Desejo: Boas Festas...

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

ANIMA INFO 1507 - Especial

A INVENÇÃO DE HUGO CABRET

A INVENÇÃO DE HUGO CABRET é um daqueles filmes interessantes para ser visto mais pelo que ele representa, do que pela história propriamente dita. Esta é a incrível aventura de um garoto esperto e despachado (Hugo) cuja busca por desvendar um segredo deixado para ele pelo pai transformará a sua vida e a daqueles ao seu redor, revelando um lugar seguro e amável que ele poderá chamar de lar.
Apesar do título dar a entender que a invenção de Hugo é "algo inacreditável", em verdade, a tal "invenção" é uma ideia. Este longa-metragem de Martin Scorsese é um grande meta-filme - ou metalinguagem - do cinema. É necessário o espectador ter um pouco de conhecimento da sétima arte para compreender a importância de alguns fatos históricos que realmente aconteceram nesta história.
Cabe aqui dizermos quem foi o grande homenageado do filme: Georges Méliès. Ele foi um ilusionista francês que acabou entrando no mundo do cinema, ainda no seu primórdio. Méliès foi a uma das exibições dos irmãos Lumiere e lá encantou-se pela magia da sétima arte. Criou muitos filmes no início do século XX. Talvez sua grande contribuição foi criar um tipo de "cinema fantástico", também ter feito dupla exposição de filmes, além de pintar aas películas e deixá-las coloridas. Um de seus filmes mais conhecidos foi Viagem à Lua (veja vídeo abaixo). Assim, Georges Méliès é considerado um dos pioneiros do cinema, tendo influenciado gerações seguintes de realizadores.

Outro ponto importante neste longa-metragem foi a escolha por atores carismáticos e competentes. Ben Kingsley (Gandhi) como o Papa Georges / Georges Méliès, Sacha Baron Cohen (Bruno e Borat) como o Inspetor da Estação, Asa Butterfield como Hugo, Chloe Grace Moretz como Isabelle, Christopher Lee (Senhor dos Anéis) como Monsieur Labisse, Richard Griffiths (Harry Potter) como Monsieur Frick e Judie Law (Cold Mountain) como o pai de Hugo.
O diretor Martin Scorsese escolheu atores britânicos, em sua maioria, pois como ele mesmo mencionou: “escolhi atores ingleses, principalmente para ser consistente, usando o artifício de que o sotaque inglês é do mundo em que eles estão. Apesar de ser Paris de 1931, é uma versão exaltada daquela época e local.” Ao visto, foi uma escolha acertada, pois há uma "elegância" na atuação muito próxima dos filmes ingleses.
A INVENÇÃO DE HUGO CABRET é, antes de qualquer coisa, uma grande homenagem ao próprio cinema. Mas, não qualquer cinema. O mudo, o fantástico, o início de tudo, em um tempo que era muito difícil se fazer ilusões, os nosso atuais efeitos visuais. E, talvez por isso mesmo, o 3D - tão inútil na maioria dos filmes atuais - faça tanto sentido neste longa-metragem. É a grande "ilusão" atual. Talvez, aqui tenhamos uma sutil mensagem: o 3D seria só ilusão. O primódio do cinema, além de ilusão, também era sonho.

←  Anterior Proxima  → Inicio

3 comentários:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
sandra monte disse...

Navegantes,
Sei que para certos "peixes", é simplesmente irresistível não entrar aqui... Tipo, ficam doentes se não entrar, sabe...

Mas, solicito apenas que coloquem seus comentários no post correto. O post do ídolo da pessoa, o JRP, é lá embaixo... Não sei pq não postou lá, já que entrou naquele local mesmo...

E, só para constar, como todos sabem, quando descem do salto, não posto. Se a satisfação da pessoa é seria me deixar brava... Então tá. Para mim não tem problema ler e deletar...

Mas, já disse... Vocês só estão acrescentando o número de visitantes de meu site. Bizarro... para quem me odeia, Enfim... O_O

Certo, peixe?
Realmente, alguns cariocas são mesmos estranhos... Vivem na cidade maravilhosa, mas, preferem vir aqui no site que odeiam me bajular...

Então tá!

Lana disse...

Gostei, ótima atuação de Jude Law assim como em Cold Mountain, um dos meus filmes favoritos e o tema principal sobre a guerra civil é maravilhoso, recentemente pude vê-lo novamente no Cinemax, um dos melhores filmes que já assisti.