Desejo: Boas Festas...

sábado, 29 de maio de 2010

Para alegrar o dia 72

Quando a mulher quer...

Um fazendeiro resolveu ir a pé de volta para sua fazenda. No caminho, comprou um balde e um galão de tinta, dois frangos e um ganso vivo. Quando saiu, parou e ficou matutanto sobre como levar as compras para casa. Enquanto coçava a cabeça, apareceu uma mulher que lhe disse estar perdida e lhe perguntou:
- Pode me explicar como chegar até a Estrada das Andorinhas, 1603?
- Bem, minha fazenda fica próxima a esse local. Eu a levaria até lá, mas ainda não resolvi como carregar tudo isto.
A mulher sugeriu:
- Coloque o galão de tinta dentro do balde, carregue o balde em uma das mãos, um frango sob cada braço e o ganso na outra mão.
- Muito obrigado - disse o homem - é uma boa idéia.
A seguir, partiram os dois para o destino.
No caminho, ele disse:
- Vamos cortar caminho e pegar este atalho, pois economizaremos muito tempo.
A mulher o olhou cautelosamente e disse:
- Eu sou uma viúva solitária e não tenho marido para me defender. Como saberei se quando estivermos no atalho você não avançará em cima de mim e levantará minha saia para abusar?
- Impossível! Estou carregando um balde, um galão de tinta, dois frangos e um ganso vivos. Como eu poderia fazer isso com tanta coisa nas mãos, sendo que se soltar as aves elas fugirão?
- Muito simples: coloque o ganso no chão, ponha o balde invertido sobre ele, coloque o galão sobre o balde e eu seguro os frangos...


←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários: