Desejo: Boas Festas...

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

ANIMA INFO 1117

Jogo milenar é tema do novo mangá da JBC

Mais um sucesso saído das páginas da revista Shonen Jump – a mesma de Cavaleiros do Zodíaco, Samurai X, Dragon Ball, Death Note – chega ao Brasil pela JBC no próximo dia 13 nas bancas de SP e RJ. É Hikaru no Go, mangá cuja arte é assinada por Takeshi Obata, o mesmo desenhista que ganhou fama mundial com seu aclamado trabalho em Death Note (também lançado no Brasil pela Editora JBC).
A história desenvolvida por Yumi Hotta tem como base o Igo, ou simplesmente Go. O jogo de estratégia se tornou uma verdadeira febre entre o público jovem no Japão e acabou ganhando praticantes também nos Estados Unidos, Alemanha, Itália, França, Canadá e Inglaterra, países em que Hikaru no Go foi publicado com grande sucesso.

A História

Tudo começa quando um garoto chamado Hikaru Shindo encontra no sótão do avô um tabuleiro de Go. Péssimo aluno, ele procurava algum objeto antigo que pudesse vender para substituir a mesada que fora cortada por conta de suas notas baixas. Hikaru, então, se depara com um tabuleiro de Go e nota nele uma mancha estranha, semelhante a sangue. Ao tentar limpar a sujeira Hikaru liberta a alma de um fantasma que passa a conviver com ele.
O espectro, na realidade, é a alma de Fujiwara no Sai, um exímio jogador e também um dos tutores de Go do Imperador japonês do era Heian (período da História do Japão que se passa entre os anos de 794 e 1185 d.C). Certo dia, Sai fora desafiado por um rival que queria ser o único tutor de Go do monarca. Durante a partida, ele é derrotado por meio de uma trapaça e, consequentemente, destituído de seu cargo. Amargurado, o jogador decidiu tirar a sua própria vida. Entretanto, sua alma acabou aprisionada ao tabuleiro de Go por uma razão: seu sonho em realizar a Jogada de Deus (Kami no Itte).
Desde então, ele tem se alojado em pessoas que conseguem ouvi-lo na tentativa de realizar o seu objetivo. O problema é que Hikaru, além de não entender nada de Go, acha o jogo muito chato e não está nem um pouco disposto a aprender, apesar de seu avô ser até campeão de torneios da modalidade. No entanto, o garoto e Sai agora estão tão ligados e toda vez que Hikaru se recusa a jogar, passa mal por causa da tristeza que o fantasma sente.
Sem muita escolha, o jovem estudante decide aprender a jogar, e até participa de uma partida no Clube de Go. Seu primeiro adversário é um garoto chamado Akira Touya, que apesar de novo, já joga como um profissional.

←  Anterior Proxima  → Inicio

1 comentários:

Cecilia Cavalcanti disse...

não sei...tô um tanto cansada de animes/mangás de jogos, Yugi-oh! por exemplo, jogo de cartas. Esse não faz o meu estilo de história.

Queria saber q tipo de jogo é esse Go, pq se for estilo Yugi-Oh! ou até mesmo por comandos de mestre como Pokemón, pessoalmente não tenho nenhum interesse.