Queridos navegantes: Um avisozinho... Nâo comprem celular da Microsoft... Os caras detonaram sem dó nem piedade com o Nokia 701, deletando tudo o que o usuário tinha... ....

terça-feira, 7 de julho de 2015

Culturas híbridas: o que somos e isso não é ruim

Culturas híbridas é um dos mais conhecidos, talvez o mais conhecido - livro de Néstor García Canclini, antropólogo e crítico cultural argentino. Traz em uma "(...) primeira definição: entendo por hibridação processos socioculturais nos quais estruturas ou práticas distintas, que existiam de forma separada, se combinam para gerar novas estruturas, objetos e práticas." Ainda segundo a sinopse do site da Livraria Cultura,

Como entender o encontro do artesanato indígena com catálogos de arte de vanguarda sobre a mesa da televisão? Em busca de uma resposta a essa indagação emblemática, Néstor Canclini analisa a cultura nos países da América Latina levando em conta a complexidade de relações que a configuram na contemporaneidade - as tradições culturais coexistem com a modernidade que ainda não terminou de chegar. Neste livro, devem ser apresentadas suas reflexões sobre o fenômeno da hibridação cultural nos países latino-americanos, procurando compreender o intenso diálogo entre a cultura erudita, a popular e a de massas, e sua inserção no cenário mundial. Para empreender a análise, Canclini pretende lançar mão de uma abordagem interdisciplinar e de um tratamento intercultural do tema.

Canclini não pega casos brasileiros, mas suas elucidações podem funcionar bem em nossas terras. Porque as semelhanças das culturas latinas são realmente próximas. Em nosso caso, nossas três grandes matrizes: indígena, negra e branca fundiram-se profundamente. Fora isso, as influências recentes externas, especialmente da cultura norte-americana mostra-nos da importância da questão da hibridação. Isso não pode, de forma alguma, ser posta como algo inferior. Deve sim ser colocada em igualdade com culturas mais homogêneas. E é neste ponto que a obra de Canclini é tão relevante.

Leia mais...

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Curiosidades Budeguísticas: Breve História da Internet no Brasil numa visão pessoal

Para muitos jovens que nasceram nos anos 90, pensar sua vida sem internet é algo inimaginável. A primeira transmissão em longa distância ocorreu no final dos anos 60 nos Estados Unidos, em âmbito militar. Porém, com a evolução da rede, a internet se tornou algo comercial e chegou ao Brasil em maio de 1995, momento em que foram abertos os registros para os até então desconhecidos sites.
Em 20 anos, os primeiros usuários viram diversas mudanças em portais, sites, existência e fim de diversos serviços. Esta resenhista que escreve acessou a internet pela primeira vez em 1998. Como? Em um curso de informática. Sim, eles eram muito comuns para quem queria aprender como usar computadores. O uso não era tão intuitivo como ocorre hoje.
No local havia internet, o qual efetivamente não me recordo como conheci. Naquele momento, o desejo era encontrar informações sobre animação japonesa. Os sites mais comuns eram do Geocities, que anos depois fora comprado pelo Yahoo e depois extinto. Para fazer buscas, o sistema mais usado era o Cadê. Porém, com o avanço forte do Google, este último comprou eliminou o primeiro.
Também foi possível ver outras febres como os fóruns de discussão e os grupos do Yahoo. Eles ainda existem na rede, porém com pouquíssima força. O que dizer do ICQ, grande sistema de bate-papo conhecido por aqui, que caiu em desuso graças ao MSN, que caiu em desuso graças ao Facebook e WhatsApp. Porém, em 20 anos, talvez o site (rede social) que nos foi mais característico foi o Orkut.
Outros países tinham e têm suas redes sociais. O Orkut foi um produto do Google que surgiu e deu certo praticamente só aqui. Fotos, grupos de discussão, bate-papo, joquinhos. Foi "Iorgute" em uma das brincadeiras de 1º de abril. Resistiu por anos a fio, mas sucumbiu a atual preferência nacional, que é americana, o Facebook. Em 20 anos de internet no Brasil, é possível ver sites com informações sobre o assunto, como este link do Olhar Digital (inclusive, a imagem acima foi retirada desta matéria).
Porém, a decisão de escrever com percepções e lembranças talvez seja mais interessante. Especialmente aos mais jovens, que não fazem ideia do que já vimos. E certamente estamos a ver. Hoje, a internet no Brasil está cada mais vez mais móvel, cadê vez mais em nossas mãos via celulares e tablets. Já vimos muito, e com certeza, ainda veremos outras evoluções. Pois sempre há espaço para as mudanças.

Leia mais...

domingo, 5 de julho de 2015

Para alegrar o dia 118

Retirado de algum lugar na net...

Leia mais...

sexta-feira, 3 de julho de 2015

Redução da maioridade penal: o que as pessoas não estão discutindo...

Queridos navegantes...
Estes dois últimos dias, as redes sociais viraram novamente um "campo de batalha" virtual. A bola da vez foi a questão da redução da maioridade penal de 18 para 16 anos aprovada na última quarta-feira na "Câmara dos Deputados". A respeito do fato em si, acho que esta reportagem da Folha de São Paulo elucida alguns pontos. Não gosto de Eduardo Cunha - ele representa uma ala da sociedade que não aceita o não - mas o fato é que existe uma brecha no texto da Constituição para o ato dele.
O fato é que vocês sabem que sou a favor da redução. Talvez não para tudo. Mas, para os crimes hediondos, sim... A pessoa nesta idade sabe que maltratar, estuprar e fazer outras maldades são ruins. Não é uma questão de ficar pior na cadeia, porque a pessoa já é ruim mesmo. Na reportagem acima - pegando o caso de SP - a porcentagem de infratores é muito pequena. Ou seja, os presídios não vão superlotar como alguns disseram. Penso que ninguém acha que isso inibirá quem comete os crimes. Mas, é uma forma mais rápida de punição. Ou ao menso, conforto para aqueles que sofreram o crime.
Daí, um outro ponto tem a ver com algumas faixas de alguns deputados, que falaram que a solução é educação. Que o Estado deve dar educação. Concordo com isso. Afinal, nossas escolas estão degradadas. Mas, estas mesmas figurinhas, tipo "Jean Wyllys" entre outros, ficaram mudos, quietinhos com a redução orçamentária da educação deste ano. Curioso isso... E daí, vem uma grande questão: é só o Estado quem deve dar educação?
Galera não está pensando que a sociedade inteira está errada. Tanto conservadores quantos os ditos "liberais". Não é só o Estado. É o Estado também... A educação que tanto se fala não é só a formal. É uma educação familiar. Formação pessoal mesmo. Só que é ai onde a ferida dói. Onde estão as famílias? Muitos jovens infratores não têm pais. Só mães. E, onde estão as mães? Trabalhando...
Vejo alguns homens "liberais" falarem uma série de coisas, mas nenhum deles afirmam que devem haver leis mais duras para os homens que não querem assumir seus filhos. Joga-se a batata nas costas só dos homens conservadores. Mas, estes pelo menos, deixam claro o que são. Os tais homens "liberais" não fazem menção disso. É mais fácil para eles dizer que para mulher deve ser liberada e não dizer que o homem tem que ter mais responsabilidades. Percebem a diferença? Daí, tem muita mulher cobrando mais liberdades para elas, e deixando de lado as obrigações dos homens... Assim é fácil homem ser "feminista".
Daí temos as ditas feministas. Elas falam que a mulheres têm que ser livres, sair e ir trabalhar. Filhos? Tenha-os e os deixem as escolas ou babás. Ou seja, no final das contas, é um empurra-empurra de responsabilidades que toda a sociedade tem. Só que ninguém quer assumir as próprias cagadas. Fica mais claro e visível ver o que os conservadores estão fazendo, como a ação da redução.
Escrevo este texto para elucidar que é muito lindo todos os discursos que vemos na internet. Pessoas liberais "revoltadas" com os conservadores, mulheres que querem liberdade total, mas esquecem que ser mãe é um ato de entrega... Não de entregar a criança ao Estado, mas de entregar-se a si mesma. Pessoas que estão exigindo do Estado o que nem elas têm capacidade de dar aos seus próprios filhos. Façamos todos uma reflexão geral, por gentileza? Ao invés de ficar em guerrinhas bobas de Twitter e Facebook...
Por final, quem ficou profundamente revoltado com a redução... Ao invés de ficar no chororô em rede social, veja quais são os trâmites agora. Porque tem que passar pelo "Senado" e voltar para a "Câmara dos Deputados". Exija do seu senador uma posição firme. Reclama no site da Câmara, com os deputados que mudaram a opinião em 24h, etc. Não fica que nem tonto em rede social dizendo que vai "desamigar", isso e aquilo. Eu já fui assim e hoje vejo como isso é meio bobo...

Leia mais...

quinta-feira, 2 de julho de 2015

O EXTERMINADOR DO FUTURO: GÊNESIS (Terminator: Genisys)

O EXTERMINADOR DO FUTURO: GÊNESIS (Terminator: Genisys) é o mais novo título da franquia de sucesso, que teve seu primeiro longa-metragem em 1984. O título traz novamente o astro Arnold Schwarzenegger, depois de um longo período ausente das telonas por causa de sua atuação como governador em um estado americano. A franquia "O Exterminador do Futuro” já teve três filmes na sequência, que arrecadaram mais de US$ 1 bilhão em bilheterias de todo o mundo.
Algumas coisas chamam a atenção neste novo "Exterminador". O tom "cômico" que Schwarzenegger dá ao robô é hilário e faz sentido. O envelhecimento do mesmo também. A história traz novamente Sarah Connor e seu salvador do futuro Kyle Reese em uma aventura alternativa aquela vista no longa-metragem de 1984. Masi que isso, os dois conhecem uma nova forma da manifestação do grande vilão. Ambos são ajudados pelo robô T-8000.
Há bons efeitos visuais, que diferente do filme de O Exterminador do Futuro 2 - O Julgamento Final já não impressionam tanto. Mas, a ação é fantástica. Uma curiosidade do título são o ator Jason Clarke (John Connor) e Emilia Clarke (Sara) que, apesar de terem o mesmo sobrenome, não são parentes. O ponto relativamente decepcionante foi a escolha da Emilia, que não tem a força visual que Linda Hamilton - a primeira Sara - tinha.
Um ponto importante. Quando o filme termina, a primeira coisa que o espectador pensa é: "tem um erro cronológico na história." Porém, é necessário esperar os créditos porque há o "bônus" que explica. Ou seja, não há erro. Lembramos também que vimos a versão legendada, mas a versão dublada tem a presença do dublador Garcia Jr. como Schwarzenegger. Por fim, é indiferente assistir a O EXTERMINADOR DO FUTURO: GÊNESIS (Terminator: Genisys) em 2D ou 3D. Bom título.

Leia mais...

quarta-feira, 1 de julho de 2015

Ney Matogrosso - Poema

Certos artistas parecem ou são completos. Apesar de nunca ter ido a um show dele, Ney Matogrosso sempre pareceu ter uma presença de palco incrível. Ele tem algumas músicas muito conhecidas. Mas, há uma recente que faz-se necessário ser conhecida: Poema. A letra é um tom tão nostálgico, faz-nos lembrar realmente de coisas lá de um passado por vezes esquecido. E, ainda com interpretação dele, letra e melodia ficam incrivelmente insuperáveis. Logo acima.

Leia mais...

terça-feira, 30 de junho de 2015

Quadrinhos são literatura?

Este tema já deu muito "pano para manga" tempos atrás. Especialmente no meio acadêmico. Aparentemente, parece que finalmente percebeu-se que histórias em quadrinhos são uma coisa e literatura é outra. Tanto que atualmente, as HQs não fazem mais parte, ou com uma intensidade diferente, de ações voltadas à literatura. Em 10 de maio de 2009, colocamos este mesmo assunto em pauta e concordamos com o estudioso Paulo Ramos. Apesar de uma coerência, de ter textos, argumentos, as histórias em quadrinhos são um outro tipo de arte. Afinal, não são somente isso e também não são somente imagens. Acessem ao link para ver as reflexões daquele momento, que nos faz pensar também no momento atual.

Leia mais...

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Curiosidades Budeguísticas: chás calmantes

O mundo estressante atual faz com que muitas pessoas tomem remédios calmantes. Quando elas chegam em um nível grande de problemas, só mesmo medicamentos fortes para fazê-las dormir, por exemplo. Contudo, há elementos maturais que podem ajudar no relaxamento: são os chás calmantes. Muitos destes chás são facilmente encontradas em mercados e feiras. Vale lembrar que não são somente anti-estresse. Mas, também contribuem para baixar os níveis de ansiedade.
Apesar de haverem comprimidos, o ideal é justamente tomá-los na forma mais próxima possível do natural. O modo de preparo ideal, segundo o Tua Saúde é: "adicionar 1 saqueta do chá escolhido (ou 20 g da planta medicinal) a 1 xícara de água fervente, tapar para que não perca seus óleos essenciais e deixar amornar. Tomar o chá a seguir. Aconselha-se tomar de 2 a 3 xícaras de chá por dia."
A seguir, uma lista de elementos naturais - entre vegetais e frutos - que podem ser feitos em forma de chá ou também consumidos ao natural no caso das frutas: Passiflora (Flor do Maracujá), Raiz de Valeriana, Erva de São-João (Hipericão), Camomila, Tília, Melissa (cidreira), Alface, Alfazema, Chá de maçá. Possivelmente, alguns destes termos podem ter outros nomes em outros locais do país, porém, pegamos as denominações mais comuns encontradas na internet.

Leia mais...

ATENÇÃO: OPORTUNIDADE DE EMPREGO NA ÁREA EDITORIAL

Aos caros navegantes que estão em busca de emprego e possuem as qualificações necessárias no universo de "design" e edição, abaixo três oportunidades.

O Grupo Editorial Scortecci que edita, imprime e comercializa livros em pequenas tiragens desde 1982 está contratando profissionais para as seguintes funções:

ESTAGIÁRIOS
Produção Editorial para diagramação de Livros em In Design (2 vagas)
Opção 1 - Manhã, de segunda a sexta, das 8h00 às 13h00
Opção 2 - Tarde, de segunda a sexta, das 13h00 às 17h45
Oferecemos: Bolsa de R$ 800,00 + registro em carteira + seguro + condução.
Exigimos: Início imediato, cursando 2º ou 3º ano e conhecimento em In Design (obrigatório).
Local de Trabalho: Bairro de Pinheiros, São Paulo/SP.
Link para preenchimento do currículo.

AUXILIAR DE EDITORAÇÃO
Segunda a sexta, das 8h00 às 17h45
Oferecemos: Salário de R$ 1.200,00 (nível I) ou R$ 1.500,00 (nível II)
Registro em carteira + Almoço + Condução.
Exigimos: Início imediato, experiência comprovada, conhecimento avançado em In Design.
Local de Trabalho: Bairro de Pinheiros, São Paulo/SP.
Link para preenchimento do currículo.

Leia mais...

  ©Papo de Budega - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo