulhosos e depender desta forma de mulheres era uma vergonha pessoal bem grande. Ou seja, este livro é uma curiosa maneira de se conhecer a sociedade daquela época.
O título chegou a inspirar trechos da novela Essas Mulheres da Rede Record. Talvez o público atual tenha uma certa dificuldade em entender certos termos. o português não é tão rebuscado quanto em obras como Dom Casmurro, todavia, não deixa de ser incomum para a atualidade. É uma obra que vale a pena ler e conhecer. E, entender como um enredo pode se tornar em um clássico, mesmo sendo uma obra simples.
Vale recordar, também, que várias editoras já lançaram esta publicação. Esta resenhista tem um livro um tanto antigo da editora Núcleo. Entretanto, há versões mais recentes como esta da imagem da editora Martin Claret, que custam menos de 20 reais.

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Sem resenhas, com cansaço...

Queridos e amados navegantes... Esta semana, ou seja, terça passada e hoje, não houve e nem há resenha de livro e animes. E, possivelmente, na próxima terça-feira, dia 19, eu também não tenha tempo de fazer a resenha "livresca"... O motivo é bem simples: falta de tempo.
Estive deveras ocupada no trabalho, o que me cansou muito à noite, impossibilitando-me de pensar em coisas que não fossem minha cama. Bem, na verdade, só parei para fazer um projeto específico... Caso dê certo, muita gente ficará deveras contente. Ou seja, torçam para que tudo dê certinho. A imagem acima, creio eu, é bem elucidativa de meu atual estado físico, mental e de espírito.
Espero retomar minhas atividades normais específicas, ou seja, as resenhas, na semana do dia 26... Quiçá antes... Abraços. .

terça-feira, 12 de novembro de 2013

ANIMA INFO 1626

Netflix e Disney produzirão séries com os personagens da Marvel

A Walt Disney (dona da marca Marvel Studios) e o Netflix anunciaram um acordo com a Marvel TV. A partir de 2015, diversas séries originais de filmes com os quatro personagens da Marvel serão transmitidas exclusivamente na rede de TV pela internet. Segundo o acordo, pioneiro em seu escopo, a Marvel criará quatro programas, dando origem a uma minissérie.
A primeira série terá como protagonista o Demolidor, seguido por Jessica Jones, Punho de Ferro e Luke Cage. Os programas estão programados para exibição por vários anos, transportando os assinantes da Netflix para o universo dos heróis e vilões da Hell's Kitchen, em Nova York. A Netflix exibirá um mínimo de quatro séries de 13 episódios e uma minissérie final da Marvel, “The Defenders”, reimaginando o grupo de personagens .
Com produção da Marvel Television em associação com a ABC Television Studios, este inovador contrato é o projeto mais ambicioso da Marvel em produções para a TV. Este novo contrato de conteúdo original para TV dá continuidade a um acordo de distribuição de filmes fechado ano passado. O acordo garante à Netflix a exclusividade como serviço de televisão por assinatura nos EUA para o lançamento de filmes e animações originais da Walt Disney Studios, que inclui títulos da Disney, Walt Disney Animation Studios, Pixar Animation Studios, Marvel Studios, Disneynature e Lucasfilm.

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Um ano de Crunchyroll com One Piece, Cavaleiros do Zodíaco Omega e mais

Toda sexta-feira, o Papo de Budega faz resenhas de animes. Porém, hoje, teremos um artigo sobre o "um ano de operação" do Crunchyroll no Brasil. Ao longo dos anos, os leitores deste site sabem que sempre demos apoio aos veículos e empresas que lançam títulos oficiais. E, o Crunchyroll é um destes veículos de comunicação que tem uma atuação interessante em nosso país.
São diversos animes na grade de exibição do site, alguns muito populares, outros nem tanto e ainda, exibições simultâneas. Neste mês também foram inclusos os lançamentos de mangás. Entramos em contato com o Crunchyroll, para que este relatasse a participação de nosso país no mercado. Para a companhia,
O Brasil sempre foi um mercado importante. É preciso lembrar que serviços legais no país são escaços. Os mangás lançados pelas editoras estão ganhando cada vez mais popularidade, mas há muitos títulos que não estão disponíveis e talvez nunca estejam. O mercado de DVD parece estar morto também, a Playarte pode bem ser a única companhia ativa de momento. Temos visto um interesse cada vez maior por parte do público, mas esperamos que para o nosso próximo aniversário, tenhamos superado as expectativas iniciais que temos em mente para o Brasil.
Também perguntamos sobre a relação do site com a Toei Animation. Pois, neste um ano de Crunchyroll no Brasil, dois anúncios foram muito importantes: One Piece ワンピース e Cavaleiros do Zodíaco Omega 聖闘士星矢Ω.
Finalmente conseguimos fechar contratos com a Toei e incluir outras regiões que não só as de língua inglesa. Isto só foi possível devido ao apoio incondicional da nossa base de usuários e obviamente da demanda gigante que as duas franquias possuem nos territórios por ora adquiridos. Se será possível que a Toei Animation continue a licenciar mais títulos na América Latina, certamente dependerá dos fãs de anime e do seu apoio à indústria.
Porém, no momento, a veiculação de Cavaleiros do Zodíaco Omega não será simultânea, como ocorrem com outros animes da grade, pois
(...)uma vez que o contrato só nos permite fazer o lançamento do anime no horário atual, geralmente é muito difícil mudar depois de fechado o acordo. O mesmo não é verdade para One Piece, o qual estamos a negociar o lançamento latino-americano em simultâneo com o lançamento americano. Se teremos sucesso, só saberemos com o tempo.
Quanto aos futuros lançamentos, ainda é cedo, mas o CR tem total interesse em veicular outros animes da Toei Animation, entre eles o novo Sailor Moon.
​Depois de finalmente conseguirmos que a Toei licencie mais títulos com a Crunchyroll, achamos que será mais fácil ter em nosso acervo os animes que eles possuem, inclusive os títulos que ainda vão ter o seu lançamento (vide o novo anime de Sailor Moon, a franquia Precure, entre outros). No entanto, neste tipo de negociações não há certezas, pois muitos fatores entram na hora do licenciamento.​ (...) afirmamos que temos sim o olho em Sailor Moon.
Como não poderia deixar de ser, também perguntamos como o Crunchyroll vê a ação dos fansubbers que ainda têm disponíveis animes que o site possui no catálogo.

Nós acreditamos que os fansubbers têm boas intenções pelo menos 50% do tempo. Afinal de contas, é (ou deveria ser) um trabalho de fã para fã e sem eles não teria sido possível que outros fãs de anime conseguissem assistir a muitas das séries que agora levam no seu coração. Por que o "50% do tempo"? Porque quando os grupos começam a misturar donativos no serviço e começam a vender DVD/BDs piratas e produtos não licenciados, aí pomos em causa as intenções dos mesmos. Esperamos que muitos dos fansubs cessem as suas atividades ou pelo menos não atrapalhem uma obra já licenciada e presente legalmente. Achamos que é um insulto e uma falta de respeito para as produtoras quando um anime é licenciado no país e ainda assim há fansubs que decidem legendar a série e quebrar a estabilidade da base de usuários que de outro modo assistiria por métodos legais. É importante que os fãs apoiem o serviço para que assim os produtores, os detentores dos direitos e as distribuidoras de conteúdo recebam as receitas geradas pelos assinantes, pois disto depende outras produções e futuros licenciamentos na região.
O Papo de Budega teve a oportunidade de ver Cavaleiros do Zodíaco Omega 聖闘士星矢Ω Via Crunchyroll e podemos dizer - como os demais animes do site - que há uma ótima imagem e boas legendas. A versão dublada, contudo, é única e exclusivamente da Playarte. Ou seja, para se ver a versão dublada, é necessário PARAR os compartilhamentos do anime na net, para que o mesmo possa ter bom êxito e a Playarte continuar a ter interesse nos lançamentos de DVDs e Blu-rays.

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

ANIMA INFO 1625

Novidades sobre o filme de Saint Seiya Legend of Sanctuary no Brasil

Na última semana, houve uma agitação no universos dos fãs de animes com o anúncio oficial do filme em computação gráfica de Saint Seiya Legend of Sanctuary (映画『聖闘士星矢 Legend of Sanctuary) com tradução livre de Cavaleiros do Zodíaco: lenda do santuário. Apesar de diversas especulações, este novo longa-metragem ainda não tem distribuidor no Brasil. O motivo é um tanto quanto curioso: três empresas estão interessadas no título.
A Toei Animation está avaliando qual das três terá o direito de exibição do filme no país. Apesar de não ter sido explícito em nossa conversa com uma empresa de entretenimento, dois pontos são importantes nesta avaliação: a simultaneidade de exibição Japão-Brasil e, o êxito da estratégia da exibição que Dragon Ball Z - a Batalha dos Deuses atingiu recentemente.
Por hora, fica o registro de que a Toei está realmente interessada em fazer algo grande em relação a Saint Seiya Legend of Sanctuary (映画『聖闘士星矢 Legend of Sanctuary) e, que tem dado cada vez mais vez atenção ao mercado internacional. Amanhã, colocaremos online um artigo especialmente sobre a veiculação de Cavaleiros do Zodíaco Omega pelo Crunchyroll, em que ficará mais evidente esta atenção da empresa japonesa para com o mercado latino americano.

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Uma História de Amor e Fúria para ganhar o Oscar...

Queridos navegantes...
Vocês que visitam este site, sabem o quanto gostei da animação Uma História de Amor e Fúria. Um excelente título nacional e que já ganhou alguns prêmios pelo mundo. Basta acessa ao link do Facebook do filme. Tenho uma grande admiração pelo trabalho, pois trata com cuidado da História do Brasil. Pena que, acredito, nao será indicado aos cinco finalistas. O motivo é simples: os tiozinhos do Oscar devem ter algo contra o Brasil. É bem possível que o longa-metragem do Hayao Miyazaki ganhe, já que não tem nenhum grande filme da Disney disputando... Estou torcendo, porém, não me iludo... Eu diria que é uma história de amor para com a animação... e fúria para com a Academia... E, abaixo, uma brevíssima entrevista com o diretor.

terça-feira, 5 de novembro de 2013

A amiga, um bando de berserks e um dragão com coração partido...

O Papo de Budega segue com as resenhas da série de livros Como treinar o seu dragão, obras de deram origem ao filme de mesmo título. Em Como partir o coração de um dragão, Soluço está bastante ocupado: tem que conseguir completar a tarefa impossível, derrotar os Berserks, salvar Perna-de-peixe de virar comida de monstro e, ainda por cima, descobrir o secretíssimo segredo do Trono Perdido.
Como se não houvesse mais nada, ainda falta um detalhe: Camicazi, a amiga ladra do garoto sumiu e tudo começa por conta deste fato inicial. Afinal, ela é a "jovem ladra pequena, que saracoteia irritando o oponente, que ninguém nunca viu ou ouvir falar". Ou seja, a vida de Soluço continua muito complicada e, mais uma vez, ele terá que mostrar porque é o maior viking de todos os tempos. O rapaz contra tudo isso e contra seu maior inimigo.
Como partir o coração de um dragão inicia a possível grande aventura de Soluço e põe em evidencia a origem do herói e do amigo dele, o Perna-de-Peixe. A obra de Cressinda Cowell continua com um texto leve, fácil de ler. Porém, tem tomado aos poucos um ar mais sério. Talvez por acompanhar a evolução etária do público original, o juvenil. É possível ler ao primeiro capítulo de Como partir o coração de um dragão acessando este link. Vale frisar que originalmente, o livro fora lançado em agosto de 2012.

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Interstella 5555 (インターステラ5555), um anime musical

Atenção: cerca de 90% deste texto foi escrito originalmente para o site Herói, em 2003.



Quatros jovens músicos formam uma banda de sucesso em seu planeta natal. Em meio a uma apresentação onde tocavam a música "One More Time", um um bando de extraterrestres a mando de um misterioso empresário interrompe o evento e rapta-os. Os jovens músicos são transportados para nosso planeta. Durante a viagem, eles sofrem uma transformação. Originalmente com peles azuis, os músicos têm a cora da pela alterada, que fica igual a dos humanos. No destino, ou seja, a Terra, o empresário exige que eles produzam novas músicas. Seu objetivo é vender o maior número possível de discos.
Esta história intergaláctica é digna de grandes animes do gênero como Macross, Patrulha Estelar ou Piratas do Espaço. O mais interessante é que antes de se tornar um longa-metragem, Interstella 5555 - The 5tory of the 5ecret 5tar 5ystem (インターステラ5555) foi uma série de quatro vídeo clipes da banda francesa Daft Punk: "One More Time, Aerodynamic, Digital Love e Harder, Better, Faster, Stronger". One More Time foi o maior sucesso das quatro e, inclusive, foi tema abertura de um programa vespertino de fofocas no Brasil.
Os clipes fazem parte do segundo álbum do Daft Punk, Discovery, lançado em 2001. Além dos quatro clipes foram adicionados mais dez para fechar o filme. Interstella 5555 não é um trabalho comum. Um dos mais importantes mestres da animação japonesa supervisionou o trabalho da banda francesa. Trata-se de Leiji Matsumoto (Patrulha Estelar, Capitão Harlock e Galaxy Express 999). Junto com e Kazuhisa Takenouchi, ele dirigiu os clipes e o filme. Na época do lançamento, dizia-se que o projeto nasceu em 2000 quando os integrantes da banda foram para Tóquio ouvindo uma hora de música gravada e com o roteiro em mãos. Matsumoto os recebeu, escutou a música e aceitou fazer o projeto.
Interstella 5555 - The 5tory of the 5ecret 5tar 5ystem começou bem sua apresentação nos cinemas. Sua primeira exibição foi no Festival Internacional de Cannes (França). Foi muito bem recebido pela crítica local, que o comparou a clássicos musicais animados como Fantasia de Walt Disney e Yellow Submarine dos Beatles. O título saiu em DVD pela EMI Music no Brasil e é, certamente, uma grata mostra que música e animação tem tudo a ver.

Mais sobre Leiji Matsumoto: Akira Matsumoto nasceu em 25 de janeiro de 1938 na ilha de Kyûshû. Como muitos autores/desenhistas da sua época, ele lia os quadrinhos Disney e se inspirou no estilo de desenho de Osamu Tezuka. Em 1953, ele participou de um concurso de mangás e teve a oportunidade de publicar seu primeiro trabalho: Mistubachi no Boken. A partir daí começou uma carreira de sucesso nos quadrinhos. Em 1965, passou a adotar o nome Leiji. Após bem-sucedidos trabalhos nos mangás, ele passou a trabalhar com animação. Seus animes têm como palco principal o universo, e muitos dos maiores clássicos do gênero estão em seu curriculum como Galaxy Express 999, Capitão Harlock e Patrulha Estelar.
←  Anterior Proxima  → Inicio