Desejo: Boas Festas...

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Mudança de comportamento: streaming. E desta vez, quem diz são as empresas...

Navegantes,
A matéria Mudança de Comportamento, da revista Licensing Brasil (clique na revista quando entrar no site), mostra bem o que o mercado de entretenimento acredita de seu futuro. Um dos resultados foi que os executivos esperam que o crescimento dar-se-á pela mobilidade/wireless, streaming online, além de produção de conteúdo e inovação. Os executivos também estão preocupados com as novas tecnologias e suas interações (games, televisão, internet, filmes, editorial, etc), que podem gerar boa fonte de lucros.
Ou seja, não sei quem foi consultado, mas certamente não é da área de mangá e anime. Especdialmente animes. Afinal, "streaming" não é viável para muitos neste meio... Daí pergunto: até quando esta resistência? Até quando algumas empresas, que têm títulos avassaladores e de grande apelo, ficarão com seus olhos fechados ante ao futuro? Até quando vão olhar somente para um passado "glorioso", que, entretanto, não retornará mais?
Por fim, leiam também está matéria do site Mundo do Marketing. Há uma mudança de comportamento, especialmente da classe C, e é questão de meses, para o streaming ser algo definitivamente, viável.
←  Anterior Proxima  → Inicio

1 comentários:

Patrick (Matu) disse...

Interessante isso! O streaming pode ser uma maneria muito rentável de se divulgar um animê. Espero que as empresas abram os olhos para isso. Fazendo um planejamento básico mal feito, o streaming poderia elevar, inclusive, à venda de dvds e blu-rays. Mas, hoje em dia, nada está vendendo bem. Peguemos como exemplo a estréia de Ponyo. Um pouco mais de 6 mil pessoas foram ver o filme (totalizando com as pré-estréias cerca de 19 mil pessoas). Isso é muito fraco. Creio que o streaming viria para agregar vendas e valorizar produtos e tentar mudar essa situação. Eu espero.