Desejo: Boas Festas...

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Carta Aberta: por um melhor ensino no jornalismo no Brasil...

Navegantes, apesar das críticas que já recebi por defender o diploma de jornalista... Acredito que muitas destas críticas ocorrem por causa da qualidade do ensino das instituições... Em verdade, deveria haver uma mudança generalizada na educação formal no Brasil. Mas, ao menos nas comunicações, tem-se feito algo... Veremos que o acontecerá... É necessário uma consciência de que o ensino precisa, urgente, melhorar neste país...

CARTA ABERTA AO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
E CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO


Pela imediata aprovação da Proposta de Diretrizes Curriculares para o Jornalismo

O Fórum Nacional de Professores de Jornalismo (FNPJ), a Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor), a Intercom (Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação) e a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) e seus 31 Sindicatos de Jornalistas filiados em todo país vêm a público expressar sua preocupação com a lenta tramitação da Proposta de Diretrizes Curriculares para Cursos de Graduação em Jornalismo, que há três anos, desde o final de 2009, se encontra para aprovação no Conselho Nacional de Educação (CNE).
Entregue oficialmente ao Ministério da Educação em 18 de setembro de 2009, a proposta foi elaborada por uma Comissão de Especialistas, nomeada pelo próprio MEC, sob presidência do professor Dr. José Marques de Melo, atendendo uma demanda de vários anos na área. E para sua elaboração, a referida Comissão promoveu um amplo e democrático processo de debate com consulta pública pela internet e audiências públicas presenciais (em Recife, São Paulo e Rio de Janeiro) para ouvir os diversos segmentos da área da comunicação e também da sociedade. Sistematizada a Proposta, o documento chegou ao MEC que, por sua vez, logo a encaminhou ao CNE.
Em outubro de 2010, há exatos dois anos, a Câmara de Ensino Superior do CNE promoveu nova audiência pública, em Brasília, sobre as diretrizes curriculares em Jornalismo, convidando novamente diferentes setores da área. Representantes da FENAJ, do FNPJ, da SBPJor, da Intercom, dentre outras entidades e organizações presentes, praticamente de forma unânime, defenderam a Proposta elaborada pela Comissão de Especialistas e pediram sua rápida aprovação. Apenas alguns poucos representantes de setores não específicos do Jornalismo questionaram a necessidade de diretrizes específicas.
Por isso, o FNPJ, a SBPJor, a Intercom, a FENAJ e seus 31 Sindicatos de Jornalistas do país não entendem a demora na apreciação da Proposta entregue ao MEC e ao CNE. E, ao mesmo tempo em que voltamos a apoiá-la e a solicitar sua imediata aprovação, reafirmamos que, na nossa compreensão, constitui um significativo avanço, tanto em relação às matrizes curriculares em vigor, quanto pelo fato de ter sido formulada, como fazemos questão de ressaltar, em um amplo e democrático processo. A sua implantação nos mais de 400 Cursos de Jornalismo brasileiros representará, sim, a tão reivindicada e necessária melhora de qualidade na formação dos jornalistas profissionais.
A demora em estabelecer as novas diretrizes curriculares vem prejudicando por demais estas centenas de cursos, todos em fase de revisão de suas matrizes ou necessitando realizá-la. Isto porque seus currículos encontram-se ainda submetidos às últimas diretrizes, as quais, por já contarem com mais de dez anos de existência - são de 2001-, estão totalmente defasadas.
Diante do exposto, mais uma vez reafirmamos nossa posição pela imediata aprovação e solicitamos que a presidência do CNE e o Ministro da Educação nos recebam em audiência para uma exposição mais detalhada das nossas preocupações e da situação da formação superior jornalística no país.


Mirna Tonus
Presidente do FNPJ

Dione Moura
Presidente da SBPJor

Antonio Hohlfeldt
Presidente da Intercom

Celso Schröder
Presidente da FENAJ

Brasília, 26 de outubro de 2012

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Mercado de animes no Brasil, você acredita nisso? Jogando a merda no ventilador...

Navegantes,
Este post até parece um pouco aqueles de final de ano, com previsões e afins. Na verdade, muita gente aí é capaz de me xingar, dizer que quero dar uma de "mãe Diná" e tals. Que não sei de nada, que só falo achismos... Só que, curiosamente, muitos sites de mangás e animes dizem as mesmas coisas - com outras palavras, claro - que aponto aqui. Ou seja, galerinha fala - é verdade -, Sandra fala - é besteira... Curioso... Bem, enfim...
Este ano, não tive a oportunidade de ir ao Licensing Brasil Meeting. Ano passado fui e fiz dois artigos sobre o assunto. Entretanto, tenho acompanhado com atenção como ficará o mercado de licenciamento e de entretenimento para o ano de 2013. Como fato, 2012 realmente foi o ano dos heróis. Basta percebemos o grande número de produtos de heróis em lojas, o êxito nos cinemas, DVDs e afins.
Algumas das apostas citadas no ano passado, inclusive pelas empresas, não aconteceram. E foram justamente as apostas "animadas" que dependiam das TVs abertas. A "quase morte" das animações na TV aberta fora anunciada com o fim da TV Globinho, já no ano passado. Outras emissoras continuam a exibir animações, mas delas, só o SBT tem algum retorno.
Crianças continuam assistindo animações. As pequeninas, com algum poder de compra, veem TV Cultura. As maiores ou veem TV a cabo (seja legal ou "gato"), ou ficam na net, ou já curtem programas pré-adolescentes, ainda não identifiquei quais são. No ano passado, ficara claro que até a Disney já não bota tanta fé em seus seriados, que devem ter ainda algum tempo de vida. E Ben 10 tem perdido cada vez mais força...
O que parece é que estamos em um momento de "entressafra". A mim, está claro que a grande aposta e o momento de espera é pela Copa de 2014. O mercado - empresas, TVs, lojas, etc. - estão se preparando para o "grande" momento. Daí, qualquer outra "bobagenzinha" fica de fora dos planos.
Sabe-se que emissoras como Rede TV e Band estão comprado animações (o refugo da Globo) ou inéditos, tipo Cavaleiros Omega. A questão que fica é: estes produtos terão impacto? A verdade é que não. Imaginem animações em uma emissora como a Band, que dá uma baita atenção para o esporte?
Imaginem um ano que teremos Corinthians e Palmeiras na Libertadores. O segundo possivelmente na segunda divisão do brasileiro. O São Paulo com possibilidade de retornar ao campeonato sulamericano maior... Imaginaram? Agora imagem o horário matutino. O que preferir? passar desenho animado ou dar mais destaque para programa de debate futebolístico, que dá audiência? Meio óbvio, não?
Continuo não vendo brechas para animações - especialmente animações japonesas - na TV aberta. Talvez na fechada... A internet já mostrou seu poder de fogo. De uma forma ou outra. Basta vermos alguns produtos legais (tipo mochilas e canecos) dos "memes" do Facebook. O que está acontecendo é que algumas empresas estão com receio e dificuldades em entrar no Brasil. Como se utilizar da rede? Da única forma que as empresas - especialmente as japonesas - não querem: investir.
E, bem da verdade, não somente as japonesas, mas outras também. Apesar do grande silêncio da blogesfera, acredito ser pertinente dizer a todos os interessados um fato que ocorreu esta semana. A "blogesfera" de animes e mangás recebeu um email de uma empresa de exibição em streaming (preciso dizer o nome?), com o seguinte conteúdo: os caras querem que alguém atualize o site no Brasil.
Entretanto, a pessoa só ganharia um pacote premium de exibição. Que custará quanto? Uns 30 reais, talvez? Sim, gente... foi isso que vocês leram. Não rola grana alguma, você trabalha de graça. Daí, fica minha pergunta: por que os caras acham que a gente não precisa de grana para escrever? É um gasto de tempo, de energia elétrica, de internet... às vezes de material como livros, dicionários, etc. Nada disso conta.
Cheguei a pensar em enviar um email para a empresa, pois parece interessante ter em troca a divulgação do nome ea possibilidade de mais visitantes, seguidores e afins. Mas, só isso? Seria um insulto tanto a mim quanto aos meus reais leitores, vocês. Seria um insulto ao povo brasileiro, que nas entrelinhas, eles acham que aceitam migalha. Existe um custo para entrar no Brasil, e um deles é o investimento tanto em pessoal quanto burocrático. O Netflix que o diga...
É o fim... Esta não é a primeira empresa que quer a "ajudinha" de blog, de fã... Mas, a "graninha" que é bom, cadê? Eu acredito que há uma brecha aberta para 2013, mas a falta de bom senso das empresas, a falta de um projeto claro para o Brasil - vide o exemplo que mencionei - mostra-nos que o somos para as empreas de fora: resto. Espaço na internet há, mas... desse jeito, temo pelo pior. Depois me chamam de pessimista. Não sou, só sou realista. Enfim... Este é nosso mercado de animes, está bom para vocês?

domingo, 21 de outubro de 2012

Papo de Budega no Papo com o Machado!!!

Navegantes,
Nesta quarta-feira, se não acontecer sinistro comigo, estarei no programa Papo com o Machado. Quem eventualmente não lembra, o Nelson Machado é o dublador do Kiko do Chaves. Ele tinha um vlog, agora tem um programa no  www.sb4.com.br. É muito parecido com o antigo vlog, só que agora é um programa de rádio online!
Lá, eu e a dubladora Márcia Regina falaremos das influências culturais externas... Bem, ao menos, eu acho que será sobre isso, hahahaha hahaha!!! Fiquem ligados no link que coloquei acima!!! E o programa começa as 20h. Ou seja, não tem desculpa para dizer: eu não cheguei em casa!!! Dá tempo de chegar!!! Quer dizer... eu acho...

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

A culpa é da Rita: a avenida que "parou" o Brasil...

Navegantes,
Hoje acabou uma das melhores novelas já feitas pela Globo. Avenida Brasil não será esquecida tão cedo. Provavelmente será reprisado em breve no canal Viva. O motivo é simples: argumento, roteiro (apesar dos furos de realidade), direção e atuação. Uma novela que causou comoção porque trouxe um dos temas mais íntimos das pessoas: o sentimento de vingança. E a curiosidade do mistério. Que, nunca foi a morte do Max, mas os motivos que levaram a Carminha de ser como é. A morte do Max foi a parte da "brincadeira"...
Muita gente critica a novela, que é coisa de povão ignorante, alienado e "tals"... Sério mesmo que quem escreve isso, pensa isso? Novela é o principal produto cultural brasileiro, assim como o cinema está para os Estados Unidos e animes para o Japão. Esta gente vê filme, vê seriado, vê anime, mas novela é coisa inferior porque é nacional... Ou seja, é o velho espírito de vira-lata e de inferioridade...
Não se deve ignorar as novelas, porque trazem coisas muito explicitas e implícitas de nossa cultura. E das ações humanas. O estudioso José Roberto Sadek nos lembra,
As histórias eram e são criadas com base em experiências da sociedade e também com base em seus desejos, fantasias, anseios, temores, sabedorias e ignorâncias. As histórias compõem o grupo de ações destinadas a preservar e a fazer evoluir a espécie humana. Por meio delas, uma tribo ou um povo pode garantir a sobrevivência de suas crias e manter o conhecimento relativo à sua continuidade. (SADEK, 19)
Meses atrás escrevi sobre novelas que dariam bons animes. Não coloquei Avenida Brasil, pois fiquei em dúvida se a novela se tornaria ou não algo revolucionário. João Emanuel Carneiro fez algo extraordinário. Genial!!! E quem diria, mesmo com um final um tanto pieguas em alguns aspectos, Avenida Brasil entrou para a História da televisão por ter um desfecho nada convencional. Afinal, o "certo" seria terminar no perdão de Nina e Carminha, mas terminou em um campeonato de futebol!!! Ou seja, a união das duas coisas que brasileiro mais gosta: novela e futebol!
E, curiosamente, Avenida Brasil conseguiu unir as pessoas em bares e restaurantes, como se fosse final de Copa do Mundo, Super Bowl ou coisa do gênero... Dá para ignorar? Novela seria só algo ruim? É ruim se encontrar com amigos? É ruim ter um assunto? É ruim discutir? Sim, porque quem estava chegando em casa, percebeu o sentimento de final de Copa do Mundo aqui na cidade de São Paulo!!!
Como diria o presidente da Warner, é necessário haver a disseminação geral por meio de grandes veículos de comunicação. Afinal, novela é visto pela massa e depois comentado em "segmentos". Newton Cannito também já dizia isso em seu livro A Televisão na Era Digital. E ele também nos lembra o que TV (e novela) é circo. Nem tudo em nossa vida pode ser tão sério.
Então vamos parar com esta história de "novela é coisa para ignorante"... Seus jargões brevemente serão esquecidos do momento breve. Mas, vão ficar na lembrança como o "a culpa é da Rita" ou "me serve vadia"... Quem diria que uma "avenida" pararia o Brasil...



SADEK, José Roberto. Telenovela, um olhar do cinema. São Paulo: Summus Editorial, 2008.

terça-feira, 16 de outubro de 2012

ANIMA INFO 1551

Fest Comix acontece nesta semana e traz artistas internacionais

O Fest Comix é a maior feira de quadrinhos do país, que acontece nos dias 19, 20 e 21 de outubro. São mais de 500.000 títulos em ofertas e mais de 100.000 revistas importas a partir de R$ 1,00. Além das promoções, haverá concursos de cosplay, palestras, workshops, tarde de autógrafos e lançamentos exclusivos.
Dentre os artistas a palestrarem, destaque para Kim Byung Jin de Chonchu e Final Fantasy XI. Também para Sang-Sun Park de Tarot Café e Daniel HDR que lançará no Brasil, seu Sketch Book 2012, intitulado C1NZ4. Todos os detalhes do evento podem ser vistos no link acima.

ANIMA INFO 1550

Almanaque celebra os 30 anos do Biquinho

Há trinta anos, desenhistas e roteiristas da Editora Abril, liderada por Primaggio Mantovi, deram "vida" a um personagem genuinamente brasileiro que ganhou versões em outras cinco línguas: Biquinho. Para o Almanaque do Peninha 4, a Abril republicou pela primeira vez a história que apresentou o personagem ao mundo em 1982.
O almanaque vem com um artigo de introdução contando em detalhes o processo de criação de Biquinho — em 1982, a equipe da Editora Abril pensava em alguém que pudesse interagir com o avoado e atrapalhado Peninha, de preferência alguém “pior que ele”, nas palavras de Mantovi.
Já na primeira página, um brinde para o leitor de quadrinhos: uma reprodução da prancheta com os primeiros estudos visuais de Biquinho, traçados pelo roteirista Luiz Padovin, que serviu de guia para demais artistas. O Almanaque do Peninha 4 já está nas melhores bancas de todo o Brasil por R$ 4,95.

domingo, 14 de outubro de 2012

Currais humanos ou campos de concentração no Brasil, não ignore a memória de seus avós...

Navegantes,
Talvez este seja o assunto mais sério que mencionei neste site. Em 2010, fiz este post falando de campos de concentração no sertão brasileiro. O site Holydrink fez um texto mais elaborado sobre o tema. E, acho que é extremamente importante para o assunto nascer. Sim... nascer, pois não pode morrer já que a maioria não conhece o fato. Ao longo destes anos, todos os governos brasileiros em diversas escalas esconderam este o ocorrido no sertão cearense.
É um tanto doído para mim, já que é meu estado. Mas, é necessário falar para que a História do Brasil fique mais clara... No sertão cearense, os governos federal, estadual e municipal (de alguns municípios diversos) levavam as pessoas para um campo, isso por volta de 1932... em uma das piores secas no nordeste. Eram jogadas ali sem água, sem comida, todas juntas no calor infernal do sertão. Elas chamavam isso de currais. Sim, eram currais humanos ou hoje, com nossa compreensão, campos de concentração brasileiros.
Estou mencionando novamente este fato, pois hoje posso dizer algo que minha mãe já falara há algum tempo e ficou esquecido em minha memória. Meu avô - quando vivo - falava destes lugares. Ele dizia para os filhos (minha mãe e tios) que era necessáro viver em fuga. Fugir dos cangaceiros... e fugir do governo, que levava as pessoas pobres para estes "currais". Lá, não tinha nada - nem água, nem comida, só o calor infernal e tratados como bichos - e quem tentasse fugir era sumariamente morto. Ou seja, os sertanejos não tinha escapatória...
É com muita tristeza que digo isso. Graças a Deus meu avô conseguiu escapar tanto do cangaço, quando dos "currais", sobreviveu a base de "calango", sobreviveu a pobreza e viveu por muitos anos. Viveu e contou estas histórias aos filhos e chegou em mim... sua neta. O que quero dizer é: se você tem um avô ou avó que conta estas histórias, não ignore. Isso foi verdade. Uma verdade horrorosa de nossa História. Mas, que precisa ser lembrada para nunca mais ser repetida.
Seu avô ou avó velhinho/a não é louco, não é maluco, e não está contando um "causo". Está lembrando de um fato que provavelmente viveu ou viu viverem. Ou morrerem. O início do século XX trouxe-nos uma grande seca no sertão nordestino que expulsava-os. Conheci brevemente o calor da região.
E, acreditem, ele expulsa mesmo as pessoas dali. Só que muita gente não conseguiu sair. Porque não deixaram. Nõ foi só na Alemanha nazista que houve campos de concentração. E o motivo daqui foi tão absurdo quanto o de lá, mas foi outro: os sertanejos foram condenados por serem pobres... Foram condenados em currais humanos e tratados como bichos. Sem direito a nada, somente a morrer...

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Katsuhiro Otomo, Dragon Ball Z, One Piece, Cavaleiros, Snoopy e sumiço!!!

Navegantes,
Peço desculpas pelo sumiço. Esta semana, até que houve notícias no universo animado. Mas, estou com alguns problemas familiares. Daí, bate um desânimo tão grande de atualizar o blog. Muita gente percebe que entro no Facebook e fico a jogar Cityville. Acho que vou lá para relaxar... Eu gostaria de ter condições de atualizar aqui. Mas, quando sua cabeça está cheia...  fica tão difícil...
Por exemplo: esta semana, os americanos têm muito o que comemorar. O Katsuhiro Otomo vai em um evento lá nos EUA. Eis que fica sempre minha questão: será que otaku brasileiro não tem interesse em ver, ouvir e aprender com um mestre como Otomo? Otaku brasileiro parebe sempre tão satisfeito com os artistas que vêm para cá...
Também houve o anúncio da Toei para mais repetecos: novos filmes de Dragon Ball Z, One Piece e Cavaleiros do Zodíaco. Sério... sério mesmo, não há mais o que dizer. A Toei realmente NÃO tem outros títulos. Só estes três. Tenho pena, muita dó dos mangakás e demais profissionais de animação do Japão. Porque nunca mais terão oportunidades e nem de mostrar seus talentos com suas novas histórias...
Já a Twentieth Century Fox Animation e Blue Sky Studios compraram os direitos de Peanuts, ou simplesmente Snoopy!!! E, já têm programado um filme para 2015, celebrando os 65 anos da história clássica. Acho super válido pela idade comemorativa. Mas, questiono-me como será este filme, pois é traço característico do Snoopy ser meio paradão...
Enfim... por hora é isso. Amanhã, dando tudo certinho, tem mais notinhas e/ou comentários. E, apesar do sumiço aqui, estou firme e forte no meu Twitter e no meu Facebook. Vocês me encontram lá, também...

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Ele voltou!!! Ele voltou!!! Ele voltou!!!


Navegantes!!! O amigo Dood do Esconderijo do Koi deu esta dica!!! Sim, ele... o grande, fantástico e super simpático Boca Rica voltou!!!! Este é um dos brinquedos mais legais de minha época. É curioso ver que a Estrela voltou com este produto! Igual a Nestle com o Lolo!!! As empresas que sabem atuar no Brasil, conseguem aproveitar-se da "memória afetiva" de seus consumidores! Isso é correto? Dentro da lógica marketeira-capitalista... sim! Pretendo comprar o "Boca Rica" assim que eu tiver uma graninha!!! De produtos que estão voltando, bem que a Nestle poderia trazer novamente o chocolate Surpresa. E como eu disse, para conseguir detectar tal sentimento do consumidor... só mesmo as empresas estando aqui para saber. Não adianta ficar lá longe... em outro continente e querer tirar conclusões de um povo tão cheio de diferenças sociais e econômicas. Sacaram?

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

ANIMA INFO 1549

Panini lança 20th Century Boys

A editora Panini lançou esta semana, com distribuição nacional, o mangá de suspense e ficção 20th Century Boys, pelo selo Planet Mangá. A série completa criada por Naoki Urasawa (Monster) será publicada em 22 edições bimestrais, com cerca de 216 páginas cada, no formato 13,7 x 20 cm. O primeiro volume já está disponível a R$ 10,90.
No título, a humanidade não teria superado o desastre do final do século XX se não fosse por “eles”. Em 1969, quando ainda eram crianças, “eles” criaram um símbolo. Em 1997, quando a crise se aproximava lentamente, o símbolo ressurgiu. Esta é a história de como um grupo de garotos comuns salvou o mundo.

ANIMA INFO 1548

Selena Gomez produzirá especial de "Feiticeiros"

A cantora e atriz Selena Gomez produzirá um especial do sucesso Os Feiticeiros de Waverly Place. Ela interpretou a personagem principal e a fará novamente, junto de todo o elenco. Segundo a TV Latina, um dos motivos para este especial foi o grande êxito comercial que a série atingiu.
Selena que, apesar de jovem, ganhou prestígio graças ao seriado e seu sucesso como cantora teen. O novo "Feiticeiros" deve estrear no Disney Channel americano no início de 2013. Para quem não conhece a cantora, veja vídeos do show que Selena fez no Brasil neste canal do Youtube.

terça-feira, 2 de outubro de 2012

TED: e agora senhor deputado?

TED CRESCE NAS BILHETERIAS

O polêmico TED é o mais novo fenômeno de bilheteria do ano. O filme do ursinho politicamente incorreto registrou um crescimento de 6% em bilheteria e 10% em público no seu segundo fim de semana nos cinemas. TED já atingiu 550 mil espectadores desde a sua estreia.

Fonte: Press Release

Pois é... caro deputado Protógenes Queiroz... E agora, vai censurar ou mandar prender todo mundo que foi ver o filme? É muita babaquice não ver a classificação de um filme e achar que é infantil só por causa de um ursinho bonitinho. Eu falo... isso é falta de leitura. As pessoas não leem mais. Ah, e para quem não lembra, o deputado em questão queria censurar o filme devido ao teor do longa-metragem. Ele levou o filho de onze anos para ver TED. O deputado só esqueceu de ler sinopse ou ver o cartaz com a classificação. Agora, imaginem o motivo do sucesso do filme no Brasil?
←  Anterior Proxima  → Inicio