Desejo: Boas Festas...

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Você compra um amigo?

Navegantes,
O texto abaixo retirei do Facebook, mas acredito que seja deste site. Não tenho cachorros por uma questão de espaço... Mas, eu faço uma festa danada quando vejo um! Esta é uma campanha - acho que posso dizer que é - importante em relação a bichos de estimação.
Você compra um amigo? Certo... há quem "compre". Mas, amigos sinceros não se compram, não se vendem. No caso deles há um carinho mútuo. Assim, leia com atenção. Se realmente quiser um bichinho, vá e adote. São tantos querendo um lar... Para quê comprar? E a imagem ao lado é de um cachorro já adotado. Que, para mim, parece o Hong Kong Fu!!!!

Petshops e comerciantes ilegais não fazem perguntas: basta pagar o preço e qualquer um pode levar pra casa um cachorrinho 'de raça'. Eles não se importam se o 'freguês' tem condições financeiras ou perfil psicológico para ter um cão em casa.
Pagou, levou. Até parcelam no cartão (especialmente para aquele tipo de gente que não vive sem uma prestação pra pagar).
O resultado disso: abandono e maus tratos. Quem dá valor MONETÁRIO a um animal de estimação se acha no direito de fazer o que bem entender com ele: negligenciá-lo, abandoná-lo, descartá-lo.
Grande parte dos animais abandonados nas ruas das cidades ou recolhidos nos CCZs e abrigos, foram um dia criados e vendidos por esses cafetões inescrupulosos. Não compactue com esse comércio: não compre em petshops que vendem filhotes, denuncie a venda de animais em praças e parques.
Em São Paulo, o número para denunciar é 156.
Se não funcionar, ligue pro 190 e mencione a lei municipal 14483/2007.
Quem vende filhotes, não gosta de animais: gosta de dinheiro.


quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Um momento utópico...

Navegantes,
Em verdade, o que direi é algo mais para desabafo. Algo que eu gostaria que acontecesse a partir de 2012, mas sei que será praticamente impossível. São coisas aparentemente bobas, mas que dependem de mudanças de pensamento e comportamento na sociedade... Mudanças que deveriam acontecer na célula básica da sociedade: a família. Ou na segunda "célula", a escola.
Anos atrás, havia uma disciplina chamada educação moral e cívica. Não, navegantes... Não seria para deixar as pessoas "bobonas", que pedem pela retirada de uma propaganda ou coisas assim. Mas, seria para ensinar o que as pessoas não têm aprendido em casa.
Coisas como não jogar lixo no chão, andar a direita, ouvir seu som baixo (tipo walkman), atravessar na faixa, respeitar os sinais, deficientes, ler corretamente instruções... Sabe, coisas básicas que as pessoas não aprendem. Ou não sabem...
As que não querem... bem, estas não têm como mudar.
Só para se ter ideia, pessoas "se perdem" pelo simples fato de não saber interpretar indicativos de esquerda-direita. As pessoas sofrem com enchentes por jogarem lixo na rua. E depois, jogam a culpa SÓ nos governos. Se não se aprende mais estas coisas em casa, quiçá, ao menos na escola..
Estamos vivendo um momento em que ninguém respeita ninguém. Seria tão bom se houvesse respeito. Ando muito e ouço muito. E o que percebo é que as pessoas têm filhos e não sabem educar. Ou deixam "livres" demais, ou "protegem" demais. Daí vemos as aberrações que citei acima. Fora isso, os pais que deveriam dar o exemplo, veem seus filhos - jogando lixo na rua, por exemplo - e nada dizem. E ainda são capazes de brigar com que for reclamar.
Ou seja, total inversão de valores. Por isso, sou a favor de que a disciplina educação moral e cívica voltasse. Que a escola, ao menos, pudesse indicar possibilidades positivas as crianças, coisa que os pais não têm feito... Para 2012, eu gostaria de uma única coisa, algo utópico: R E S P E I T O. Ou que, aos poucos, as pessoas percebessem seus erros em convivência em grupo.

sábado, 17 de dezembro de 2011

#TezukaDay - Por que Osamu Tezuka foi importante?


Navegantes,
Hoje está acontecendo um dia especial no mundo "mangático/ animático" nacional. É o Tezuka Day. Este é um "evento" que diversos sites estão participando de alguma forma: seja desenho, texto, resenha, etc... para falar de Osamu Tezuka, considerado o "deus do mangá".
Seria chover muito no molhado falar dele de uma forma tradicional. Até porque o fiz em meu livro (clique na imagem ao lado). Talvez, uma das maiores contribuições de Tezuka seja com algo que passa desapercebido por muita gente. Tezuka era um homem que sabia escrever histórias para mulheres. E daí? E daí que isso é muito difícil, especialmente em um momento de turbulência cultural. Lembremos que ele escreveu A Princesa e o Cavaleiro pouco antes da Revolução Sexual. Muitos podem dizer que é frescura, mas foram poucos os homens que conseguiram tal feito. O contrário é mais fácil. É só uma autora colocar uns "peitos" em uma história para homens que logo agrada (certo... há um certo exagero no comentário).
Já um homem entender o universo feminino parece muito mais complexo. E Tezuka, com sua princesinha, comseguiu. Afinal, até mesmo no Japão as mulheres querem seu "príncipe", mas, mesmo sem talvez conseguir, também querem sua liberdade. E Safire representa bem isso.
Por que meu foco nesta personagem? Bem... eu sou da leve que assistia a Princesa e o Cavaleiro quando criança. Gostava do jeito dela e esperava que ela fosse feliz com seu príncipe. Para mim, a "princesa" de minha vida não foi da Disney. Foi uma japonesinha... Enfim... infelizmente, não consegui encontrar um episódio que me marcou muito, em que ela usada uma máscara. Para mim, aquela máscara era horrível e até hoje lembro-me como eu detestava aquela máscara. Quem encontrar este episódio, coloque os comentários.
Enfim, era isso o que eu gostaria de dizer sobre Osamu Tezuka. Ele não foi SÓ importante por ser o "deus do mangá". Foi importante, sobretudo, por ser um homem com sensibilidade suficiente para entender verdadeiramente as mulheres. E saber escrever/ desenhar algo que nos agrade. Quiçá mais autores tivessem tal talento...

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Pauliceia (Paulicéia), mais uma grande animação nacional




Paulicéia - Mário de Andrade from Birdo Studio on Vimeo.






E D I T A D O em 06/01/ 2012 às 21h00, com correções da equipe do curta-metragem

Navegantes,
Como nem só de One Piece gira a vida, aqui fica uma dica bem interessante de animação nacional. Pauliceia é baseada na obra de Mário de Andrade, mais especificamente Macunaíma. O projeto começou como uma iniciativa do NUPA - Núcleo Paulistano de Animação, cuja sede é no Centro Cultural da Juventude na Vila Nova Cachoeirinha. O Núcleo é administrado pelo animador Céu D'ellia que assina a co-direção desse filme com Paulo Muppet e Luciana Eguti, do estúdio Birdo.
A primeira etapa do projeto foi um edital de roteiros de um minuto sobre o Mário de Andrade, realizado pela Secretaria de Cultura de São Paulo. O vencedor do edital foi o Spacca, com esse roteiro que se chamava Frankenstein Antropofágico, que deu origem ao nosso filme. O Spacca é mais conhecido pelo seu trabalho como cartunista. Após a escolha do roteiro o NUPA organizou um workshop de design com alunos do Núcleo para fazer o que seria a concepção visual do curta.
Quando entrou no projeto, o estúdio Birdo teve que fazer um estudo detalhado da cidade de São Paulo dos anos 20. "O trabalho aqui dentro foi bastante meticuloso. A primeira cena envolvia uma perspectiva aérea do Vale do Anhangabaú nos anos 20 e fizemos uma extensa pesquisa arquitetônica para respeitar as características da cidade na época", diz Paulo Muppet.
Enfim, se você curte animação, está é uma boa oportunidade de ver um bom desenho animado nacional. E sim, curto o trabalho do Birdo, desde os tempos de Pato Fu - Uh Uh Uh La La La Ie Ie e Bonequinha do Papai. Ah, e coloquei "Paulicéia" entre parênteses porque a palavra agora não tem mais acento agudo.

ANIMA INFO 1496

Panini lança One Piece e Dragon Ball

Enquanto a editora JBC tem anunciado títulos já completos no Brasil - como Cavaleiros do Zodíaco - a Panini mostra suas "garras" para 2012. Em um anúncio histórico de final de ano em um release para toda a imprensa - sem frescuras de imagens e afins em redes sociais - a editora trará novamente um dos mangás mais aguardados dos últimos anos ao Brasil. Veja abaixo o release na íntegra:

O ano de 2012 reserva grandes lançamentos para os fãs de mangás, as histórias em quadrinhos japonesas. A PANINI, por meio de seu selo Planet Mangá, traz para o Brasil sagas de sucesso internacional como One Piece, Dragon Ball e Monster, entre outros. As publicações da editora apresentam as edições em volumes completos, que preservam as onomatopeias e os comentários do autor, além de um glossário de termos japoneses. Outros sucessos que também serão lançados pelo selo no próximo ano são Black Butler, Mad love Chase e 20th Centure Boy. E a PANINI ainda anuncia que vai retomar as séries Gantz, Ouran e Brave 10.
O primeiro sucesso chega às bancas já em janeiro: a série completa de One Piece, com roteiro e arte de Eiichiro Oda, será lançada mensalmente desde o número 1, e cada volume terá o mesmo número de páginas que o original japonês, com tradução inteiramente nova. E para os que já são fãs da série, a Panini retoma, em paralelo, a coleção toda a partir da edição 36, ponto em que a versão brasileira foi interrompida, trazendo os volumes ainda inéditos no País, até o final da saga, que termina na edição 63.
One Piece é o nome do maior de todos os tesouros, cobiçado pelos sete mares. O rei dos piratas, Luffy, o homem-borracha, precisa reunir uma boa tripulação para encontrar a grande fortuna, e enfrentar muitos outros piratas que têm este mesmo objetivo, além de diversos monstros, a Marinha e até mesmo o Governo Mundial. As edições 1 e 36 chegam às bancas em janeiro, com 200 páginas, por R$ 10,90 cada.

FICHA TÉCNICA: One Piece 36 (inédita)
Formato: 13x20cm Páginas: 216
Periodicidade: bimestral
Valor: R$ 10,90
Distribuição: setorizada
Lançamento: janeiro/2011

One Piece 1
Formato: 13x20cm Páginas: 208
Periodicidade: mensal
Valor: R$ 10,90
Distribuição: setorizada
Lançamento: janeiro/2011


quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Charlie Chaplin "animado": o que parece bom demora a chegar aqui...

Navegantes,
Sites internacionais já haviam divulgado a produção de uma animação de Chaplin. É uma animação baseada no personagem Carlitos do ator inglês Charlie Chaplin, uma das figuras mais conhecidas do cinema. Mesmo cem anos depois, em uma época que o cinema era somente mudo, Chaplin ainda encana. Talvez não faça as pessoas darem altas gargalhadas, mas seu humor nos parece, hoje, bem interessante. Quiçá mais interessante e inteligente - mesmo com toques pastelões - do que o dito "humor inteligente" dos stand up comedy, o qual todos vocês sabem, acho uma bobagem sem tamanho.
Bem... muitos países - Canadá, Portugal, Finlândia, Itália, etc. - farão uma "premiere" televisiva de Chaplin & Co, o nome do desenho animado. Infelizmente, quando a coisa parece boa, ficamos de fora... Enfim, espero de coração que Discovery Kids ou TV Cultura tragam esta animação. Parece interessante pela caracterização. E, se o estilo "Carlitos" for realmente seguido, tem tudo para ter um bom humor, com graça e emoção.

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Revista Herói no programa Vitrine e Sandra Monte


Navegantes,
Anos atrás, participei de um programa Vitrine da TV Cultura. Foi na ocasião da revista Herói Gold. Não posso negar que ter ido à redação da Herói me influenciou a ser jornalista. Anos depois, cheguei a trabalhar como free-lancer para o site Herói... Pena que hoje ele está esquecido, talvez até "largado" pelo público, que possivelmente nem se lembra dele. Enfim, bons tempos. Vejam o vídeo acima! E sim, eu estava beeeeeem novinha... ^___^x

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

ANIMA INFO 1495

Falece animador de desenhos clássicos dos anos 80

Além da perda do "designer" japonês Shingo Araki (ver post abaixo), houve outra grande perda no mundo animado nesta última semana: Bruno Bianchi. Francês, ele trabalhou em diversas animações clássicas dos anos 80 como Turma da Pesada, O Máskara, Jayce e os Guerreiros do Espaço, Heathcliff (todos exibidos no SBT), W.I.T.C.H. entre outros.
Mas, talvez a criação/atuação mais célebre tenha com o Inspetor Bugiganga (Inspector Gadget), em que ajudou na concepção. Bruno Bianchi faleceu aos 56 anos.

Fonte: Animation Magazine

ANIMA INFO 1494

Panini lança “Superman vs. Muhammad Ali”

A Panini lança Superman vs. Muhammad Ali, o clássico e controverso combate de ícones americanos, publicado pela primeira vez na década de 70. O aguardado lançamento chega às livrarias brasileiras amanhã em edição de luxo, com capa dura e miolo em couché, por R$ 22,90.
Dos criadores Dennis O’Neil, Neal Adams, Dick Giordano e Terry Austin, a publicação reúne toda a ação e emoção da mais importante luta do século. Uma armada alienígena ameaça a Terra de destruição total a menos que seja escolhido um campeão para lutar pela nossa existência. Superman e Ali são forçados a duelar em um ringue de boxe para decidir quem terá tal honra.
De um lado, no canto vermelho, lançado do planeta Krypton e energizado pelo sol amarelo da Terra, está o Homem de Aço – Superman. Do outro, no canto azul, criado em Louisville, Kentucky, e energizado pelo estudo contínuo da nobre arte, está o Maioral em pessoa – Muhammad Ali. Juntos, o Último Filho de Krypton e o Campeão são dois dos maiores combatentes que nosso mundo já conheceu. Agora, eles devem encarar o seu maior desafio até aqui: um ao outro. Será necessário o empenho dos dois heróis para deter a ameaça extraterrestre.

FICHA TÉCNICA – Superman vs. Muhammad Ali
Formato: 19 x 28,5 cm
Capa: dura Páginas: 100 Papel: couché
Valor: R$ 22,90

domingo, 4 de dezembro de 2011

Argentinos mais próximos dos animes que nós...

Navegantes,
Recentemente, tivemos a notícia de que o governo argentino tem em seu planejamento o fomento aos games e às produções audivisuais voltadas à internet. Como se não bastasse, no Expotoons, maior evento de animação da Argentina, também houve a divulgação de co-produção entre empresas argntinas e coreanas... O que faz com que os hermanos estejam mais próximos de produzirem algo parecido com um anime do que nós.
Bem... os comentários acima não são à toa... Chega a ser curioso que com tantas indústrias japonesas aqui e as coreanas entrando no Brasil, não tenhamos algum acordo de co-produção audiovisual. O grande acordo que o Brasil tem é com o Canadá. Ou seja, são sempre produções com características mais infantis, ao "estilo TV Cultura".
Talvez, a melhor definição seja a que li no Twitter: no Brasil, falta respeito para com o público. As TVs não têm animes ou algo do gênero, o que é desinteressante para empresas de entretenimento do leste asiático. Mas, não é só isso: talvez falte também seriedade das produtoras daqui... Em relação aos prazos, qualidade... Difícil saber o que acontece em terras tupiniquins... Mas, uma coisa certa: gostando ou não, os argentinos têm mais possibilidades - seja pela organização, zelo ao público ou o que for - do que nós no universo animado.
Por que não imitá-loss? Raiva deles? Não. Admiração.

Samurai X (Kenshin): o que vocês acharam?

Navegantes,
Esta semana foi divulgada uma imagem bem interessante, acima, do filme de Samurai X. O longa-metragem será lançado em 25 de agosto do ano que vem. Particularmente, achei que ficou bom o ator Takeru SATOH 佐藤健 como o herói. Entretanto, ainda tenho algumas ressalvas quanto ao filme, pois roteiro e direção são fundamentais para que seja bom. Aguardemos!
Ah, e o que acharam do visual do Kenshin?

sábado, 3 de dezembro de 2011

Adeus a Shingo Araki 荒木 伸吾

Navegantes,
Esta semana tive muitos problemas pessoas. Eu gostaria de atualizar o site mais vezes... Mas... Espero que não os tenha novamente. Vendo informações do mundo animado, li em sites internacionais e no Facebook que o desenhista de personagens Shingo Araki 荒木 伸吾 faleceu na última quarta-feira.
Acredito que todos sabem que ele foi o responsável pelo design do anime de Cavaleiros do Zodíaco. Araki conseguiu fazer o "impossível": dar um traço agradável aos personagens do Masami Kurumada. Na mesma função, Araki também foi responsável por diversos títulos. O que realmente me toca é A Rosa de Versailles, ou simplesmente, Lady Oscar. Uma grande perda para o mundo dos animes. E, obviamente, para as pessoas que o admiravam de alguma forma...

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

ANIMA INFO 1493

AnimABC 12ª acontece este fim de semana


O AnimABC 12ª Edição Especial #AnimesInConcert acontece este final de semana na cidade de Santo André, na grande São Paulo. O evento terá diversas atividades ligadas ao universo do entretenimento teen como salas temáticas, shows, vendas de mangás, etc. Mas, a principal atração será o #AnimesInConcert. Pela primeira vez no país uma orquestra realizará um concerto interpretando apenas "anime songs". Para isso, há um extenso aparato de som e iluminação e projeções além de projeto em cenografia inspirado nas grandes Orquestras Big Bands. Para ver todas as informações sobre o evento, acesso o site oficial.

ANIMA INFO 1492

Jessie, a nova do Disney Channel chega em dezembro


Na segunda-feira (5 de dezembro) chega Jessie, a nova série original do Disney Channel protagonizada por Debby Ryan (Zack e Cody, Gêmeos a bordo, 16 desejos). A história narra as aventuras de uma jovem sonhadora que decide deixar para trás as noites estreladas da sua cidade natal, no Texas, para trocá-las pelas luzes da Big Apple.
Entusiasmada com a possibilidade de se tornar independente e decidida a não se deixar intimidar por Nova York, Jessie aceita um trabalho como babá dos quatro filhos do próspero casal Morgan e Pandora: Emma, Ravi, Luke e Zuri. Com um mundo novo e cheio de oportunidades a seu alcance, ela começa a explorar sua maturidade e a vida na grande cidade e se surpreende com o quanto vai confiar no apoio e conselho das crianças que estão aos seus cuidados. Bertram, o mordomo da família, e Tony, o jovem porteiro do edifício, também estão ao lado dela para acompanhá-la.
Esta série dá prosseguimento ao estilo "seriados teens", que o próprio canal Disney tornou "forte" e que tomou conta não só desta emissora, mas também de outras.

←  Anterior Proxima  → Inicio