Desejo: Boas Festas...

sábado, 19 de dezembro de 2009

Preconceito com cosplayers em Manaus!


Navegantes,
Vocês sabem o quanto fico p#$% com certas coisas. Especialmente quando elas são absurdas!!! Ao ver este post do Gyabbo!, só posso dizer: NÃO PERMITAM!!! Foi gravado, há provas e assim sendo, é passível de processo. O motivo é bem simples: isso é preconceito e "bloqueiro" (não achei palavra melhor) do livre direito de ir e vir! Não permitam que isso aconteça.
Daí alguém pode dizer: "ah Sandra, mas é ridículo sair no shopping assim". Não interessa. Eu, você, ou qualquer um tem o direito de passar o ridículo que quiser! Se eu quiser sair com uma melancia na cabeça, qual o problema? Fala sério, os falsos moralistas têm que começar a colocar a mão na cabeça e pensar: "não seria melhor eu me preocupar com a natureza, com os bichos maltratados ou crianças abandonadas?"
Eu faria um "cosplayaço"!!! Um mega encontro de cosplayers na área de refeição do shopping!!!

←  Anterior Proxima  → Inicio

8 comentários:

Nash disse...

Eu estava lá.
Acho que isso se deve, por causa que as crianças foram tirar fotos com os cpsplayers e esqueceram dos Papai Noel (que cobrava 35,00 por cada foto com ele). E os cosplayers nada.

Celbi P. disse...

Sim, há o direito de ir e vir e livre manifestação, etc. Mas havia algum evento de cosplay no shopping? Não entendi. Mas há de se compreender de que o shopping é uma propriedade privada. Muito diferente de andar de qualquer jeito na rua, seja fantasiado ou com uma melancia na cabeça (Rs). O shopping pode impedir uma pessoa se julgar que pode causar algum transtorno ou inconveniente. Por isso mesmo ninguém pode entrar fantasiado nos parques temáticos Disney e da Universal Studios. A pessoa pode é tentar buscar os seus direitos mas, neste caso, é bom lembrar (e poucos parecem ter noção) de que shopping não é igual parque público. Outros casos: não se pode entrar sem camisa no ônibus, há restaurantes que só permitem a entrada com determinado tipo de roupa. Enfim, é preciso separar o que é público e privado.

gyabbo disse...

Olá Sandra,

Primeiramente, obrigado por ter me linkado! Apesar de que eu não estava no shopping nesse dia, como já comentei no meu blog, sou totalmente contra a posição que foi tomada pelo shopping e por isso estou tentando formar um cosplayaço nesse domingo, mas anda bem difícil, os cosplayers parecem que não se movimentam, infelizmente.

Acredito que temos que lutar contra toda e qualquer forma de preconceito, seja racial ou pelo modo de se vestir.

Abraços,

Denys - Gyabbo!

Caio Murdock disse...

Realmente, essas pessoas hipócritas são insuportaveis.

Hatsumomo disse...

Gente, é a coisa mais normal do mundo sair de um evento e ir lanchar com os amigos depois. Nem todo mundo leva roupa comum, e vai e volta pra casa de cosplay mesmo, então sem problemas.

O brasileiro, infelizmente, é um intolerante ao que é diferente. Eu fico profundamente chateada ao ver que a pessoa só é vista com "bons olhos" se estiver usando o modelito padrão da novela das 8.

Menos intolerância, mais CONSCIÊNCIA, por favor.

Felipe Half Boiled disse...

Ah, ridícula essa cena. Não dá pra saber o que aconteceu antes, mas pelo que o segurança fala ele só queria que o pessoal saísse por causa dos cosplays.

Se for isso é pura implicância, porque a fantasia pela fantasia não traz problema nenhum pra ninguém. A não ser que fosse alguma roupa que mostrasse muita coisa (o que não pareceu pelo vídeo), apesar de que o próprio shopping deve vender roupa que mostra bem mais que esses cosplays.

E se a desculpa era o "incômodo" que elas causam, os piercings, as tatuagens e os moicanos incomodam muita gente também, mesmo assim nunca vi ninguém usando essas coisas ser barrado em shopping só por isso.

Na boa, só sei que isso não passa de uma pataquada, começada não sei por quem, mas uma pataquada.

Derek disse...

E, o brasil tem muito o que cresçer nesse ponto.Realemente chateia muito ver um ser humano agir dessa forma.

Lamentavel. Pessoas assim são simplismentes imcompriensiveis.

"Menos intolerância, mais CONSCIÊNCIA, por favor."

Patrick disse...

Eu mandei um e-mail para o shopping pedindo explicações. Vamos ver o que eles vão dizer. Os cosplayers envolvidos nisso, se servir de consolo, poderão entrar na justiça por dano moral contra o Shopping. Com uma ação coletiva, podem ganhar. Não será uma grande quantia (os juízes parecem ter mantido a média de 5 mil reais) e pode demorar, mas a satisfação de ganhar a causa e limpar a honra será garndiosa!!!!