Desejo: Boas Festas...

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Mercado de animes no Brasil: perdendo até para tartaruga?

Navegantes,
Na última terça-feira, a Viacom International Media Networks The Americas (VIMN) divulgou uma parceria com a Bandeirantes. A emissora terá os direitos da maioria dos títulos do canal Nickelodeon, como Tartarugas Ninjas e ICarly. A exceção fica por conta de Bob Esponja e Os Pinguins de Madagascar. Motivo: estes ainda pertencem a rede Globo (que diga-se de passagem, é prioridade para qualquer empresa) [valeu Gabriel Siqueira] .
O fato só reforça o que tenho dito faz algum tempo... Há chance de retorno dos animes na TV brasileira? Não... Imaginem que o SBT tem contrato com a Warner, a Record não está nem aí e no máximo tem o Pica-Pau... A Globo já lavou as mãos para com animação. RedeTV nem conta. Daí, resta-nos a Band.
Mas, esta fechou este acordo importante para ela e sua audiência. Fora que como eu disse no ano passado, a Bandeirantes tende a dar atenção ao esporte. Tanto que Cavaleiros do Zodíaco deu lugar ao programa esportivo no período da tarde nos pouco lugares que era exibido.
Assim, os otakus devem realmente procurar a internet como possibilidade. Esqueçam a TV. A chance de animes à noite até poderia existir, afinal temos Os Simpsons no período noturno. Mas, isso é mais um delírio do que fato. A internet está aí. Demos apoio aos projetos onlines legais que têm aparecido. Só assim poderemos ter produtos originais em nosso mercado. A internet tem se mostrado cada vez mais forte... Ainda resta dúvida disso?
←  Anterior Proxima  → Inicio

7 comentários:

nekomimi disse...

Oi, Sandra:
Não é por nada, não, mas parece que você não leu o meu último comentário, aquele sobre a tragédia de Santa Maria, onde eu contei sobre as piadas infames que os brasileiros andaram fazendo sobre o 11 de setembro de 2001 (e isso no dia dos atentados) na rede. Bem que você poderia dar sua opiniao a respeito disso.
Já sobre a programação da TV brasileiroa...já perdi há muito tempo qualquer esperança, que eu porventura tivesse, de passar animes na TV aberta (e até mesmo na TV por assinatura, depois do malogro do canal Animax, para quem ainda se lembra desse malfadado canal). O jeito mesmo é apelar para a internet e seus canais online, sites de stream, etc.
Falando em Animax, a situação do canal lá no Japão não anda bem desde 2008, pelo menos é o que se pode concluir ao ler o artigo postado no site Sankaku Complex. Só tem um probleminha...como aquele site contém fotos impróprias para menores de 18 anos, eu fiquei em dúvida se eu posto ou não o link aqui. Se não der para postar o link aqui, eu poderia postar o texto do artigo sobre o assunto, mas aí não daria problema quanto a questão de direitos autorais (sem falar que o texto está em inglês).
Também no Sankaku Complex, um artigo revela algo que muitos no Brasil desconheciam: com exceção de Tóquio, Osaka e outras grandes cidades, na maior parte do Japão, animes na TV aberta são raros. Existem até províncias em que os animes praticamente inexistem na programação da TV aberta local.
No Japão, a programação das TVs abertas é regionalizada, como no Brasil(de novo, a dúvida sobre postar ou não o link para o artigo, ou se posso ou não postar apenas a cópia do texto do artigo).
Por favor, Sandra, responda a essa dúvida em relação aos links citados acima, para que eu possa saber se eu posto ou não. Ou se eu posto as cópias dos textos dos dois artigos, ao invés disso.

ze disse...

Triste verdade. Provavelmente só haverá algum espaço novamente quando aparecer um anime de grande apelo na tv paga, que irá para a tv aberta, possivelmente virando febre e trazendo em seu vácuo mais um ou dois animes...
A internet até vai razoavelmente bem, para quem está começando (no Brasil). Mas ainda é problemática também. Crunchyroll já está com uma variedade interessante de títulos, porém, nas legendas deixa a desejar...
E eu queria tanto mais ações no mercado de Blu-Ray/DVD... Mas aí é sonhar até mais alto que ter bom espaço na TV aberta... =\

sandra monte disse...

Neko...

Não respondi pois, não vi necessidde de dizer algo. Você disse tudo o que era para ser dito.
E meu post já meio que deixa claro que acho as piadas nestas situações alogo estúpido.

Quanto aos artigos, podem postar os links. Acredito que não tem problema nisso. Qualquer coisa, eu decido se são próprios ou não!

:P

Abração!!!

Anônimo disse...

E fato. Que venha Tartarugas Ninja e seus bonequinhos nas lojas


D00d

esconderijodokoi.blogspot.com

Naty disse...

Olá!!

Foi-se o tempo em que diversão era ligar a TV de segunda a sexta em tal horário só para assistir a mais um episódio de um anime até então novo no Brasil, isso na TV aberta.

Depois, tivemos os canais fechados, mais até esses parecem ter desistidos das animações japonesas e preferem exibir desenhos horríveis (na minha opinião).

Como você disso, o jeito realmente é correr atrás na internet.

Até mais

nekomimi disse...

Oi, Sandra:
Obrigado por ter repondido à minha pergunta. Sendo assim, eis os links.
Primeiro, o link referente à matéria sobre a Animax japonesa e a situação do anime no Japão atual:
http://www.sankakucomplex.com/2008/06/22/anime-tv-chief-fears-loss-of-child-audience/
E agora, o link para o artigo sobre o quanto os animes são raros fora de Tóquio e outras províncias com grandes metrópoles:
http://www.sankakucomplex.com/2009/03/30/anime-is-rare-in-japan/
O que mostra que, mesmo lá, os animes têm dificuldades de passarem na TV aberta. Não só aqui.
O pessoal que pensa que os animes passam em todo o Japão (na TV aberta), deveriam ver essa matéria, para que possam ter uma idéia mais aproximada da realidade.

Kirito disse...

Bom eu como fan de Dublagem , Me Refiro ao fato de ter pouco Anime Dublado atualmente em DVD , Tirando Movies de Eva e CDZ OMEGA em fase de Dublagem atualmente......, Gostaria muito que o restante de One Piece, Naruto Shipuuden, Fairy Tail e Bleach, fosse disponibilizado Dublado em DVD pelo menos, com se possivel erros corrigidos da dublagem anterior , acredito que isto iria agradar aos fans e aumentaria as vendas de DVDs Oficiais, Acho que falta isso