Desejo: Boas Festas...

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

E quem trabalha, tem direito a quê?

Você sabe o que é o AUXÍLIO RECLUSÃO?

Todo presidiário com filhos tem direito a uma bolsa que, a partir de 1º/1/2010 é de R$798,30 por filho para sustentar a família, já que o coitadinho não pode trabalhar para sustentar os filhos por estar preso. Mais que um salário mínimo que muita gente por aí rala pra conseguir e manter uma família inteira.

Ou seja, (falando agora no popular pra ser entendido)!!!
Bandido com 5 filhos, além de comandar o crime de dentro das prisões, comer e beber nas costas de quem trabalha e/ou paga impostos, ainda tem direito a receber auxílio reclusão de R$3.991,50 da Previdência Social.
Qual pai de família com 5 filhos recebe um salário suado igual ou mesmo um aposentado que trabalhou e contribuiu a vida inteira e ainda tem que se submeter ao fator previdenciário?
Mesmo que seja um auxílio temporário, prisão não é colônia de férias. Isto é um incentivo a criminalidade nesse pais de merda, formado por corruptos e ladrões.

Não acredita?
Confira no site da Previdência Social.

Portaria nº 48, de 12/2/2009, do INSS
(http://www.previdenciasocial.gov.br/conteudoDinamico.php?id=22)

Pergunto-lhes:

1. Vale a pena estudar e ter uma profissão?
2. Trabalhar 30 dias para receber salário mínimo de R$510,00, fazer malabarismo com orçamento pra manter a família?
3. Viver endividado com prestações da TV, do celular ou do carro que você não pode ostentar pra não ser assaltado?
4. Viver recluso atrás das grades de sua casa?
5. Por acaso os filhos do sujeito que foi morto pelo coitadinho que está preso, recebe uma bolsa de R$798,30 para seu sustento?
6. Já viu algum defensor dos direitos humanos defendendo esta bolsa para os filhos das vítimas?
7. Vc acredita nas promessas dos politicos corruptos, ladrões eleitos pela grande massa de ignorantes em nosso pais?
8. Você acredita no discurso da polícia que está se esforçando pra diminuir a criminalidade?

MOSTRE A TODOS O QUE OCORRE NESSE PAÍS!!!
E DEPOIS ALEGAM QUE EXISTE UM ROMBO NA PREVIDÊNCIA, POR CULPA PRINCIPALMENTE DOS SERVIDORES PÚBLICOS!!!


←  Anterior Proxima  → Inicio

12 comentários:

Cecilia Cavalcanti disse...

eba! vamo todo mundo em cana: rango, estadia e grana na faixa.

tá faltando o ar-condicionado, e massagista.


Esse foi o melhor incentivo a educação e reabilitação de presidiários que eu já vi.

ô democracia esburacada e podre ¬¬

Anônimo disse...

Não seja irresponsável em suas postagens. Pelo menos leia a página da previdência do link que seu próprio texto indica. Lá tem as regras (verás que 80% do que você escreveu é pura besteira).

[]'s e tenha mais responsabilidade antes de disseminar informações incoerentes.

João Ota disse...

Sandra,
entrei no seu blog para ler algo interessante sobre HQ e mangá, mas encontro esse post falando sobre tal benfício. Uma corrente que não acrescenta nada nesse tipo de discussão.
Segue um boa resposta que recebi sobre isso. Vale a pena repassar isso para quem te mandou isso.
[]'s, João Ota

-----------------------
Po cara, fiquei curioso com essa história, e dei uma passadinha no site da previdencia social pra ver qual é. Até porque a explicação do e-mail é simplista demais. Nunca as coisas com o governo são simples demais...

Eu não entendi 100% do negócio todo, até porque é meio grande, mas vou dar uma comentada em algumas coisas que estão lá de acordo com o que deu pra entender. Sente-se, pegue um café e leia o e-mail do tal do Buratto.

Vamo lá:

"Para a concessão do benefício, é necessário o cumprimento dos seguintes requisitos:

- o segurado que tiver sido preso não poderá estar recebendo salário da empresa na qual trabalhava, nem estar em gozo de auxílio-doença, aposentadoria ou abono de permanência em serviço; [O cara tem que estar desempregado, saudável e não aposentado, OK]

- a reclusão deverá ter ocorrido no prazo de manutenção da qualidade de segurado; [Ele tem um período máximo - que varia caso a caso - sem contribuir com a previdência, estourado o prazo o cara perde o direito - OK]

- o último salário-de-contribuição do segurado (vigente na data do recolhimento à prisão ou na data do afastamento do trabalho ou cessação das contribuições), tomado em seu valor mensal, deverá ser igual ou inferior aos seguintes valores, independentemente da quantidade de contratos e de atividades exercidas, considerando-se o mês a que se
refere: [O cara tem que contribuir com a previdência um valor máximo de 798,30, de acordo com a tabela para jan/2010. Guarde este nome:
salário-de-contribuição - OK]

(...)

João Ota disse...

Cont.

O auxílio reclusão deixará de ser pago, dentre outros motivos:

- com a morte do segurado e, nesse caso, o auxílio-reclusão será convertido em pensão por morte; [OK, não se paga para detento fantasma, mas sabe como são os fantasmas no Brasil...]


- em caso de fuga, liberdade condicional, transferência para prisão albergue ou cumprimento da pena em regime aberto; [Se o auxílio fosse tão confortável e um meio de vida, os caras não tentavam fugir. Ou seja: Ganha-se mais fora da prisão...]

- se o segurado passar a receber aposentadoria ou auxílio-doença (os dependentes e o segurado poderão optar pelo benefício mais vantajoso, mediante declaração escrita de ambas as partes); [Tá...]

- ao dependente que perder a qualidade (ex.: filho ou irmão que se emancipar ou completar 21 anos de idade, salvo se inválido; cessação da invalidez, no caso de dependente inválido, etc); [tá...]

- com o fim da invalidez ou morte do dependente. [ tá tá tá...]


(...)

João Ota disse...

(cont.)

Valor do benefício [Para ter um tópico falando disso, é que a tabela do benefício NÃO é o que se paga, e sim ONDE SE ENQUADRA o maninho detento]

O valor do auxílio-reclusão corresponderá ao equivalente a 100% do salário-de-benefício [certo, o que é salário benefício? Os valores da tabela dos 798,30 são salário-de-contribuição].

Na situação acima, o salário-de-benefício corresponderá à média dos 80% maiores salários-de-contribuição do período contributivo, a contar de julho de 1994. [aaahh bom, mas que situação acima? Bom, de qualquer forma, estamos falando da MÉDIA das 80% maiores contribuições que o maninho fez desde 1994]

Para o segurado especial (trabalhador rural), o valor do auxílio-reclusão será de um salário-mínimo, se o mesmo não contribuiu facultativamente. [se vc matou alguém com espingarda só ganha um salário mínimo]

(...)

Importante: Se foi exercida atividade em mais de uma categoria, consulte a relação de documentos de cada categoria exercida, prepare a documentação, verifique as exigências cumulativas e solicite seu benefício. [então o benefício é cumulativo... OK]"

João Ota disse...

(cont. parte final)
Bão, ai vem a hora da conta:

Suponhamos que o cara que tá preso foi trabalhador a vida inteira, desde 1994 (vamo aliviar pro lado dele) e pagou o FGTS rigorosamente em dia, juntamente com o carnê do Baú.

Vamo imaginar que se pagou 10% do salário em FGTS. Pra dar R$ 798,30 o cara teria que ganhar R$7983,00. . E vamos imaginar que o cara era fodão e já começou ganhando esses 8 conto de cara (não sei porque ele foi pro crime). Ai ele fez 4 filhos, mais a esposa e pronto!! Tá ai o cara que vai ganhar R$3.991,50.

Digamos que 8 paus não é salário de um maninho qualquer e digamos que traficante, aviãozinho, jagunço e cabra-da-peste não deve pagar FGTS...

Bom o que deu pra entender é:
1) Esse auxílio não é pros ricaços que ganham mais que 8 paus. Dá pra perceber que é uma faixa salarial que abrange (claro que por um acaso né?) os nossos queridos políticos honestos. Talvez seja por isso que eles põe a grana na meia, porque dinheiro na meia não paga FGTS e eles permanecem na faixa interessante!).
2) Pro cara da favela que sempre cresceu no tráfico, matou 15 trabalhadores não vai rolar benefício, pois ele não é contribuinte.
3) Pro trabalhador rural fica ai para se estudar o caso.
4) Pra gente que rala, é mais vantajoso ficar aqui e continuar ralando.
5) Penso eu que poucos detentos saibam do benefício...
6) O pessoal de Brasília deve saber do benefício.
7) O pessoal de Brasília nunca vai pra cadeia mesmo, o que anula os efeitos do item 6 e do item 1.
8) Se um dia vc for preso, saiba que a sua contribuição é relativa ao seu salário declarado no contra-cheque. Se vc acha que ganha mal, case-se com uma mulher feia e trate de fazer uma penca de filho antes. Você se sentirá melhor na prisão.


Conclusão:
Grande merda de benefício inútil. Não incentiva nem a matar sogra...

Abraço
Du Buratto
------------------------

Felipe Half Boiled disse...

Eu recebi um e-mail com esse mesmo texto. Daqueles que um amigo te manda, sendo que ele recebeu de outro amigo, que recebeu de outro, e você acaba nunca sabendo o autor original da mensagem, rsrsrs.

O texto é um pouco exagerado se comparado ao que está escrito na página da Previdência Social, mas não deixa de ser compreensível uma certa de indignação de quem leia (tanto o texto do post quanto apenas o da Portaria).

E, apesar dos exageros, a 6ª pergunta que a Sandra grifou parece bem pertinente. Eu gostaria de saber quais são os direitos dos familiares de vítimas de crimes, e o quanto o governo se esforça em garantir assistência a estas pessoas.

Vejam bem, eu não estou afirmando que o governo faz ou deixa de fazer nada, eu realmente não sei, e fiquei curioso por essas informações.

Aliás, parece que essa foi a intenção desse post, incitar os leitores do Papo de Budega a se informar sobre essas questões... mas é só o que eu ACHO.

sandra monte disse...

Caros,
Gostaria de dizer que o link da Previdência é bem elucidativo.

Óbvio que há alguns exageros. Entretanto, ainda assim, espanto-me com o absurdo de um contraventor de QUALQUER tipo de direito.

Se vocês verem, há os que se enquadram sim nos moldes do benefício. Vai... Um estruprador, por exemplo... O que acho é que os caras não sabem do benefício...

Claro que há os que são presos injustamente, mas em verdade, são os casos menos recorrentes.

A maioria está lá porque aprontou alguma. E mesmo assim tem algum tipo de direito da previdência...

É de lascar. Ao senhor Anômino (é fácil escrever na "escuridão", né), só posso lamentar porque você não entender o texto e a indignação. Certamente, vem pouco a este blog. E se vem muito, é pior ainda por não compreender lhufas do que falo...

As informações não são incoerentes. Elas estão ali no site da Previdência. Mas, não, não me conformo com o benefício...

Bandido tem direito a tudo aqui no Brasil. A vítima? Que se dane a vítima...

Sandra Monte

L.Karina disse...

Pois é eu vi isso.Lembro uma moça que trabalha numa barraquinha comentando justamente que quem trabalha não tem direito a nada.Acho realmente ridiculo um beneficio desse pra quem comete crimes.E quem tá aí dizendo que eles vão receber ''porque são pobres''devia pensar nos pobres que trabalham e ganham acho 60 reais mensais de bolsa família,por não terem cometido crime algum.

João Ota disse...

Sandra, ainda que vc diga que as informações não são incoerentes, o que está escrito no post ainda é exagerado (vc leu o que coloquei?) e remete a uma situação hipotética. Ainda acho que, colocando as coisas dessa maneira, não acrescenta nada à discussão. Dá para ver que o benefício é minímo, e que vale apenas para aqueles que contribuiram para a Previdência. Em relação às vítimas, existem na Previdência pensão por morte, além de pensões e aposentadorias por invalidez, auxílios devido a acidentes, p.ex. O Brasil realmente não é nenhuma maravilha. Mas até onde eu sei existem alguns direitos. E temos que correr atrás deles e fazê-los valer. Só reclamar é fácil. []'s!

sandra monte disse...

João, só para constar,
O grosso dos meus comentários têm mais a ver com o post do "anônimo" do que com o seu.

Eu deveria ter deixaido isso mais claro... O_o

João Ota disse...

Ok, ok... sorry se fui exagerado tb!
[]'s!