Desejo: Boas Festas...

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Uma pequena aventura em um evento de quadrinhos no sul... Multiverso Comicon

Navegantes,
Vocês devem ter percebido meu sumiço estes dias. Neste final de semana, fui ao Multiverso Comicon, evento de quadrinhos que aconteceu em Porto Alegre, RS. Primeiramente, eu gostaria de dizer que Porto Alegre é, realmente, uma cidade muito fria... Bate um vento sinceramente gelado, que dói na alma.
Sandra Monte com frio em Porto Alegre...
Agora, quanto ao evento... Esta é a primeira vez que vou a um fora do estado de São Paulo e posso dizer que fiquei deveras contente. O pessoal é bem receptivo e atencioso. O staff do evento parecia saber o que estava acontecendo, diferente de alguns que acontecem em São Paulo... Acho que o motivo é porque o Multiverso tem característica de ser menor. Porém, muito bem organizado!
Das diversas atrações que podem ser vistas no site acima, as que mais acompanhei foram a palestra sobre o retorno da produção do Zé Carioca com o Fernando Ventura e a homenagem ao Renato Canini. Vocês podem ver imagens abaixo.
Palestra sobre o Zé Carioca

Homenagem ao Renato Canini. Da esquerda para direita: Goida, Fernando Ventura, Edgar Vasques, Santiago e Fraga

O Ventura comentou sobre o retorno da produção do Zé Carioca. Por enquanto é apenas uma história por mês. Mas, vamos sonhar que em 2014 podem haver mais histórias, não é? Inclusive, é importante espalhar para mais pessoas que há novas histórias na revista, porque, por incrível que pareça, houve quem não soubesse do fato!
Como não haviam revistas para o Fernando autografar, ele fez desenhos dos personagens dos quadrinhos Disney para o público ! O meu só poderia ser o grande e genial - pero no mucho - Afonsinho!!! Ele é tão tonto que é um dos melhores personagens Disney dos quadrinhos! Deveria haver um especial só com ele, hehehehe
Também haviam muitos cosplayers. Eu não poderia deixar passar uma Lady Oscar que apareceu no meio do meu caminho! Lamentavelmente, esqueci de perguntar o nome da moça! Espero que ela consiga convencer o marido - acho que era marido ... - a fazer um André Grandier!
O meu desenho do Afonsinho...
No final das contas... eu só lamento por não ter caído a minha ficha antes... Tenho um desenho único feito pelo Canini anos atrás. Só eu tenho!!! É um Zé Carioca velhinho!!! Matem-se de inveja! Mas.. eu poderia ter levado para a exposição do Canini...
Ah sim, eu já ia esquecendo... um dos grandes momentos da homenagem ao Canini - que teve apresentação do Fernando Ventura com seu TCC e mais infos e depoimentos dos amigos - foi também uma grata homenagem a esposa do artista: a senhora Lourdes. O casal é a personificação do dito popular: "por traz de um grande homem há uma grande mulher". É a Lourdes.
Enfim... espero voltar para Porto Alegre. Quem sabe para o Multiverso Comicon do ano que vem! Até lá... só precisarei do básico! Quem sabe? Sonhos possíveis são sempre bons de serem sonhados!
Por fim, devo colocar mais imagens no meu Facebook.
←  Anterior Proxima  → Inicio

2 comentários:

Primo disse...

O Papo de Budega está cada vez mais interessante e, como se não bastasse, agora é "internacional"! Rsss! Melhor que isso, só mesmo os comentários da Sandrinha. PARABÉNS, extensivos ao Fernando Ventura. Primaggio

nekomimi disse...

Diálogo imaginário entre otakus:
Otaku 1: Você soube da última sobre a série Card Captor Sakura?
Otaku 2: Não. Qual é a última?
Otaku 1: É sobre um dos personagens da série. Para ser mais exato, é sobre o mago Clow Reed.
Otaku 2: Ah, aquele Clow Reed. Eu me lembro dele. E o que têm ele?
Otaku 1: É que esse personagem pode ter sido inspirado em uma pessoa que existiu na vida real. E, ainda por cima, eram um mago, também.
Otaku 2:É mesmo?(disse, surpreso) E quem foi esse mago que pode ter sido a inspiração para aquele personagem?
Otaku 1:Segundo comentários que correm por aí, havia um mago que viveu na primeira metade do século passado, chamado Aleister Crowley, que era famoso internacionalmente. E ele era inglês. Era considerado um mago competente, que escreveu livros sobre magia e ocultismo e, detalhe interessante, um baralho de 78 ilustrações, todos na cor vermelha, reunidos num livro chamado de O livro de Thot Tarot, foram pintadas por uma artista inglesa sob a direção do próprio mago em questão. Mais tarde, esse baralho foi impresso pela primeira vez em Dallas, nos EUA, mas na cor vermelha. Só anos depois é que eles foram impressos com suas cores originais.
Otaku 2: Hummm,isso é interessante. Ainda mais por causa desse detalhe do baralho ilustrado e do tal livro, que fazem lembrar as cartas Clow e o livro em que elas estavam reunidas.
Otaku 1: E isso não e tudo. Tem mais coisas que reforçam as semelhanças entre os dois, o mago criado pela Clamp e o mago que existiu no mundo real.
Otaku 2: Ainda há mais?(disse, mais surpreso do que antes).
Otaku 1: Segundo as pesquisas que fiz na internet, esse tal de Crowley viajou pelo mundo afora. Ele visitou diversos países, entre eles, Hong Kong e Japão.
Otaku 2(perplexo): Hong Kong...a terra natal de Shaoran.
Otaku 1: Além disso, têm a personalidade do tal mago Crowley. Segundo informações na rede, ele tinha uma personalidade que, de certa forma, se assemelhava ao do fictício mago que criou as cartas Clow. E, por fim, um detalhe curioso: você notou que o nome completo do mago da série da CLAMP - Clow Reed (クロウ・リード) - têm uma semelhança fonética com o sobrenome do mago inglês que viveu no século passado - Crowley (クロウリー) - e que, escritos em katakana , a escrita japonesa utilizada para palavras e nomes estrangeiros, leia-se não japoneses) são quase semelhantes?
Otaku 2: É mesmo! Agora que você falou isso, percebi a semelhança entre os dois nomes.
Otaku 1: E mais uma coisa que me veio à mente: lembra da frase que a Sakura usava para transformar a chave em báculo desde o começo da série, até o episódio em que ela passou pelo julgamento final, aquele em que ela enfrentou e venceu Yue, quando o báculo mudou de forma, com aquela estrela na ponta ao invés do símbolo do sol e da lua?
Otaku 2: Ah, eu me lembro sim. Era assim: "Chave que guarda o poder das trevas,..."
Otaku 1: Pois é. No anime, e principalmente no mangá, da série Card Captor Sakura, consta que o poder de Clow vinha das trevas, ao contrário do poder da Sakura.
Pois bem, eu soube também que o tal do Aleister Crowley, o mago inglês do século passado, praticava tanto a magia branca como a magia negra. Algumas pessoas o associavam mais à magia negra, o poder das trevas. Seria essa, possivelmente a semelhança maior entre os dois magos - o fictício e o real? Numa música do Raul Seixas, intitulada "Sociedade Alternativa", há uma citação tanto ao mago Crowley quanto à uma famosa frase dita pelo mago:"Faze o que tu queres, há de ser tudo da lei" ,frase essa que algumas pessoas poderiam ter entendido como "faça todo o mal que queres". De qualquer forma, tanto Clow como Crowley eram excêntricos, como pode ver.