Desejo: Boas Festas...

sábado, 23 de junho de 2012

E Lula aperta a mão de Maluf e não de Erundina...


Foto é de Rodrigo Coca
18.jun.2012/Fotoarena/​Folhapress, deste link
Navegantes...
Esta semana, tivemos o desprazer de ver a foto acima. Ao longo dos anos em minha vida tive muitas decepções no âmbito político-partidário. Eu não deveria, mas houve uma época que eu acredita em partidos e em pessoas. Votei no senhor Lula e acreditava que ele era alguém com alguma integridade.
Porém, o tempo passou , ele saiu da presidência e o tempo tem nos mostrado que o objetivo é manter-se no poder pelo poder. Não importa o preço, não importa os objetivos. E olha... quem disse algo do tipo foi o vereador Antonio Donato (PT), coordenador da campanha de Fernando Haddad, neste link da Folha Online: "Quem está no jogo precisa jogar o jogo que existe, não o de um mundo ideal que não existe."
Ou seja, todo o blablablá ideológico que o "Partido dos Trabalhadores" sempre pregou perdeu para o "jogar o jogo". É o que está valendo agora. Percebem que a direita sempre teve seus conchavos, mas tinha um discurso próximo de suas atitudes? E que, a dita esquerda, tem um discurso mas atitudes diferentes? Fala uma coisa e faz outra? Isso sinceramente me decepciona, porque mostra-nos que não há diferenças na política brasileira.
Talvez, só mesmo Luiza Erundina seja diferente mesmo. Votei nela, pois acredito que a mesma ainda tem coerência em suas atitudes. E ela nos mostrou esta semana que ainda tem... Lamentável que Lula apertou a mão de Maluf e não de Erundina. Lamentável que muitos como eu viu a foto acima com total decepção. E será curioso o PT criticar a gestão Kassab, sendo que no início deste ano queria o apoio do cara... Faz sentido? Não... Estamos vivendo o 1984 de George Orwell em que o que importa é o poder. E só. Esta semana, com esta foto, tivemos uma prova disso.
E que Deus nos preteja nestas eleições, pois, só ele mesmo...
←  Anterior Proxima  → Inicio

1 comentários:

Anônimo disse...

É realmente uma decepção ver alguém como Lula apertar a mão de um sujeito com um passado tão 'limpinho' quanto o Maluf.

Eu também não sei como eu ainda caio na armadilha de ter esperanças de que exista realmente algum político íntegro em suas ações. Bom, pode até existir nesse país, mas até agora eu não tomei conhecimento.