Desejo: Boas Festas...

domingo, 21 de julho de 2013

O Homem de Aço (Man of Steel) vale o ingresso

Queridos e amados navegantes... Finalmente vi O Homem de Aço (Man of Steel). Eu poderia ficar aqui a falar do diretor, do produtor... Mas isso tudo vocês já leram em outros sites. Ou seja, seria redundante ficar de "blablablá", já  que vocês esperam é saber o que achei. Não é verdade?
Bem, eu curti. Gostei bastante. Porém, o clássico Superman II com o Christopher Reeve continua sendo o melhor filme do personagem. E, clássico dos anos 80 junto de Os Vingadores continua sendo o melhor filme de herói já produzido. As cenas de lutas deste filme de 2013 são realmente bem interessantes. Porrada não falta.
Achei um tanto exageradas as caras e bocas de gritos do ator Henry Cavill. Entretanto, ele é tão lindo, mas tão lindo, que a gente perdoa qualquer deslize do cara. Inclusive, há uma cena no filme sobre a beleza dele que é simplesmente genial. Outro ponto importante de um longa-metragem ou seriado do Superman sempre é a presença da Lois Lane.
A escolha de uma atriz carismática como a Amy Adams foi fundamental. Ela foi a protagonista de Encantada da Disney. A repórter do "Planeta Diário" tem que ser alguém com características fortes, sem deixar de ser "namoradinha". A fulana que fez aquele filme de 2006 era tão inexpressiva que nem sei o nome dela e nem faço questão de saber. A Amy conseguiu entrar para o rol das grandes "Lois" como a Margot Kidder (dos filmes clássicos) e a Teri Hatcher (da série de TV).
E quem é herói continua herói. Russell Crowe é o pai biológico do "Homem de Aço". O cara mesmo nos altos de seus 49 anos continua charmosérrimo, além de ser um bom ator e ter conseguido o feito de nos fazer esquecer do Marlon Brando. Já o eterno "Dança com Lobos" Kevin Costner mostrou no filme que para ser herói, basta uma ação bem simples. Talvez, o maior herói do filme.
"O Homem de Aço" vale o ingresso. Vale pelo final, que achei condizente com todo o filme. Vale pelas mudanças que a Warner fez em relação aos longa-metragens passados. E, apesar de minha memória afetiva sempre ser a favor do eterno Christopher Reeve - o herói de minha infância - , vale, sim, uma continuação...
Porém, aqui vale frisar uma coisa. Obviamente, sites de quadrinhos e afins vão dizer que o filme foi um mega sucesso e tal. Foi bem, pagou-se e gerou uma continuação. Mas, não se iludam. O Homem de Aço, até o fechamento desta nota, arrecadou 285 milhões de dólares em seis semanas nos EUA. Meu Malvado Favorito 2 arrecadou 273 milhões de dólares em três semanas. E, está bem longe dos 406 milhões de Homem de Ferro 3. Vai bem, mas certamente não é o que a Warner esperava...
←  Anterior Proxima  → Inicio

2 comentários:

The Fool disse...

Boa resenha Sandra, pelo pouco que vi dos sites informativos por aí, no geral, o povo curtiu o novo Super-homem. Tem lá seus probleminhas, mas é bom.
A onda dos super-heróis no cinema pelo visto não vai acabar tão cedo.
Ah, corrige uma palavrinha errada lá no texto, na parte onde tu fala que a Warner fez mudanças.
Até mais!

João Paulo disse...

Com certeza o filme não vai chegar nem perto de Os Vigadores em bilheteria, mas e me arrisco a dizer isso, acho que a Warner sabia que isso não aconteceria. O último filme do Super foi um desastre e a DC não tem um universo formado nos cinemas, pelo menos não tinha. Creio que a principal função desse filme foi tentar abrir e estabelecer o universo DC nos cinemas e ele conseguiu. Então, acho que a Warner pode ficar feliz,afinal Homem de Ferro, que serviu para abrir o universo Marvel nos cinemas não chegou nem a 600 milhões no mundo todo Homem de Aço já bateu esse número.
Abraços Sandra !