Desejo: Boas Festas...

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Mercado de animes no Brasil: não delirem...

Navegantes,
Esta semana, tivemos a informação que o canal Gloob adquiriu um anime: Ladybug (Miraculous Ladybug). Gloob - para quem não sabe - é um dos canais pagos das Organizações Globo voltado para o público infantil. Daí, diversos sites informaram que a emissora adquiriu um anime. A maioria pegou a info no site da Folha.
Até aí... tudo normal. O problema é que muita gente teve "surtinho", achando que os animes voltaram para a televisão e tudo mais. Bem... Primeiro: por que a felicidade? A Globo não era a carrasca dos animes? Segundo: gente... vamos cair na real. A emissora carioca só comprou o título porque o mesmo estava em um pacote de distribuidoras francesa e espanhola.
Boa parte do que o Gloob exibe são destes distribuidoras, como é o caso de Chaplin. Não é porque Ladybug (Miraculous Ladybug) é um anime. Inclusive, este desenho nem aparece no banco de dados no Anime News network, só nesta notícia. Vamos parar com surtinho, porque este anime chegou por ter "selo" europeu. Não por ser um anime. Quanto à TV aberta... na Globo, esqueçam. Nem aos sábados eles exibem direito... E, estou escrevendo isso para que vocês deixem de delírios tolos.
←  Anterior Proxima  → Inicio

9 comentários:

The Fool disse...

T__T Ok, mea culpa, mas não tá passando nada na TV aberta, eu nem li direito a noticia quando me deu surtinho!
Sandra, sabe me dizer se o Crunch Roll tá vingando?

Sandra Monte disse...

Você deu surtinho??? De sua parte, eu não vi...

E não, não sei se o CR está dando certo. Espero que sim...

The Fool disse...

Então, dei um surtinho achando que o Gloob era Globo.
Mas fui corrigido por um cara num site lá. xD
E Sandra rola então uma matéria especial sobre o Crunch Roll falando o que tá rolando com ele?
Algo como Crunch Roll -> 10 meses depois... ( ou um ano depois, ou algo assim ).
Vc teria como falar com os caras do staff de lá?
Só uma idéia.

nekomimi disse...

Oi, Sandra:
Pois é como eu escrevi lá no JBox e aqui também (dá uma olhada no seu post, o Anima Info 1608): esqueçam a TV aberta e a TV por assinatura, porque hoje em dia, animes...só na internet.
E até que é bom assim, sem essa de séries serem canceladas ou tiradas do ar no começo ou no meio da exibição por causa de reclamações de pais paranóicos que acham que seus "filhinhos" (muitos deles já quase na idade adulta ou já adultos)estão sendo corrompidos por animações com conteúdo violento, sexualmente sugestivo ou qualquer outra impropriedade que vejam nelas.
Pelo menos, não tem disso nos sites de streaming de animes, como o Crunchroll. Já basta o estrago que esses "zelosos" pais, pedagogos retrógrados e certas ONGs de proteção à infância e adolescência fizeram com a programação televisiva brasileira.
Falando em pedagogos, você leu o comentário que escrevi no seu post sobre o Anima Info 1608? Têm mais coisa que eu deixei escrito lá. Se já leu, poderia me dizer a sua opinião a respeito?
Bom, é só isso, por ora.

Sandra Monte disse...

Então Neko... Leio os comentários que coloco online...

Mas, nem tudo tenho uma opinião ou acho que eu tenha que acrescentar algo.

Ou ... algumas coisas eu deixo claro nos posts que faço. OK? Não espere resposta para tudo.

Patrick Raymundo disse...

Sobre o Crunchyroll, seria interessante uma matéria. Acredito que nossa região ficou mais forte, pois foi anexada a Portugal. Agora, Brasil e Portugal formam, juntos, o Crunchyroll PT (sem trocadilhos com o partido, porque é assim que ele está definido. Não tenho culpa heheh). Com isso, formamos uma conexão com a Península Ibérica. Essa fusão já deu um resultado expressivo, pois as distribuidoras liberaram muito mais títulos para esta temporada (Verão 2013). Antes disso, também, já havia perguntado sobre a evolução do serviço no Brasil e o um dos moderadores me disse que a adesão de brasileiros foi muito boa.

Além disso, em release, Brady McCollum (COO) reforçou as palavras do moderador, ao afirmar: "With the recent launch and success of our Portuguese service in Brazil and Spanish service in Latin America, we are thrilled to continue to expand our service in Europe and now support Spain and Portugal. Crunchyroll is truly globalizing Asian content and we’re already seeing strong European traction to date from the UK and Nordic regions."

Acredito que o site vai vingar e crescer. Tudo é questão de tempo, mas acho que o CR começou com o pé direito e tem tudo para evoluir, assim como o Netflix evolui. Recentemente, o Netflix também constatou um forte crescimento no Brasil, apesar do aumento da mensalidade. Carta assinada por eles.

nekomimi disse...

ALERTA AOS FÃS DE ANIMES E MANGÁS:
Têm um site que destrata os fãs e visitantes, deletando sistematicamente e arbitrariamente os comentários postados, mesmo que tenham a ver com a matéria em questão, por mero capricho de alguém de lá.
O site em questão, que todos devem evitar visitar para não passar nervoso por causa dos frescurentos que deletam comentários sem dar explicações ou motivos, é a nossa velha conhecida ANMTV.
Há tempos venho notando que meus comentários postados, mesmo tendo a ver com os posts deles, têm sido deletados sem explicações de qualquer espécie.
A gota d'água veio com o post sobre a série Inazuma Eleven (Super Onze, para os brasileiros).
Só porque mencionei que as fujoshis é que vão comprar aos montes o referido mangá (por motivos que os que conhecem fujoshis sabem quais são) eles deletaram o meu comentário, num flagrante ato de cerceamento da liberdade de opinião, coisa inadmissível nos dias de hoje (afinal de contas, a ditadura e a censura já acabaram há muito tempo).
Porque será que informar que as fujoshis serão a maioria que irá comprar nas bancas o mangá do Inazuma Eleven incomoda tanto o pessoal do ANMTV a ponto de censurarem o meu comentário?
Faço um apelo a todos os que frequentam este site: EVITEM a ANMTV! Como uma forma de protesto contra as arbitrariedades que aquele site comete contra os fãs e visitantes. Afinal, se em um estabelecimento você é destratado, o que você faz? Simplesmente deixa de frequentá-lo em sinal de protesto e ainda avisa aos outros para evitar aquele estabelecimento, contando o que aconteceu para tomar tal atitude.

Sandra Monte disse...

Só um adendo.

Eu só censuro comentários quando o mesmo agridem a integridade de uma pessoa ou a integridade de um determinado grupo.

Também não post o que não chega a mim. Ou seja, ocorrem erros e há comentários que o pessoal posta, mas não aparece para mim. Ou que vão para meu sistema direto como spam...

Quando estou de saco cheio de uma discussão... também costumo deixar de postar, mas para estes casos, também aviso.

Fora isso, posto tudo. Inclusive quando o xingamento ou comentário é para comigo, normalmente posto.

E isso tudo foi só para contar...

nekomimi disse...

Pelo menos, você avisa quando deixa de postar um comentário feito por alguém.
O problema é que no site da ANMTV não há nenhum aviso em nenhum lugar do que não pode ser postado pelos fãs ou visitantes.
Nenhuma lista ou advertência listando o que é passível de ser deletado da seção de comentários, praticamente nada.
Sendo assim, a impressão que dá é que o critério usado na ANMTV para deletar comentários é um tanto arbitrário, já que não dá para saber ao certo o que não será aceito.
Da minha parte, posso garantir que não postei nada que possa ser considerado ofensivo para alguém ou para um grupo, nem sequer um palavrão (se bem que já vi palavrões que foram postados por outros fãs e visitantes, e nem por isso foram deletados, permanecendo lá até hoje).
Além disso, o comentário que eu havia postado (e que foi arbitrariamente deletado) tinha a ver com o assunto do post no site deles.
Parece, portanto, que o único motivo para terem deletado o meu comentário é eu ter dito uma verdade, ainda que inconveniente ou desagradável(e olha que eu não disse essa verdade de forma direta ou crua, mas usando - podemos dizer assim - de eufemismos, termos indiretos e vagos de forma a não chocar os que lerem o comentário).
Será que a verdade contida no comentário que eu postei lá os incomodou tanto assim?
O que será que o pessoal da ANMTV têa a esconder?
Ou será que eles tem medo de que o público não-otaku fique sabendo dessa verdade (e das possíveis consequências disso, já que, infelizmente, a maioria das pessoas é preconceituosa e se escandaliza facilmente)?