Desejo: Boas Festas...

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Senhora: um típico livro romântico brasileiro...

Senhora de José de Alencar é um dos mais célebres livros do nosso romantismo. Foi publicado originalmente em 1875. A história desta obra é simples de ser compreendida. As duas figuras principais são Aurélia e Fernando. Na juventude, os dois foram comprometidos. Porém, o rapaz deixou Aurélia, basicamente, por ela ser pobre.
Porém, o destino prega peças. A jovem recebera uma herança e tornou-se uma "Senhora" muito rica, que tinha um objetivo: vingar-se de Fernando. Aurélia faz uma proposta de casamento por meio de um procurador. Fernando se casa - pelo dinheiro - sem saber quem seria sua esposa.
No casamento, Aurélia revela-se. O rapaz fica feliz porque era apaixonado por ela. Porém, a moça inicia seu plano de vingança. A humilhação total de Fernando, em que tudo depende de Aurélia para viver e fazer: comprar roupas, ir a festas com ela, etc. Tudo de faixada.
O texto parece até tolo nos dias atuais. Porém, é importante frisar que no século XIX, os homens eram mais orgulhosos e depender desta forma de mulheres era uma vergonha pessoal bem grande. Ou seja, este livro é uma curiosa maneira de se conhecer a sociedade daquela época.
O título chegou a inspirar trechos da novela Essas Mulheres da Rede Record. Talvez o público atual tenha uma certa dificuldade em entender certos termos. o português não é tão rebuscado quanto em obras como Dom Casmurro, todavia, não deixa de ser incomum para a atualidade. É uma obra que vale a pena ler e conhecer. E, entender como um enredo pode se tornar em um clássico, mesmo sendo uma obra simples.
Vale recordar, também, que várias editoras já lançaram esta publicação. Esta resenhista tem um livro um tanto antigo da editora Núcleo. Entretanto, há versões mais recentes como esta da imagem da editora Martin Claret, que custam menos de 20 reais.
←  Anterior Proxima  → Inicio

3 comentários:

L.Karina disse...

Eu li esse livro e gostei bastante.É bem interessante você ler esses livros clássicos e vê certos hábitos do passado e a etiqueta daquela época.

kaleidoscopio_store disse...

Meu livro preferido do romantismo brasileiro.

Natália Maria disse...

Ainda não li Senhora e você não e a única que já vi falando muito bem desse livro.

A linguagem brasileira antiga é complicada ao nossos moldes. Já tentei ler Dom Casmurro e desisti por causa disso.

Quem sabe uma dia não pego Senhora para ler? E onde eu trabalho é bem provável que tenha uma edição.

Até mais