Desejo: Boas Festas...

terça-feira, 13 de novembro de 2007

ANIMA INFO 356

Inducks agora em novo formato

A versão brasileira do site Inducks - banco de dados que faz o registro das HQs Disney produzidas no mundo - agora está em um formato mais simples e fácil de ser visualizado. Para acessar, clque aqui.
Um dos principais objetivos é fazer um levantamento de roteiristas e desenhistas, creditando-os. Com o formato blog, o Inducks já identificou 112 roteiros, em especial dos anos 70. Os leitores podem interagir e enviar informações, caso identifiquem os autores das histórias de quaisquer décadas.



Brat Pack chega oa mercado brasileiro


Brat Pack é contemporânea à época que a DC Comics decidiu matar Robin, o parceiro juvenil de Batman. Houve uma votação entre os fãs e o resultado foi que Jason Todd encontrou seu fim nas mãos do Coringa. Estava aberta a temporada de caça aos parceiros mirins. Como Neil Gaiman aborda em seu prefácio para Brat Pack, havia muito mais por trás do episódio do que a simples morte de um personagem.
Outro acontecimento marcante do período foi quando Estrela Polar, um dos membros da Tropa Alfa, assumiu publicamente sua homossexualidade. Um fato que chama a atenção de Gaiman nesses dois casos é a febre dos colecionadores que se seguiu, fazendo com que as revistas relacionadas atingissem preços estratosféricos, além da pronta substituição do jovem herói morto.
Brat Pack é uma crítica à ingenuidade das histórias em quadrinhos, à comercialização, à morte e pronta substituição dos personagens, à censura, à avidez dos colecionadores e à estranha necessidade de super-heróis adultos pela companhia de jovens e inocentes parceiros mirins.
A história começa imitando a realidade: um locutor de rádio abre uma votação para saber se os parceiros mirins dos maiores heróis da cidade de Slumburg devem viver ou morrer. O veredicto é a morte, e é esse o fim que os jovens heróis encontram, com a participação do enigmático e bizarro Doutor Blasfêmia.
Slumburg viveu dias de glória quando estava sob a proteção do poderoso Trueman, o maior de todos os super-heróis. Porém Trueman desapareceu do planeta e foi substituído por Doninha Noturna, Senhora da Lua, Rei Rad e Juiz Júri – que juntos mantêm as ruas seguras, mas para tanto empregam métodos extremos e violentos. Quando seus parceiros Chippy, Luna, Selvagem e Kid Vício são mortos, começa a procura por substitutos – afinal, há lucrativos contratos de licenciamento em jogo.
Brat Pack foi lançada inicialmente como uma minissérie em cinco edições. Posteriormente, Rick Veitch reuniu as edições em um encadernado, porém com várias modificações. Ele revisou, alterou e adicionou páginas, redesenhando alguns trechos e dando um novo final à história. O resultado é uma história reestruturada, mais fluente e ainda mais contundente e cruel que sua versão original.
E é essa “versão do diretor” que a HQM Editora traz agora ao Brasil, em um álbum de luxo com 180 páginas, com galeria de capas em cores e introdução do premiado Neil Gaiman.

Brat Pack de Rick Veitch
HQM Editora, 184 páginas, R$ 29,90
Preview: www.hqmaniacs.com/editora
Venda direta: vendas@hqmaniacs.com

←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários: