Desejo: Boas Festas...

terça-feira, 7 de junho de 2011

Quem participa de tudo... não participa de nada...

Navegantes,
Vendo esta notícia da Folha Online, realmente... É de chorar. Já faz muito, mas muito tempo que a juventude, inclusive a da minha época não tinha e não tem conceitos. Não tinha e não tem nada. Parece que os jovens atuais não brigam por causas. Mas, juntam-se a alguns para fugir de aulas, parecer "legal"! E são facilmente levados por ideias alheias.
A educação está tão deturpada, que aceitam tudo que é modinha. Se isso é ruim? Oh se é. Daí, lemos alguns absurdos como gente achando exagero os erros cometidos nos livros de português e matemática do MEC. Gente achando que uma opinião alheia é conservadorismo ou algo ultrapassado. Acham que ser "normal" é ser cafona, ser ridículo, ser conservador, ser preconceituoso...
Enfim, acham o que "alguns" lhes dizem ser verdade. Verdade esta que será mesmo verdadeira? Há muito tempo a juventude está assim. Não tem mais sentimento político. E vejam... político no sentido real da palavra. Político não é ser partidário. Mas, vai falar isso para esta galera de hoje... Hoje, não há lutas, mas fugas de compromissos... E atuações ridículas em manifestações. Daí, ainda perguntam porque algumas manifestações não são levadas a sério. E dá para levar a sério a atuação de muitas pessoas aí? Esta matéria da Folha ilustra o que estamos vivendo. Gente que diz participar de tudo, no final, não participa de nada... E a coisa começou uns 15 anos atrás com os "Caras Pintada"...
A Revolução dos anos 60 foi positiva em algumas coisas, sim... Mas, parece, saíram alguns conservadores para entrarem outros. Com suas ideias e seus conceitos e seus preconceitos. Porque é possível ser preconceituoso sendo "descolado". É, oh se é... O pior tipo de preconeito que existe, o camuflado... O resultado está aí... E olha, daqui para frente, só piora. Triste, né?


←  Anterior Proxima  → Inicio

4 comentários:

Sandro disse...

Olha Sandra, só pra ilustrar a verdade que vc escreveu, e que eu cansei de presenciar, falo de um ex-colega de facul que fazia o tipo "esclarecido-sem-preconceitos", participava de uma organização cultural de filosofia, que quando questionado sobre homossexuais dizia que 'era falta de apanhar'. E ai se vc fosse contra, eram horas perdidas de discussão regadas a autoritarismo digno da Ditadura. E olha que pagava de cool.
De fato, tem muito preconceituoso que para não ser mal-visto, se encaixar no "politicamente correto", posa do que nao é.

Guilherme Zeminiani disse...

Olá Sandra,me chamo Guilherme,tenho 15 e mesmo sendo desta geração,fico pasmo ao ver que os jovens de hoje estão sem nenhuma gota de idealismo,sem senso crítico ou político,e tão facilmente influenciados pela mídia.
Hoje em dia,a maioria dos jovens seguem literalmente o que a mídia propõe,ficando cada vez mais individualistas e conservadores.
Como se não bastasse,parece que ao invés do preconceito diminuir,ele só aumentou,expandindo-se até abranger não só raças,gêneros ou opção sexual,chegando até discriminar qualquer pensamento que é tido como "antiquado" e e coisas do tipo

Anônimo disse...

Isso que a Sandra falou é tão verdade que vocês podem ver como vai ter poucas pessoas que vão entender o que está escrito.

Robotmonster disse...

Basta assistir a marcha da maconha, um protesto que ja esta ultrapassado e com argumentos ja superados por referencias cientificas e das autoridades locais, pessoal so vai pra se sentir descolado e fazer parte de algo, que nem mesmo eles sabem.

Faculdade é um reflexo nojento disso, alunos com opiniões duplas sobre o mesmo assunto, com medo de encarar uma maioria e dizer o que pensa, preferem seguir a midia e ter "opiniões formadas", que na maioria das vezes são manipuladas pelos jornalecos.

Pior é que nem sempre assuntos da moda viram protestos, os jornais não param de falar do problema de uma economia em crescimento sem mão de obra qualificada, cade os protestos exigindo maior investimento na educação Brasileira? Todo trimestre tem marcha da maconha.