Desejo: Boas Festas...

domingo, 3 de agosto de 2008

Conscientização, isso ainda é possível?

Bem, antes que a chuva faça cair a força novamente...
Estes dias, li duas informações que me deixaram um tanto, como direi, passada. Uma delas vem da possível "parceria" da Bandeirantes com a Igreja Mundial do Poder de Deus, conforme informou Flávio Ricco em seu site. Segundo o pessoal do grupo Rede 21, há outros sites confirmando.
Nada contra a igreja, mas é possível para ela conseguir concessão para atuar em televisão. Outras igrejas têm canais próprios. O lamentável - se esta informação se confirmar - é ver que a Rede 21 é para a Bandeirantes apenas uma maneira de ganhar dinheiro de forma bem rápida. Ganhou alguma coisa com a Gamecorp, ganharia agora. Nada contra o lucro. Mas, se é para existir assim, seria melhor que o governo federal tirasse a concessão da emissora.
E de outras. Há canais Brasil a fora que exibem seriados e animes sem o devido direito e aquisição para tal. Ou seja, são exibições piratas. Isso tudo é uma grande vergonha, como diria o Casoy!!! Muitos, e vejam, muitos licenciadores acreditam que o Brasil é um bom mercado. Mas, evitam de fazer negócios por causa da pirataria de DVDs e da insegurança que sentem de algumas televisões.
No final das contas, mesmo aos trancos e barrancos, a emissora que mais respeita o fã de anime, por incrível que pareça, é a rede Globo.

Outro ponto que me deixou um tanto sem reação veio do grupo de Peach Girl. Uma jovem entrou com uma ação (acho que é este o termo) junto ao Ministério Público do Consumidor. A resposta do senhor promotor de justiça é estarrecedora. Não sei o que comentar.
Ao que dá para entender, parece que só é de "interesse público" se se um cidadão morrer ou for esquartejado por culpa de uma empresa. Se uma companhia como a Panini prometer produtos e não cumprir o fato, tudo bem... beleza.
Bem, se a gente pensar... a Telefônica deixou todo mundo na mão e nada aconteceu... Por isso que há quem diga que a justiça no Brasil não tem duas medidas...

Olha, é tanta coisa errada, que minha voz esta diminuindo... Sei que alguns de meus leitores veêm em mim algém que tenta reagir contra estas coisas erradas, que parece que ninguém do meio dos animes e mangás tem vontade de falar. Só que estou sendo vencida pela desesperança. Acho que eu gritando sozinha não vai ajudar. Nada muda. Pelo contrário, só piora... Desculpem. Espero poder estar apenas com raiva destas situações e que seja um momento. Mas, estou quase jogando a toalha no chão... Daí vem a pergunta do post: conscientização, isso ainda é possível?
←  Anterior Proxima  → Inicio

5 comentários:

Inocima disse...

"conceguir" doeu um pouco..., mas concordo totalmente com o seu ponto de vista.

tomara que as coisas no Brasil mudem o mais rápido possível.

sandra monte disse...

Putz...
É mesmo. Foi um lapso...

Já está corrigido, valeu!

sandra monte disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Kurosaki Ichigo disse...

uma pena neh Sandrinha
ate hoje nao engoli aquela promessa falsa da Panini em terminar Peach Girl
e outra decepcao foi com a versao q veio pra ca das Meninas SuperPoderosas Geracao Z
que BGM's ridiculas foram aquelas
simplesmente lamentavel

iorisan disse...

Pois é, ao que parece, tudo o que tiver relacionado a entretenimento nesse país é colocado de lado e não é levado a sério.vou aproveitar o desabafo da Sandra pra colocar minha opinião a respeito disso tudo:
Fico triste em saber que boa parte dos fãs de anime não passam de pirralhos e adultos sem noção que não avaliam a dimensão do que fazem ao desprestigiar com a pirataria as empresas que investem no segmento no sentido de criar um mercado de dvds, como acontece no mercado americano. Fico triste com empresas que poderiam trabalhar de forma honesta mas que preferem fazer isso de forma ilícita em prol do lucro fácil. E por fim, fico triste pelo contexto atual dos animes no Brasil, onde a minoria que quer mudanças acaba pagando o pato pela maioria sem conscientização e sem noção.