Desejo: Boas Festas...

segunda-feira, 27 de maio de 2013

ANIMA INFO 1592

Documentário traz História da animação nacional



O documentário Luz, Anima, Ação! do diretor Eduardo Calvet será lançado em Agosto no Anima Mundi 2013. O documentário traz uma importante face da História da animação nacional. Luiz Sá, importante caricaturista, quadrinista e ilustrador, autor da famosa história em quadrinhos Reco-reco, Bolão e Azeitona, resolveu, no final da década de 1930, produzir, dirigir e animar uma série de curtas-metragens chamada "As Aventuras de Virgulino", personagem de sua própria autoria. Até a década de 1970, no entanto, acreditava-se que esta parte da história dos desenhos animados brasileiros havia sido perdida.
Em 1941, após ser proibido pelo DIP (Departamento de Imprensa e Propaganda) do Governo Getúlio Vargas de apresentar sua criação a Walt Disney, Luiz Sá, deprimido e desacreditado, vendeu todos os rolos de sua animação para uma loja de projetores. Os filmes foram retalhados e dados como brinde e material de instrução a quem comprasse os projetores. E quem encontrou um pequeno trecho de um episódio intitulado "Virgulino Apanha" foi o colecionador de projetores e também animador, José Luiz Parrot, em julho de 1975.
Virgulino Apanha retrata a clássica história de mocinho contra bandido, mas o bandido neste caso é Virgulino. O traço é arredondado, característica da obra de Luiz Sá. Os personagens são animais antropomorfizados e a animação se compara a diversas outras de sua época.
película já estava deteriorada e se decompondo quando, na pesquisa para a produção do documentário Luz, Anima, Ação! de Eduardo Calvet, foi ressuscitada: ela foi completamente restaurada para a realização do longa-metragem que narra a trajetória da animação brasileira, englobando a primeira de 1917, chamada O Kaiser, até o boom atual de séries e longas-metragens produzidos para o exterior.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários: