Desejo: Boas Festas...

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Debate da Classificação Indicativa

Navegantes,
Todos os fãs de RPGs, games, animes e até mesmo animações em geral, novelas, etc... Galera, parece que está passando batido justamente dos interessados pelo entretenimento jovem a questão da classificação indicativa. O governo está promovendo um debate público sobre a questão, que tanto tem atormentado este meio. Desenhos animados censurados, games sendo restringidos, RPGs sendo acusados de toda sorte de idiotice...
Vocês desejam que o atual sistema continue? Ou que piore mais? A classificação indicativa no Brasil é ridícula e beira a demência, porque alguns títulos são podados, outros não. Algumas situações são podadas, ou não. E pior, o entretenimento é acusado por "especialistas" pelas mazelas da sociedade. Quantos de nós assistia a Comandos em Ação, aos episódios Tom & Jerry, joga games, RPGs, etc e não é violento nem psicopata? Quantos de nós é responsável, estuda, tem emprego?
Jogar a culpa na internet, na TV e ou raio que o parta é uma forma de se eximir de culpa. "A culpa não é minha, não é da estrutura da minha família, não é do meu entorno, não é da sociedade... É da TV que educa mal, da internet que desvirtua..." ´Ou seja, é este tipo de asneira que tem se propagado. Porque a culpa das mazelas da sociedade está em sua origem.
Além disso, a classificação indicativa é, antes de qualquer coisa, fruto de interesses. O que difere a "Globeleza" passar praticamente nua à tarde e Ranma 1/2 só poder depois das 20h? Por isso, peço a todos que participem do Debate Público sobre Classificação Indicativa, para mostrar que existe resistência a tudo o que tem sido empregado nos últimos anos e sua insatisfação. Mas, lembre-se que é necessário fazer login. Por isso, sejam coerentes e claros em seus comentários. Que os anos 80 voltem, porque este 2000 está terrível demais...


←  Anterior Proxima  → Inicio

8 comentários:

Lucas disse...

Num mundo perfeito, as emissoras de televisão sabem quais programas são adequados para cada horário, os pais educam os filhos sobre o que é ou não apropriado para suas idades e esses, por sua vez, sabem o que é melhor para o seu desenvolvimento sócial e individual. Como todos nós sabemos, o mundo não é perfeito.
A classificação indicativa é uma forma de suprir essa falta de "bom senso", tanto por parte das emissoras quanto pela da população, e manter os costumes e a moralidade.
Eu, sinceramente, não tenho uma opinião formada sobre esse assunto.
Se por um lado eu concordo com a classificação indicativa, como forma de indicação, por outro eu discordo, devido ao seu caráter impositivo e .
Com certeza esse debate me trará uma opinião mais consistente sobre o assunto.

Juh disse...

" A classificação indicativa no Brasil é ridícula e beira a demência..." concordo plenamente com você.

Tudo não passa de um jogo de interresse.Afinal a programação da tv aberta brasileira está cercada de sensacionalismo,linguagem chula, violência e nudez(agora com o carnaval isso é uma festa) e por qual motivo apenas algumas atrações sofrem retalhações?

Gustavo Miranda disse...

O Brasil ainda está na era medieval. Senadores, professores, diretores e secretários, apresentadores de programas regionais, pais, sindicalistas, deputados, etc... beiram a totalidade no quesito mentalidade atrasada. É como você falou, toleram mulher pelada a qualquer hora, toleram senvergonhice machista em qualquer lugar e a qualquer idade, porém, não toleram enredos complexo e sensuais dos animês, mas passam "Uma linda mulher" ou "Beleza Americana" na Temperatura Máxima... Editam desenhos a ponto de perderem o sentido, traduzem errado para ocultar arrotos, palavrões ou centas "fortes" que não são nada perante às que passam há décadas nos filmes de ação. A hipocrizia ortodoxa da família brasileira patriarcal aina nos assombra. E tudo isso só vai contribuir para a pirataria, para os vídeos subidos ilegalmente no youtube e para eu continuar aprendendo espanhol e inglês para fugir das edições hipócritas que infectam até mesmo os fãs brasileiros na hora de botar legendas. Lamentável. Brazil - Um país de idi0tas.

Claus is Goethe! disse...

Por ser nascido nos anos noventa apenas posso dizer:
Anos 2000/10>>>>>>>>Anos 80/90

Agora ao assunto: Uma classificação indicativa é sempre bom, ajuda a escolher titulos e outras coisas, mas do jeito que é praticado, apenas atrapalha, e acaba por permitir exageros das grandes redes(comunismo a vista!) e opressão das menores.
De qualquer jeito, eu quero apenas poder ver na TV brasileira Beyond Citzen Kane, por mais que se possa ver na net, sempre vai ser bom ver na TV.

L.Karina disse...

Essa classificação indicativa do Brasil realmente chegou as raias da idiotice. Não se pode mostrar violência e nem nudez em obras de ficção como novelas e filmes, mas permite que os programas policiais mostrem vítimas de assassinato, sendo que não são programa de ficção.
E pelo que eu soube querem regular a propaganda de brinquedos com a desculpa idiota de levar a criança ao consumismo.

Anônimo disse...

Essa era do politicamente correto tem limitado a qualidade e a criatividade da tv assim como o direito de opção na aberta.

Tenho assistido cada vez menos a aberta e não tenho sentido falta dela.

Essa questão da classificação indicativa se mostra - pelo menos pra mim - muitas vezes paranóica. Ou conveniente.

Ingrid Santos.

Paladino do Cerrado disse...

Desde que conheci a internet e sites de download, que eu faço a minha programação!

Sério depois de ver um jornal um cara explodindo na minha frente por causa de uma granada e não poder assistir um anime, com o mesmo teor no memso horário eu me senti ofendido!

Se eu vou Assistir Black Lagoon eu sei que estou vendo algo violento,mas acompanhar um telejornal que não anuncia uma morte enquanto eu estou com um prato de comida em mãos é pedir pra eu vomitar no mesmo! 1 pelo teor da cena 2 pela ignorancia da tv e de nossa censura!

Francisco Othon Pereira de Norões disse...

baixo nível lixo BBB 11 é grande vergonha...

eu odeio BBB 11... :*